quinta-feira, setembro 28, 2006

Parabéns, meu filho!

Fixas-me com um olhar de esmalte e o teu sorriso aberto e jovem mantém-se inalterável.
Digo em voz alta:
- Parabéns, meu filho!
Apenas me responde o vento que passa por sobre a cidade de mármore onde moras agora!

10 comentários:

Anónimo disse...

Um Abraço.

Maria M.

Sérgio Ribeiro disse...

Um beijo de muito funda solidariedade, daquelas que não nascem ou se alimentam das experiências próprias mas dos sentires adivinhados.
E que belo e magoado texto!

João Heitor disse...

Há sempre a lembrança do sorrir,
a vontade do viver.
Há sempre uma força a descobrir,
para em cada dia podermos renascer.
Força.

soledade disse...

Setembro é um mês difícil, e mais difícil porque devia ser doce.
Um beijo de solidariedade.

Ida disse...

Texto lindo, econômico, suficiente e cortante. Um abraço solidário de quem concorda com o Sérgio Ribeiro, que muita da nossa solidariedade oferecida, nasce do que se pressente.

Kate Moch disse...

Será que percebi bem?...

Rosa, diz que Deus leva os que mais ama.
É muito egoismo, não é?

Os meus 2 filhos fazem anos em Setembro ( 7 e 23 ).

Um beijinho grande.

Kate Moch disse...

Não fazem 7 e 23 anos. Fazem anos dos dias 7 e 23, 5 anos e 2 anos respectivamente.

Su disse...

não comento dor tamanha
jocas maradas

Anónimo disse...

Um abraço solidário.

Amélia disse...

Estou sempre consigo, amiga.Só que só agora soube do seu blogue...