domingo, dezembro 26, 2010

Foi do melhor...




"Eles" passaram estes dias em casa, a lareira esteve sempre acesa e houve o dobro de colos para dormirmos uma soneca.
Por acaso a fotógrafa apanhou-nos sempre no sofá...

27 comentários:

  1. Grato pela pasagem em meu espaço.
    Felizmente ainda há bolo rei.
    Dará para ofertar a quem bater à porta. Será bem vindo quem vier por bem.
    Continuação de Bom Natal

    ResponderEliminar
  2. Mas que vida de ociosidade... hummm que boas sonecas!
    Um abraço, Rosa dos Ventos.

    ResponderEliminar
  3. Por aqui o ar refrigerado não parou de funcionar. Gatos não há, louça não pára de "nascer" pelos cantos. Falta muito pra acabar o domingo???

    ResponderEliminar
  4. Há casas onde eu não me importava de ser gato...
    :)))

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Ahahah… gargalhadas motivadas pelos comentários da Pitangadoce e da Maria! Que sentido de humor! : )

    ResponderEliminar
  6. Não foi nada m(i)au!!!

    :)

    ResponderEliminar
  7. E eu também dei gargalhadas com os comentários de todos até aqui!
    Mas mesmo assim, Pitanguinha, ainda dá para vir ao blog e ao FB! :-))
    És uma mulher dos 7 instrumentos...
    Pois não foi mesmo nada m(i)au, Observador!

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Há, de facto, gatos muito sortudos... Os meus também não se podem queixar. A mãe da minha Ritinha está sempre na mesma, não envelhece. E tão meiguinha... A filha não é assim!

    ResponderEliminar
  9. É como a dona, Carol!
    Ela também não envelhece... :-))
    A meiguinha é a mana gémea, a mãe é uma fera! :-))

    ResponderEliminar
  10. Fiquei a olhar para estes bichanos neste conforto todo e a lembrar-me do meu "Guizinho" que desapareceu uns dias antes do Natal. Já procurámos por todo o lado e...nada! Faz-me confusão não saber o que lhe aconteceu! :(
    Ainda bem que esses estavam no quentinho, naquelas noites de cordas de chuva a cair sem parar. :)

    Boa semana

    ResponderEliminar
  11. Eu não gostaria nada que uma das minhas gatas desaparecesse...
    Mas gatos, a M.L. já sabe como é, nunca são muito "certos" e ao aproximar-se Janeiro ficam completamente marados! :-)
    Daqui a uns dias aparece num estado lastimoso, cheio de arranhadelas dos rivais...

    Abraço

    ResponderEliminar
  12. O meu comentário vai ser o nº 13...ainda bem que nenhuma delas é preta.
    Foram dias de felicidade para as bichanas, está mais que visto. A esta altura estarão elas a pensar..."será que ainda falta muito tempo para ser natal outra vez??"

    ResponderEliminar
  13. Andam numa desatino por não terem ainda a lareira acesa! :-))
    Se falassem já o tinham exigido.
    Não imaginas o "briol" que está aqui neste planalto serrano, aí para o sul está sempre melhor!

    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Rosa, olha que hoje por aqui o frio é de rachar...até eu estou desejosa de chegar a casa para acender a minha, tenho os pés geladinhos, coisa que raramente acontece.

    ResponderEliminar
  15. Um Natal em grande!! O meu também esteve radiante, acompanhadíssimo:)))
    Beijo grande de BOM ANO!

    ResponderEliminar
  16. Eiii ! Rosinha ! ... Tanta "bicharada" aí por casa !?...
    Sorte !... a das gatas ! :)))
    .

    ResponderEliminar
  17. até os gatos sentem a diferença no Natal...

    abraço Rosa

    ResponderEliminar
  18. Para as minhas gatas é Natal todos os dias!
    Muitos mimos, muito colo, comidinha a horas, passeios pelos quintais da vizinhança quando apetece...
    Enfim, tudo aquilo a que têm direito! :-))
    O pior são os colos que reduzem para metade...

    ResponderEliminar
  19. à seis mil anos atrás, os egípcios começaram a domesticar um animal selvagem africano, que deu origem ao gato dos nossos dias.
    Deu-lhes práli... não tinham mai nada que fazer. E ainda bem, Rosinha, porque o teu sofá fica munta mais giro, povoado desses felinos que imagino, devem ter custado muitas arranhadelas aos egípcios, tantas, que os tipos às tantas, devem ter desistido, deixando a tarefa a meio.
    Também tenho um em casa, amarelo listado de branco, um independentão do caráxas, que tão depresse se deita refastelado à lareira, como lhe dá a louca e desata a correr e a pular pela casa, por cima dos móveis e sei lá mais o quê. Todos os dias vai para o out-side, caça, bulha e chega cheio de troféus de guerra, traduzidos em cortes na môna e no pescoço.
    Enfim... é um gato!
    ;)

    ResponderEliminar
  20. Pois é, Bartô!
    Os gatos ainda são mais marados do que as gatas...
    Fora essas cenas de de troféus de guerra também fazem o podem em correrias, saltos e bufadelas umas às outras.
    Enfim...são gatas! :-))

    ResponderEliminar
  21. Olá
    Que seja tudo do melhor!
    Bom Ano Novo!

    ResponderEliminar
  22. Olá, Belisa!
    Fui verificar e continuas com o blog parado... :-))
    Como é que vai essa vida tão atarefada?
    Bom Ano Novo também para ti!

    ResponderEliminar
  23. Bem! a tricolor é igual com a minha gatita!!!são lindos este amiguinhos e fazem tanta companhia...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Com os múltiplos afazeres da quadra que estamos a viver, percorri menos quilómetros a visitar as capelinhas do costume.
    Peço perdão por isso mas... hoje tinha que ser pois vou-me evadir de novo e não queria deixar de te desejar o que desejo para mim... Saúde, Boa Disposição e Dinheiro que não nos falte para continuarmos a viver honestamente que nós... odiamos copiar os políticos que o não são.

    Beijosssss

    (para ti e para a Dina vai uma mensagem igual, tenho-vos em lugar especial no meu coração. Que me desculpem outros)

    ResponderEliminar