quarta-feira, abril 06, 2011

Aventura estafante!

Hoje fiquei com a minha sobrinha-neta mais nova, a Leonor, que tem apenas 4 meses!
A avó, minha irmã, precisou de ir ao dentista e "arriscou" deixar a bebé comigo...
Pois nem vos conto a aventura estafante...
Completamente destreinada de tratar de um bebé, dei-lhe o almoço que se revelou uma experiência de dificuldade média alta, com a Leonor a abanar a cabeça  e a deitar a papa fora e eu já cheia de dores no braço onde a apoiava. Depois seguiu-se a higiene que até nem correu mal, salvo umas fortes dores de costas e o facto de ter  colocado a fralda de tal forma que sobrava "material" à frente, estava ao contrário!
Quando tudo parecia entrar na normalidade e fui deitá-la na cadeirinha, não fui capaz de trancar as alças que a deviam prender.
Almoçámos à vez, de olhos postos nela, com um medo incrível que ela se deitasse da cadeira abaixo.
Finalmente decidimos ir tomar a bica ao café mais próximo e lá encontrei uma jovem mãe que me trancou as correias.
Para grande alívio meu, a minha irmã despachou-se depressa e lá levou a Leonor, felizmente sem qualquer beliscadura e até muito risonha!
Foi ou não uma aventura estafante?

Nota: Como não coloco fotos de crianças aqui sem a autorização dos pais, optei por esta imagem que achei linda sobretudo por causa do leãozinho! Quer eu, quer o meu sobrinho, pai da Leonor, somos sportinguistas!

26 comentários:

flor de jasmim disse...

Rosa minha amiga
Hoje também trouxe comigo para o escritório o meu neto com quase 4 aninhos.
Pois é!!! Essas coisas acontecem muito a boa gente , são as modernisses, eu lá sei lidar com essas coisas quando meus netos eram dessas idades a minha filha é que me dava cada aula que nem te conto, eu apenas digo no vosso tempo não existiam estas coisas. O que é importante é que a Rosa desenrascou-se e muito bem
Beijinho

Observador disse...

Uma aventura de tia.

Criança é assim e nós temos que saber lidar com o "problema".

A foto está linda.

:D

Lilá(s) disse...

O melhor é ficar mais vezes com a Leonor rsrsrrs
Bjs

Tite disse...

Bem... fartei-me de rir da tua odisseia.

Com que então as costas, como diria a AVOGI, "ganiram"? Isso é tudo falta de hábito. Tudo é feito hoje em dia para facilitar a vida dos Pais mas... a dos Avós só é fácil se, antes, lerem o livro das instruções. :-))

Já agora devo dizer que o leãozinho é mesmo uma ternura. Por isso é que nos dias de hoje não mete medo a ninguém, né amiga?

Beijosssssss

Manuela disse...

Querida Rosa, às vezes também me sinto assim. E quando as pequenas querem brincar à apanhada? Não entendem que alguém não consiga correr, como elas ;)
Beijinhos.

Rui Pascoal disse...

Quando é a próxima ida ao dentista?
:)

mlu disse...

Com um leão asim fofinho, qualquer criança se porta bem! Grande aventura, as costas é que não gostaram? Acredito bem!

Bons "treinos"!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Quase aposto que amanhã está com vontade de repetir a dose...

Catarina disse...

O que me ri a imaginar-te (sem te conhecer) a cuidar dessa querida! : )

Patti disse...

Ah, mas valeu a pena, não valeu?

Nina disse...

Fizeste-me rir tanto, Rosinha!lol

Que venham os netos para treinares melhor.:)

beijinhos

Isa GT disse...

Isso é só por estares destreinada, é como andar de bicicleta... mais uns dias de treino e voltavas ao antigamente :)

Bjos

Pitanga Doce disse...

Por que não me chamaste? Ia adorar tomar conta da pequena, apesar dela ter um "leão" ao lado. Ia adormecê-la a cantar uma musiquinha que sei e que fala num "dragão" e nãseiquê... hehehe

Tite disse...

Rosa,

Faxabôr!!!!

Enxota-me esta dragona daqui que anda a afrontar-nos com as suas peneiras por tudo quanto é sítio -:))))

(achas que nós também faríamos o mesmo se fosse o nosso leão a ganhar "aquela coisa"?)

Rosa dos Ventos disse...

Deixa lá, Tite!
A Pitanguinha é uma "probocadoura! :-))
Mesmo do lado de lá, continua a gozar com os leõezinhos!
Mas o Leão qualquer dia há-de mostrar a sua força!
Só não sabemos quando... :-))

Abraço

Justine disse...

Como eu te entendo, Rosa! Já passei por algumas situações dessas com os meus "netos emprestados":)))
Mas acaba sempre por ser gratificante, apesr de assustador...

carol disse...

Uma verdadeira aventura! Uma pessoa está já completamente destreinada de lidar com esses afazeres a que as crianças nos obrigam...
Como é que conseguimos criar os/as filhos/as a tempo inteiro e a trabalhar fora e tudo?!... Às vezes até me custa a crer...
Beijinhos

Pitanga Doce disse...

Pronto! Não digo mais nada. Se não queres aprender a trocar fraldda sem que ela fique de trás pra frente, que posso fazer? Eu até podia chamar o Rui Veloso para embalá-la, mas aí já era provocação a mais, né não??? hehehe

Pitanga Doce disse...

Ó TITE "aquela coisa" foi o Título de Campeão Nacional de 2011. Não "biste na telebison"?

Tite disse...

Pois é Pitanga!
Tinhas que voltar à provocaçon.
A tua sorte é eu gostar mesmo do Rui Beloso carago!

Jokas azuis só para acalmares miúda

JPD disse...

Quem foi mãe jamais perderá a mão.
O protocolo da puericultura jamais ficará por ser bem cumprido.
Acho isto com toda a sinceridade.
A leve ansiedade que terás sentido é pelo facto de se calhar teres sido surpreendida pelo pedido de assistência à bebé.
Bjs

Sonhadora disse...

O que eu me ri ao imaginar a cena. É que eu já passei pelo mesmo. Agora estou uma perita. Já tomei conta de três netos até irem para o infantário e só não fiquei com o primeiro porque ainda trabalhava. A foto está uma ternura.

sendyourlove disse...

... é tudo uma questão de pratica...

beijinhos

Eva Gonçalves disse...

Eu que estou ansiosa por ser avó, mas não vejo jeito de isso acontecer tão cedo, também confesso que me pergunto de quando chegar a hora, me terei esquecido de como é :) mas penso que na hora,´será mesmo como andar de bicicleta... Tem de ficar com ela mais vezes! Não conhecia este espaço muito agradável que vim conhecer pela mão do Sam dos quatro elementos. Beijo

Duarte disse...

Sim, uma grande aventura, e que responsabilidade! É o que geralmente mais atenaza. menos mal que tudo saiu bem.

Rosa, põe lá um mais na lista...

Abraços

Maria P. disse...

Mais umas idas ao dentista é o que faz falta!:))


Beijinho Rosa*