quarta-feira, outubro 28, 2020

Campânulas amarelas


A terra onde vivo só tem grandes parques de estacionamento que agora estão vazios, jardins só os privados e tem uma larga avenida ladeada de plátanos, talvez a sua única beleza natural.

Assim fico-me pelo meu quintalório, já que as minhas limitações interiores e exteriores não me levam mais longe.

Apresento-vos o meu limoeiro que rebentou  em campânulas amarelas.

Informaram-me no FB, uma rede social de comentários imediatos, que é uma planta venenosa, por isso não lhe vou tocar!

domingo, outubro 25, 2020

Tempo


 Com os tempos que vivemos e com o tempo que está o melhor é dar tempo ao tempo!

sexta-feira, outubro 23, 2020

Nuvens


 

Algodão doce em céu azul!

terça-feira, outubro 20, 2020

Outubro

 Outubro meio chuvoso faz o lavrador venturoso.


Provérbio retirado do Borda D´Água. 


Mas também não era precisa tanta chuva de repente!

sexta-feira, outubro 16, 2020

Cheiros

 Ao final da tarde, neste Verão de S. Martinho antecipado, há que regar os canteiros e os vasos aos quais chamo, muito pomposamente, jardim.

Logo que a água da mangueira cai sobre as flores, árvores , arbustos e outro tipo de plantas, elevam-se no ar cheiros cruzados.

O único que distingo perfeitamente é o cheiro da hortelã que prolifera por ali e a minha memória desenha-me logo um quadro familiar de infância. Nós quatro, sentados à mesa, a comer sopa de cozido ou canja de galinha caseira com ovinhos bem amarelinhos que a minha mãe tinha que dividir irmãmente por nós duas.

domingo, outubro 11, 2020

Olhares

O meu tempo é feito de olhares e de vagares!


De perto...



Mais perto...
Estes morangos sabem a cravo!



De dentro para fora...


De fora para longe... 

quarta-feira, outubro 07, 2020

A Oeste Tudo de Novo







Sempre que se ouve a palavra oeste caímos na tentação de dizer "A Oeste Nada de Novo", decorrente do célebre livro de Erich Maria Remarque e que deu origem ao não menos célebre filme com o mesmo nome.

Só que ao nosso Oeste, sempre tão imprevisível, não se pode aplicar esta frase tão vulgarizada.

Com previsão de chuva e de tempo desagradável, partimos os quatro para o Oeste durante três dias e foi um encantamento para todos .

Sol, atividades variadas para as crianças, sossego para a leitura, belas paisagens, muitas gargalhadas, muita segurança e higienização dos espaços, muita simpatia e eficiência dos funcionários do hotel.

A repetir porque a Oeste tudo é novo e diferente!

sexta-feira, outubro 02, 2020

A força de Alex


Hoje, uma das ramadas da nespereira resiliente foi abatida pelo Alex que entrou de rompante no meu quintalório, deixando-a reduzida a um ramo mais pequeno.

Será que ele vai resistir a esta ventania?
 

quarta-feira, setembro 30, 2020

Borda D´Água


 Desde sempre que me lembro deste almanaque que fazia parte das leituras do meu avô paterno.

Assim decidi começar a comprá-lo há muitos anos.

Ontem foi dia de o trazer para casa na esperança de 2020 chegar depressa ao fim!


segunda-feira, setembro 28, 2020

Um filho é imortal

 Porque hoje seria o seu aniversário


Nasceu-te um filho. Não conhecerás,

jamais, a extrema solidão da vida.

Se a não chegaste a conhecer, se a vida

ta não mostrou - já não conhecerás


a dor terrível de a saber escondida

até no puro amor. E esquecerás,

se alguma vez adivinhaste a paz

traiçoeira de estar só, a pressentida,


leve e distante imagem que ilumina

uma paisagem mais distante ainda.

Já nenhum astro te será fatal.


E quando a Sorte julgue que domina,

ou mesmo a Morte, se a alegria finda

- ri-te de ambas, que um filho é imortal.


Jorge de Sena in "Visão Perpétua"