quarta-feira, abril 13, 2011

Como se chama e onde fica?


Como já não coloco nenhum há muito e para fazer concorrência ao Rui da Fonte e a outros(as) amantes de enigmas, aqui fica este para "especularem" um pouco...

44 comentários:

Sonhadora disse...

Esta é muito difícil. Sem dicas não vou lá. Pelo menos informa se esta foto está na net.

Beijo

Isa GT disse...

Costumo chegar quando há dúzias de dicas... assim não vou lá... mas é um sítio lindo... transmite... silêncio e paz

Bjos

AC disse...

Rosa,
Será à beira-Tejo? À beira-Zêzere? Confesso que não sei, mas uma pequena dica talvez ajudasse.

Beijo :)

carol disse...

Que belo quadro! Seja onde for.
Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

A foto está na net e realmente é à beira de um rio!
Eu vou sair amanhã muito cedo e só voltarei sexta bastante tarde!
Espero que as dicas apareçam!

Abraço

Lilá(s) disse...

Volto depois para ver a resposta....
Bjs

Luis Eme disse...

non sê.

a paisagem parece do Norte, a aldeia do Sul.

abraço Rosa

oops!!! disse...

(Hummm...ora bem... até sexta à tarde ainda haverá tempo para saber o nome do padre da aldeia...)

;)

Nina disse...

Que desafio para guerreiro, Rosinha.:)
bji

Nina disse...

Não percebo para onde foi a minha foto. Será razão para mandar vir mais autoridades?
Eu até mandava um mail, mas não há endereço...
beijinhos

Rogério Pereira disse...

Eu sei
Fica do outro lado deste mundo
Num vale florido e verde
Pouco profundo
Banhado pelo sonho
E onde o vento
só faz chegar boas novas
E o Sol não bate a pino
apenas deixa cair um raio
pequenino

Como julgo que esse lugar não há
imagino-a e desejo-a, lá

Sonhadora disse...

Nina

Se já descobriste venha de lá uma dica.

Sonhadora disse...

Nina

Guerreiro, autoridades, isso são dicas?

Nina disse...

São, Sonhadora.:)

redonda disse...

Não faço a menor ideia...
Depois volto para saber onde é que fica mesmo.
beijinho
Gábi

Anónimo disse...

RV, atrevo-me a concorrer por dois motivos,1º por experiência própria sei que não há nada melhor para um blog que de vez em quando um "concurso"! Logo toda a gente se anima. 2º porque imagino, pelo que vejo, que deve ser algures (que algures não sei) no Rio Tejo.Pelas margens, talvez entre Vila velha de Rodão e Constança.
Aguardo com curiosidade o desvendar do sítio.
Dalma

mlu disse...

Não sei onde mas é um sítio lindo para se viver! Costumo dizer que, se vivesse a ver água, nem precisava de férias!

Então... boa escapadinha!

Catarina disse...

Uma paisagem igualmente atraente com a qual não me sinto familiarizada. Para descobrir onde é... bem, nem sei por onde começar. Bom passeio ou estadia onde quer que te encontres, Rosa dos Ventos! Abraço.

Espaço do João disse...

Não me é desconhecido o local, no entanto és muito má. Bem podias facilitar mais um pouco, deixando ampliar um pouco mais a foto. Essa terra vermelha, essa enseada de rio, parece que não estou enganado mas não vou atrever-me . Espero o epílogo.
Um abraço de amigo. João

flor de jasmim disse...

Rosa
Uma paisagem linda demais!!! Sem dica não vou lá, eu queria dizer sem umas vinte dicas, vai e vem que ainda aqui encontas meu comentario sem dica. Bom passeio amiga.
Beijinho

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

I have no idea, mas lá que é lindo, é...

Nina disse...

Oh!:(

Então?

Ninguém vai lá pela minha primeira dica?

Vá lá...

Nina disse...

P.S: já viram bem o tamanho do rio?

Nina disse...

...e as casas todas branquinhas.

Vá...divirtam-se a pesquisar, como eu fiz.:)

Um bom dia para todos.

Sonhadora disse...

Já descobri. Se bem que foi quase arrancada à Nina no blogue do Rui.

Justine disse...

Sabes o que me parece, Rosa? Uma paisagem a óleo, pintada por um artista inglês do fim do séc.XVIII! Se o local é no nosso país, vou logo a correr até lá:))))

Nina disse...

Vá, meus amigos, pesquisem terras do Guadiana...em Portugal, claro.:)
Ó Rosinha, os teus ilustres amigos têm medo de arriscar.:)

Justine, permite-me que te responda, visto que não está cá a Rosa e li a tua observação.
Podes perfeitamente passar uns dias fantásticos nesta linda terrinha, já que tem um hotel com o mesmo nome.
Se é bom...não sei.:)

mlu disse...

Já sei! É uma vila linda, por onde passo muitas vezes a caminho das férias mas não a reconhecia desta perspectiva. Uma dica da Nina ajudou mas é precisa alguma paciência porque só a achei a páginas tantas do Google. Valeu a pena!

Bom passeio

JOÃO SENA disse...

Será ALCOUTIM ?
Abraço
js

Rosa dos Ventos disse...

Só cheguei agora e sabia de antemão que a Nina, Oops e "companhia" não teriam problemas porque, além de serem uns "descobridores" e "guerreiros" de 1ª, deixei parte do endereço.
A Nina adiantou várias pistas mas, de facto, é preciso conhecer mesmo a terrinha que descobri há muitos anos quando ainda não havia estrada à beira do rio até à foz para "atinar" com o nome! :-))
Agora já podem desvendar!

Abraço

Nina disse...

Olá, Rosinha!
Deixaste parte do endereço?!
Essa agora!
Pela minha saúde que não o vi.
Eu não conheço nada da região, mas conheço a tipologia das casas e o rio parecia-me ser tão largo, que só o Guadiana seria assim.
(estive um ano a dar aulas em Mértola)

Naquela noite, o meu Nando lá me "deixou" pesquisar e foi uma alegria quando descobri.:)
Como disse, tive sorte.:)

bji gde

Nina disse...

Podemos?:))

Trata-se de Guerreiros do Rio.

"Guerreiros do Rio é um pacato e bonito monte pertencente à freguesia e concelho de Alcoutim, junto à fantástica margem do rio Guadiana, que tem talhado as características do lugar ao longo dos séculos.

Este lugar é um maravilhoso espelho de um outro “Algarve”, distanciado das praias douradas de águas cristalinas, mas cheio de encanto e com muito para ver e conhecer.

Guerreiros do Rio tem visto a sua história e percurso desde sempre talhadas pela importância do grande Guadiana que aqui passa e abastece as suas gentes. De facto, aqui está situado o interessante Museu do Rio, tornando acessível a qualquer visitante a história e particularidades de toda a região do baixo Guadiana, nomeadamente da pesca. A pesca no Guadiana foi, desde sempre, uma actividade exclusivamente artesanal, destinada à subsistência das populações ribeirinhas. A sua origem deve remontar ao paleolítico, período de que datam os primeiros vestígios de colonização humana junto do rio.

Vale a pena conhecer este rio e as suas margens, podendo fazer-se bonitos percursos pela estrada ribeirinha ou mesmo de barco, alugado ou numa das excursões que se organizam na zona a têm aqui paragem. Existem também diversos percursos pedestres de grande encanto."

Bji

Observador disse...

Eu não disse?

:D:D:D

Maria Paz disse...

Nem tentei descobrir. Fui passando até saber a solução. Difícil.

Rosa dos Ventos disse...

Querida Nina
Desculpa ter acrescentado à tua enorme capacidade e persistência, o possível endereço...
Quem trabalhou em Mértola conhece obrigatoriamente Guerreiros do Rio e ainda o Pulo do Lobo! :-))
Agradeço-te a excelente caracterização da povoação.
Assim já não preciso de explicar nada!

Abraço

Nina disse...

:))

Ora, Rosinha, até poderia ter acontecido, mas não foi o caso (tê-lo-ia dito, de certeza:))

Não me parece conhecer, mesmo, Rosinha.
O meu tempo em Mértola foi muito mal aproveitado. Passava o tempo a descobrir Mértola (essa foi a parte boa), só fui uma vez a Espanha, com uma colega e Beja só de passagem. Muitas passagens, já que vinha ao Norte de 15 em 15 dias.
Estava feita parva, enclausurada. Como me arrependo, meu Deus!

Tempos que não merecem ser recordados, a não ser pelos belíssimos colegas que tive e pelos meus avós adoptivos, onde estava sempre e pelo pouco que conheci.

Foi há 14 anos atrás que lá estive e nunca mais lá voltei.
Um dia, hei-de regressar com o meu amor...ai se hei-de, mas infelizmente já lá não terei os meus velhinhos (eram os senhorios do t0 onde estava)

bji gde:))

Dalma disse...

Guerreiros do Rio irá para o meu catálo de viagens a fazer, para matar saudades...mais a mais não fica assim tão longe do "meu Areeiro"!

Rogério Pereira disse...

Que bom
Saber
e também ter
Um nome assim
O de um lugar
Calmo, belo, singular
No outro lado do Mundo

(Meu nome inteiro
além do que é conhecido
também é Guerreiro)

Rogério Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nina disse...

P.S: Rosinha, em cima, quando falei em endereço, referia-me ao teu e-mail. Onde é que ele está?;)

bji

Rosa dos Ventos disse...

Não está, Nina! :-))

Mais um belo comentário do Rogério!
Mas que criatividade...
E eu tão prosaica! :-((

Abraço

AC disse...

Guerreiros do Rio, quem diria?!
Brigado à Nina, obrigado à Rosa.

Beijo :)

redonda disse...

Vim saber a resposta :) (e fiquei a saber pelo que li nos comentários)

Espaço do João disse...

Vá lá que não fui desmancha prazeres.
Como faço esse trajecto desde Santiago do Cacém até à moirama, não me era difícil descobrir.
No sábado passado, andei por lá, e de regresso vim por Algoz.
Ou não vivesse há muito tempo pelo baixo Alentejo.