quarta-feira, agosto 22, 2007

Da minha varanda, infelizmente...


Pelas 13h e 30m




O incêndio avançou durante a tarde e às 19h e 30m encontrava-se no limite de dois concelhos: Batalha e Alcanena.
No noticiário acabaram de dizer que se dirige para a A1 entre Torres Novas e Fátima.
Há muitos meios envolvidos. Esperemos que os Soldados da Paz consigam travá-lo...

14 comentários:

Su disse...

o fogo assim é uma tragédia....

jocas maradas de dias melhores

Maria disse...

Esperemos, Rosa....
... é uma tragédia, mas é tão bonito de ver....

Menina do Rio disse...

Soube que no verão acontecem muitos incêndios nesta parte da Europa, provocados por combustão instâtanea. Lamento. Aqui tb ocorre isso.

beijos

Fernanda e Poemas disse...

Rosa dos ventos,obrigada pela tua visita ao meu cantinho.
Quanto ao tema da tua postagem é com muita tristeza,que vemos o que se passa no nosso País, os ventos fortes que tem feito também não ajudam.

Beijinhos,

Fany

Ana Patudos disse...

Da minha varanda aqui em Alpiarça, também vejo a nuvem de fumo gigante. Agora , já noite , consegue-se avistar o clarão das chamas.
Será que foi mão criminosa?
É horrivel ver o nosso Portugal a arder.
bjos
Ana Paula

Maria P. disse...

São sempre imagens impressionantes de ver. É horrivel.

Beijinho*

Rosa dos Ventos disse...

Este Verão tem sido calmo em relação a incêndios, devido às condições climatéricas.
Bastaram, contudo, dois a três dias de calor intenso e a habitual gente louca e criminosa para assistirmos à tragédia recorrente - um País a arder.
Desta vez é o distrito de Santarém que está em pior situação.
Obrigada às visitas solidárias!

LB disse...

Espero que não se aproxime mais da varanda...

Mas porque será que é sempre "fogo posto"? Será por desresponsabilização?

Beijinho

Um Momento disse...

Tristeza quando vistas dessas nos assombram...
Pior quando são reais...e tanto se sentem

Um beijo
(*)

Rosa dos Ventos disse...

Alguns serão outros não, caro Ib!
O que é um facto é que os campos estão transformados em matagal, há demasiado eucaliptal, os pinhais estão ao abandono, os donos estão envelhecidos, sem meios económicos, nem força anímica para investirem na manutenção do seu património, os filhos estão no estrangeiro ou na grande cidade..., os acessos não facilitam o trabalho eficiente dos bombeiros, a pequena propriedade e uma florestação sem qualquer planeamento...enfim um sem número de problemas que dão este resultado!

AnaG. disse...

Como tem feito pouco calor, pensávamos que ia ser um Agosto melhor, mas pelos vistos não...
Há sempre uma mão criminosa pronta a actuar.

Beijitos

Oureana disse...

Há parcelas de terreno próximas das casas, com mato que cobre totalmente as árvores, junto da cidade de Ourém, e nem sequer são limpas.Que o verão permaneça com temperaturas mais amenas.Bom fim de semana e um beijinho

TsiWari disse...

Antigamente, os proprietários dos montes (e muita gente que tinha gado e não tinha monte - de forma furtiva) rapavam todo o silvado, para as cortes. Os montes estavam perfeitamente limpos...

Mudam-se os tempos, mudam-se as necessidades...

O meu pai ainda vai "ao mato" - antes iamos de carro-de-bois, agora vai num tractor. Não me parece que eu o farei, mais tarde.

Irresponsabilidade, talvez. Outras prioridades, outros modos de viver... Não sei o que faremos de tudo isso.

Bjo

redonda disse...

É muito mau que isto aconteça e impressionam-me as imagens na televisão da aflição das pessoas. Ponho-me a imaginar como seria terrível se a minha casa se incendiasse e perdesse tudo, ou pior ainda perdesse alguém ou a vida.