quinta-feira, outubro 26, 2006

Lamento

Pátria sem rumo, minha voz parada
Diante do futuro!
Em que rosa-dos-ventos há um caminho
Português?
Um brumoso caminho
De inédita aventura,
Que o poeta, adivinho,
Veja com nitidez
Da gávea da loucura?

Ah, Camões, que não sou, afortunado!
Também desiludido,
Mas ainda lembrado da epopeia...
Ah, meu povo traído,
Mansa colmeia
A que ninguém colhe o mel!...
Ah, meu pobre corcel
Impaciente,
Alado
E condenado
A choutar nesta praia do Ocidente...

Miguel Torga

3 comentários:

Paulo Sempre disse...

Pátria sem rumo...Eu não quero a minha Pátria assim!!!!


Blogue interessante, obrigado!!!!

Paulo

Su disse...

excelente escolha
torga sempre
jocas maradas

Amélia disse...

Mas que há um enorme desconsolo, há.Só pode mesmo.Tenho pena de gostar tanto do meu país...e estou farta de promessas não cumpridas, de propagandas,de mentiras e enxovalhos.Nós mereceríamos mais.Temos, afinal, o que escolhemos...fiados em amnhã contentes -e sem dar conta de que, se calhar, o rei ia nu...
Desculpe o desabafo.