terça-feira, setembro 16, 2008

Outono

Tarde pintada
Por não sei que pintor.
Nunca vi tanta cor
Tão colorida!
Se é de morte ou de vida,
Não é comigo.
Eu, simplesmente, digo
Que há tanta fantasia
Neste dia,
Que o mundo me parece
Vestido por ciganas adivinhas,
E que gosto de o ver, e me apetece
Ter folhas, como as vinhas.

Miguel Torga, in Diário X


Nota: Finalmente consegui introduzir uma imagem, mas é da net, não é minha.

28 comentários:

  1. Eu estava para sugerir que o melhor era enviar o computador para o museu, mas pelos vistos ainda vai dando.

    As segundas e sextas já não vais ter a minha companhia, contudo sempre que poder venho-te visitar.

    OBRIGADA PELO COMPANHEIRISMO
    BJS

    ResponderEliminar
  2. Querida filha adoptiva

    Mal tive tempo de falar contigo na segunda-feira, desapareceste logo.
    Tenho pena que tivesses desistido...
    Devias desligar de certos pormenores.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. O Outono, pé ante pé, vai-se instalando. E até este verde da vinha parece agreste pela monotonia do conjunto...

    ResponderEliminar
  4. Sacaram-lhe a uva aos vinhedos
    a folha amarelei-a e cai; credos!
    Alegrai-vos que é São Martinho,
    teremos castanhas e vinho?

    Feliz outono, a estação do ano que mais gosto...

    Abraços

    ResponderEliminar
  5. Afinal há sempre alguma coisa a fazer...
    Ainda bem que as dificuldades se vão resolvendo.Sou uma admiradora das suas fotos.
    Abraço
    GB

    ResponderEliminar
  6. upssss já ta ´
    Bonita imagem
    vinhas e tempo de vindimas
    abraço

    ResponderEliminar
  7. Caros amigos
    A nota diz que que a foto não é minha!
    Infelizmente continua o "bloqueio" às minhas imagens...

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. pintaste a tarde (neste caso a noite) com belas palavras.

    um beijo, rosa

    ResponderEliminar
  9. Como é possivel?! Censura as tuas fotos?!:))

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. Pois olha que ontem quando saí daí nem me pareceu Outono. Tens a certeza?

    beijos

    ResponderEliminar
  11. Admiro-te por isso.
    Mas o saco já estava muito cheio.
    Agora quero abraçar outros projectos.

    Quem sabe se um dia não volte,
    não esqueço que foi lá que conheci
    grandes pessoas que me ajudaram a ver mais além.

    mais uma vez obrigada pelo companheirismo.
    bjs

    ResponderEliminar
  12. Cara Maria P.
    Desconfio que sim...
    Sou membro de um site de fotografia e lá acontece o mesmo, não consigo introduzir qualquer imagem que seja da minha autoria.
    O problema deve estar no meu arquivo fotográfico!

    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Cara Pintanga
    Com que então já estás desse lado?
    Como este "é um imenso Portugal" tem vários micro climas! :-))
    Ontem , por aqui estava um doce dia de Outono...

    Abraço e força para não sentires stress pós-férias! :-))

    ResponderEliminar
  14. Pois é, amiga Justine, daqui a pouco temos aí o Natal!
    Por que razão o tempo passa tão depressa para umas coisas e tão devagar para outras?
    O tempo psicológico tem que se lhe diga...

    Abraço

    ResponderEliminar
  15. cheiro a Outono, com o perfume das uvas e da poesia de Torga...

    abraço Rosa

    ResponderEliminar
  16. E que saudades que eu tenho dele. É a minha estação preferida.

    (E estou a falar baixinho, porque ainda me expulsam daqui, com tanto amor que toda a gente tem ao Verão).

    ResponderEliminar
  17. ieeeeeeeeeee :) conseguiste!
    E a imagem é lindíssima.

    ResponderEliminar
  18. bela escolha.........foto/poema/cor


    jocas maradas

    ResponderEliminar
  19. Mas já há fotos, é um passo em frente!
    E Viva o Outono:))

    ResponderEliminar
  20. Gostei da foto, apesar de não ser tua. O mesmo já não digo da poesia de Torga que, decididamente, não aprecio. Para quando a tua poesia?

    Um beijo,

    Rosa (sem ventos)

    ResponderEliminar
  21. grande miguel t. às voltas com o pastor..

    ResponderEliminar
  22. Cara Homónima sem Ventos
    Diz-me de quem gostas, dir-te-ei quem és!
    Estou a brincar, como é evidente, mas se tiveres um gosto especial por um poeta português talvez se arranje qualquer coisinha! :-))
    Não prometo nada...

    Abraço

    ResponderEliminar
  23. O'Neill, Eugénio de Andrade, Pessoa, Mário de Sá-Carneiro,Sebastião da Gama, Florbela Espanca, Al Berto, Ary dos Santos, Cesário Verde, Cesariny... Arranja-se alguns poeminhas deles? O meu obrigado desde já.

    PS. Tb leria um poema teu.

    Abraço,
    Rosa

    ResponderEliminar
  24. Olá querida Amiga, belíssima foto e extraordinário poema... Obrigada pela linda postagem... Beijinhos de carinho,
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  25. Cara Rosa sem ventos
    Fica então combinado!
    A minha próxima postagem poética irá contemplar um dos teus poetas favoritos.
    Quanto a poesia minha já fiz algumas tentativas, não muito bem sucedidas, que cheguei a postar há uns tempos atrás...

    Abraço

    ResponderEliminar