terça-feira, novembro 23, 2010

Esclarecimento do enigma

Como iria ficar muito alongado se fizesse um esclarecimento em forma de comentário, optei por um novo post.
Informo mais uma vez que foi a minha amiga Kinkas que me sugeriu o enigma.
Posto isto tenho a dizer que:
O primeiro visitante, AC, foi o máximo, acertou logo na "mouche".
O Rui da Fonte, amante de enigmas, deixou pistas bem visíveis e por mail, costumo usar este recurso com ele quando sou das suas primeiras visitantes e tenho a certeza da resposta, apontou o nome do autor e do conto.
A Isa GT, também habituada a estas "cenas", deixou um ambíguo pp. e a f., sugerindo o nome do conto.
A Goiaba disse que sabia mas não deixou qualquer indício...
A Catarina e a Carol, como era mais do que natural, apontaram para Sophia de Mello.
De facto, as semelhanças de estilo neste pequeno extracto são notórias e induziam em erro...
E agora vamos à solução final, passe a redundância, embora haja soluções provisórias que não vêm ao caso.
O seu autor é Máximo Gorki, pseudónimo de Aleksei Maksmivich Peshokov, e o conto de onde foi retirado o extracto intitula-se "O Jovem Pastor e a Fadazinha".
Este conto e ainda outros dois "O Avô Arkhip e Lionka" e "Na salina" foram editados pela Quasi e distribuídos gratuitamente com um jornal diário num pequeno volume com o título "Três Contos".
Confesso que, tendo embora uma volumosa colecção de 11 tomos da obra de Máximo Gorki, do tomo V que contém 23 dos seus contos não consta esta triologia. Creio que foram publicados por volta de 1908.
Agradeço à Kinkas a sugestão do passatempo e se algum leitor quiser acrescentar algo ou corrigir alguma falha é bem vindo.

17 comentários:

  1. Rosa, adorei este “Desafio literário” e sugiro mais desafios num futuro próximo... É um desafio, é uma fonte de conhecimento e é divertido! : )

    ResponderEliminar
  2. Acho que não iria nunca adivinhar!
    Mas acho esplêndida a ideia destes enigmas - queres continuar??? Mesmo que a gente faça figura de inculta:))

    ResponderEliminar
  3. Li Máximo Gorki há muito tempo ( e comecei pelas peças de teatro) e não lembraria o extracto que transcreveu se não tivesse lido recentemente os tais contos. Não esqueci porque achei que tinha um título que não parecia do autor - sei lá porquê. Não sabia que Máximo Gorki é pseudónimo. Obrigada por estar sempre a aprender quando aqui venho.
    A ideia é muito boa.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Sabes como eu gosto destas coisas ! ;))
    Venham mais ! rsrs
    .

    ResponderEliminar
  5. Eu pensava que era o pequeno pastor e a fada, mas, pelos vistos é jovem em vez de pequeno ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  6. Oba!!!!

    Não sabia de todo. Dele só li: Pequenos Burgueses, A Mãe e Três Vidas.

    Com este enigma fiquei a saber muito mais sobre este autor.

    Obrigada amiga

    ResponderEliminar
  7. Isa GT
    Deve ser uma questão de tradução...
    Mas eu percebi que conhecias o conto e o seu autor, como é óbvio! :-))

    ResponderEliminar
  8. Confesso a minha incultura mas de Gorki só conheço o gato da minha filha Marta que se chama Gorki...
    Mas o enigma foi giro. Podes continuar... que eu não adivinho...

    ResponderEliminar
  9. Qual incultura, qual quê?
    Foi também o nome que me veio à ideia, só que vindo da Kinkas...
    E disse-lhe "parece da Sophia mas não é, pois não?"
    Eu não sabia! :-))

    ResponderEliminar
  10. Vou tentar encontrar o livro...:)

    ResponderEliminar
  11. ahahah!!!
    que pena, o mestre Google dava-me uma ajuda e zásssssss!!

    http://omarpareceazeite.blogspot.com/2009/06/como-comeca-um-conto.html

    bastava clicar aqui né?

    :))

    ResponderEliminar
  12. Está desvendado.
    Não conhecia.
    Não chegaria lá!
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Tenho andado mesmo ocupada e ausente! preciso de fériasssssssssssss
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Não chegaria lá! Pensei também em Sophia mas percebi que não, pelos comentários. Muito giros, estes enigmas literários!
    Venham mais!

    ResponderEliminar
  15. Dina (sem login mas a própria)30 novembro, 2010 16:10

    Cheguei tarde mas mesmo que tivesse chegado a tempo nunca lá chegaria.
    Parabéns pela iniciativa.

    ResponderEliminar
  16. Consegui arranjar o livro :)
    Encontram-se alguns à venda na Fnac.

    ResponderEliminar