quinta-feira, fevereiro 10, 2011

Pintura



Tal como o pintor traça, com primor, arcos de verdura na tela escura, assim o agricultor semeia, com ternura, favas na terra escura!

28 comentários:

Generosa disse...

Isso é land art...

Bartolomeu disse...

E ao fundo... para além das oliveiras
Delimita aquele mundo... um muro de pedreiras
Arrancadas à terra fértil... pela mão paciente do agricultor
E porque a pedra é estéril... assim ficou, empilhada, com amor.
;)))

trepadeira disse...

Na verdade parece um quadro de quando o bucólico era o encanto da arte.

É um legume excelente,com ou sem camisa.

Um abraço,

mário

Sonhadora disse...

É preciso muito brio por parte de quem semeia para conseguir este lindo efeito.
Também tenho favas plantadas lá na minha horta, na aldeia, mas em linha recta.
São óptimas, mas sem camisa...

Manuela disse...

Querida Rosa dos Ventos, quem diria que as favas poderiam dar uma foto e uma metáfora, tão interessantes :)
Beijinhos.

carol disse...

Quando li o título do teu novo texto até pensei que agora também te dedicavas à pintura! Mas continuas pela fotografia. E bem! Muito original.

paulofski disse...

E está ali uma toupeira a aguçar os dentes.. ohhh, escondeu-se!

Tite disse...

Aqui para os meus lados as telas são de couves-coração, bróculos, lombardas, cebolas e batatas.

Acho que são para a exportação com o nome "Portugal fresh".

Luis Eme disse...

é verdade, Rosa.

bonita fotografia-quadro.

abraço

Lilá(s) disse...

Que bela tela! e as favitas prometem, já estão bem crescidinhas!
Bjs

Espaço do João disse...

Será caso para mandar alguém à fava? rsrsrsrsrs.
Gosto muito delas. Em especial a antiga FAVA RICA.

Rui da Bica disse...

Gostava de saber escrever como tu, Rosa ! Em tão poucas palavras dizes tanto e tão bem !...

R. disse...

E colorindo a paisagem e a alma dos que contemplam o 'fruto' do seu trabalho.

Paloma disse...

Um campo semeado, é sempre um pre-
sente da natureza. É lindo de se
ver.

redonda disse...

Gostei da fotografia, mas mais ainda das palavras.

beijinho

Catarina disse...

Sempre foi esta a minha opinião e o motivo do meu encanto quando fiz a minha primeira visita:

“Em tão poucas palavras dizes tanto e tão bem !... “
autor: Rui da Bica

Isa GT disse...

Bonita foto e, realmente, não devem ser muitos, os agricultores a semear em arcos.

Bjos

Swt disse...

Gosto imenso deste seu blog, Amiga Rosa dos Ventos!

flor de jasmim disse...

Querida Rosa dos Ventos
Esta foto está muito bonita,gostei imenso. É em Janeiro que se faz a sementeira das favas e ervilhas. Pena que a tradição de semear acabe com a partida dos mais velhos.
Beijinho

Observador disse...

Simetria à vista!

Nina disse...

Extraordinária analogia, querida Rosa.
Sempre que se fala em agricultura, sinto-me invadida por uma saudade tão grande!
E esta foto...
bji gde

Justine disse...

A arte mais antiga, a de ajudar a natureza a fazer milagres!
Esta "pintura" é de quem ama a sua profissão...
Tão bela a tua foto!

Pitanga Doce disse...

Ai que lindo, Rosa! Até ampliei pra ver melhor. E as oliveiras ao lado...que saudade! Próximo à minha casa, havia um campo de maçãs.

beijos e ai, ai!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Belíssima foto. Sorte, os homens ainda não terem estragado...

mlu disse...

Gosto da terra, especialmente assim, a fazer "milagres" pela mão do homem que aqui pintou tão belo quadro!

Bom fim de semana.

bettips disse...

Um afago
um abraço e muitos, repetidos.
Belo que se cultive. Com primor de pintar.
Acho que cada um de quem quisesse havia de ter um quadradinho
de terra,
em vida!
Bjs

Anónimo disse...

Outros olham com olhos de pensar e escrevem textos lindos.Por falar em favas,sabias que "Maio as dá,Maio as leva" ?
Abraço Kinkas

Dina disse...

Hummm....favas...adoro favas!!
Quanto à foto, está fantástica, assim como o trabalho do agricultor.
Eu nunca teria esta capacidade, sou demasiado desordenada para coisas assim.