segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Workshop de Fotografia

Iniciei, no dia 5 de Fevereiro, um "workshop"  (como agora se intitulam os mini-cursos)  de fotografia, dividido em 12 sessões. 
Nesse primeiro dia, limitámo-nos às apresentações do monitor e dos alunos, a alguns conceitos básicos, a umas fotos na rua para exemplificação daquilo que considerávamos ser o Presente, o Passado e o Futuro e pude constatar que dos 40 inscritos era a mais velha, a mais ignorante e aquela que tinha a máquina com menos funções.
Para começar, fiquei contente! Piorar não podia!
No dia 12 de Fevereiro, a 2ª aula, realizou-se numa praia fluvial que fica no limite do concelho de Ourém com o concelho de Tomar, à beira do rio Nabão, afluente do Zêzere, e que, vindo do lado de Ansião, recebe ali a nascente do Agroal.
Foi neste local, muito agradável e concorrido no Verão, que iniciei a minha aprendizagem e verifiquei que a minha máquina tinha muitas mais opções do que  aquilo que eu pensava. Além de saber onde se clicava para obter a imagem, não ia muito mais além do zoom...
Depois das explicações do monitor e de termos estudado as tais funções, começámos a treinar macros, velocidade e entrada de luz.




Esta é uma das minhas tentativas mal sucedidas de conseguir regular a correcta entrada de luz.
Talvez por ter uma formação académica na área das Letras, considero um acto de magia a captação e a respectiva visualização de uma imagem!
Transformar uma cascata de água numa cascata de prata é ou não algo de mágico?

29 comentários:

Rui da Bica disse...

Bom ! ... Pelos vistos resta-nos esperar por coisas muito interessantes que por aí virão ! :))
... a começar pela "amostra" ... !!! :)))
.

sendyourlove disse...

... o bichinho familiar sempre veio de algum lado...
...o facto de ser a mais velha só a enaltece...
... a tentativa falhada está linda!

beijocas

redonda disse...

Parece ser muito interessante e gostei da fotografia.
Há cerca de três anos também estive num, com quatro sessões. A minha máquina não se comparava à maior parte das máquinas, mas havia pelo menos um colega sem máquina :)como havia colegas que embarcavam em viagens só com o objectivo de fotografar.
Gosto de fotografias, mas não tenho a arte ou a visão e o empenho revelado nas fotografias que tenho visto por aqui, por isso, vou ficar a aguardar as futuras fotografias com grande expectativa :)
um beijinho e bom curso :)
Gábi

O caçador de brumas disse...

Fotografar é parar a eternidade num instante.
Abraço
js

Luis Eme disse...

boa.
´
já os nossos avós diziam que aprender não ocuoa lugar.

abraço Rosa

trepadeira disse...

A tal mal sucedida está muito boa.
Um abraço,
mário

carol disse...

Que paciência que tu tens, Rosinha!
Doze sessões?!Eu morria!
Além de que as tuas fotos já eram tão bonitas! Imagino como vão ficar depois!

Se as minhas filhas soubessem desse atelier (em francês é mais bonito...) tinham-me logo matriculado... Passam a vida a dizer mal das minha fotos(e de tudo o que eu faço, aliás!). E eu ralada...

Beijinhos.

Sonhadora disse...

Parabéns. Nunca é tarde para aprender, ou melhor, aperfeiçoar, pois já vi aqui bonitas fotos.

Rui Pascoal disse...

Quer uma opinião sincera?
Acho que meteu muita água nessa foto… :)
Parabéns!

Rogério Pereira disse...

Magia? Não!
Resulta da mistura doseada
"workshop", máquina e coração
e mais... nada

Catarina disse...

Rosa dos Ventos, muito terei que aprender contigo! A minha habilidade resume-se a “point and shoot”!

Há.dias.assim disse...

Ando para fazer um há imenso tempo... não desistirei!

Nina disse...

Estaria como um patinho na água, num workshop desses...mas ainda não posso fazê-lo.
Um dia, se Deus quiser.:)
Linda foto! Parabéns!:)
bji

flor de jasmim disse...

Cá vou ficar á espera das outras onze. Desta gostei são fotos lindas.
Beijinho

Pitanga Doce disse...

Se essa foi a que te saiu mal..tá mais que bom!

Bisous!

Bartolomeu disse...

"mágico"???
É supremo, minha amiga!
Mas olha, se dos 40 inscritos és a mais velha, a mais ignorante e aquela que tem a máquina com menos funções... digo-te com a máxima sinceridade, depois de ver a "tua" cascata... em poucos dias vais tornar-te na Annie Leibowitz de Ourém, ou então, na Ouraniana da fotografia.

Lilá(s) disse...

Que inveja, bem que eu gostava de frequentar esse curso...falta o tempo...
Bj

Manuela disse...

Querida Rosa, esta foto está um espanto (e dizes que é uma tentativa mal sucedida...) :)
Beijinhos.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se esta foto está má, nem quero imaginar quando terminar o curso ah... desculpe...workshop :-)

JPD disse...

Desejo-te o maior sucesso.
Gosto de fotografia, mas não tenho praticado.
Apreciarei aquelas que haverás de expor, evidentemente.
Bjs

São disse...

Para tentativa mal sucedida, está muito bonita, rrss

Saudações.

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos virtuais e não só

Não foi falsa modéstia da minha parte
quando disse que esta foto tinha sido uma tentativa mal sucedida de jogar com a luz.
Acontece que devia ter aumentado um pouco mais o valor da EV, sigla que desconhecia e que significa, em inglês,"exposure value", daí a escuridão que se encontra acima da cascata...

Agradeço os simpáticos comentários

goiaba disse...

A foto está linda e se tivesse sido pedida assim não tinha acontecido. Espero que o curso não complique a intuição e a "inclinação pessoal" para captar imagens sem rasciocínios de luz, velocidade, etc .
Cá estamos para ver!!

Sam Seaborn disse...

Confesso que isso é algo que mantenho em “lista de espera” e talvez um dia o possa realizar.

Bonita fotografia e boa continuação

mc disse...

Transformar água em prata , logo para começar...é mais do que uma promessa, é a certeza de sucesso , mesmo que não isento de incompreensões e dificuldades. Bom trabalho.

Duarte disse...

Gosto. Tem qualidade.
Não conheço o sitio, mas a toma é muito boa, tendo presente que a caída da água é breve.
No local da Expo de Lisboa existe um sitio ideal para conseguir este efeito.
Espero boas fotografias...
Abraços

Vieira Calado disse...

É mágico, pois!

Espero outras mágicas...

Saudações poéticas

Justine disse...

Os meus sinceros parabéns...com uma pequena pontinha de inveja:)))

Anónimo disse...

Permita-me entrar... sou a Madalena Cabral (a que arrajou uma data de polémicas na Colheita63) e que entretanto deixou de o ser, por engano meu! Foi lá que vi o seu blog (hoje pela 1ªvez) e aí constatei que às vezes um "erro" pode ter um feliz resultado, tal como diz, transformando "uma queda de água numa cascata de prata"!
D.