sábado, dezembro 02, 2006

O Pai Natal assusta-me!

Moro num 5º andar e mesmo por baixo, no rés-do-chão, há uma loja chinesa cujos proprietários vivem no 2º andar.
Aviso, desde já, que não sou preconceituosa em relação a estrangeiros, qualquer que seja a sua raça, cor, religião, etc. No meu prédio moram, além dos referidos comerciantes chineses, brasileiros, ucranianos, espanhóis, portugueses, brancos, negros e mestiços. Digo isto para não pensarem que me incomoda o comércio chinês.
O que me incomoda, assusta mesmo neste momento é a quantidade de Pais Natal que, nas montras, trepam por escadas, enrolam-se em cordões luminosos, com sacos, com óculos, grandes, pequenos, gorduchos, com um sorriso suspeito, com renas, sem renas...
Como vivo bem alto, tenho o hábito de deixar entreaberta a porta da cozinha que dá para a enorme varanda, quer faça sol, chuva, de noite, de dia e, por isso comecei a cismar com cenários pouco repousantes.
Cenário 1 - Um Pai Natal foge da loja, escala o prédio, entra-me em casa e eu acordo com os seus "hô! hô! hô" à minha cabeceira.
Cenário 2 - Entro em casa e dou com ele, na cozinha, a tentar "fardar" de renas as duas gatas residentes.
Cenário 3 - Estou sentada no sofá da sala, de costas para a entrada, posição totalmente desaconselhada pelo Feng Shui (a arte antiga chinesa de viver em harmonia com o que nos rodeia), pé ante pé ele entra, enrola-me ao pescoço um cordão de luzes e, enquanto tenta sufocar-me, ainda consegue roubar-me os Mon Chéri que restam numa taça colocada à minha frente, gargalhando uns quantos "hô! hô! hô".
Este último cenário é o mais assustador, porque com frio não vivo sem chocolate.
Perante tudo isto, pelo sim, pelo não, vou manter a porta fechada até ao fim das festividades, esperando que o malvado se estatele lá em baixo, se tentar subir até ao 5º andar!

9 comentários:

Luisa Oliveira disse...

tens razao, sem chocolate é que não pode mesmo ser!

minha cara amiga, espero que o Pai Natal verdadeiro não seja vítima de nenhum ataque desses pseudo-velhos-de-barbas-brancas e chegue são e salvo ao teu sapatinho.

Luis Eme disse...

Não tenhas problemas, que eles normalmente demoram uma eternidade a subirem um metro que seja...

Su disse...

sem chocolate.......não..........

jocas maradas

Anónimo disse...

A tempestade já passou...
Os Pais Natal que representam o consumismo, esquecendo Jesus Cristo, são feitos por pessoas exploradas, na China do domínio comercial...
Beijo

pm disse...

Cuidado Rosa! Com estes pais natais que falam chinês, tudo se pode esperar.
Eu mandava colocar grades nas janela e exercia vigilância cerrada ao elevador.
Está giro o texto e bem escolhida a foto.
Um Bom Natal, e que o Pai Natal (português) traga tudo o que pedires.
PM

Ida disse...

Estou adorando teus posts (anti) natalícios! Eu não gosto nada desse (pseudo) espírito natalino e dava tudo por um lume aceso, em uma aldeia pequenina, botijas quentes debaixo de toneladas de cobertores e amigos e vinho à mesa... além das rabanadas, claro. E nada de árvores, luzes, presentes e corridas ao shopping. Bem, pelo menos eu já eliminei as últimas... as outras, não dependem de mim.

Anónimo disse...

:)))

Esplanando disse...

Se calhar era melhor não só manter a porta fechada mas ter uma vara e umas pedras caso ele consiga entrar!

Poesia Portuguesa disse...

Sem chocolates....isso é que não!!!

Adorei a estória!

Beijoca ;)