quinta-feira, setembro 20, 2007

Aromas de Outono...

Esta é uma pequena amostra da minha colheita de maçãs que excedeu largamente o previsto!
Têm mau aspecto mas nestas coisas da fruta é como com as pessoas,"Quem vê caras não vê corações".
São deliciosamente rijas, doces, sumarentas, cheiram a Outono e ao celeiro da minha avó paterna onde habitavam, deitadinhas em tabuleiros ao lado de pêras-rosa e figos, com uvas dependuradas em cordéis, lá no tecto.
Todos queríamos ir ao celeiro com a avó, na certeza de não beneficiarmos apenas do cheiro...
As minhas maçãs cheiram a Outono e trazem-me a saudosa lembrança da minha avó tão querida...

18 comentários:

Kincas disse...

Saboreei,entonteci-me com o perfume
dessas maçãs de pomar doméstico, recuei no tempo até ao sótão da casa da minha infância e depois... fui reler algumas páginas de "A Floresta"(com alguma nostalgia).Parabéns Amiga

Maria disse...

São essas maçãs as mais saborosas e cheirosas..... as verdadeiras, as que são colhidas quando maduras....
Que bom, senti aqui o cheiro...

Um abraço

AnaG. disse...

Senti-me bem por aqui...
Não sei como, chegou-me o cheiro dessas maçãs.
Talvez não!
Se calhar, foram os cheiros das recordações.

Beijitos

Luis Eme disse...

São tão portuguesas...

Pequenas, com sinais, mas saborosas...

AJO disse...

São sempre as melhores... Bom apetite.

pin gente disse...

felizmente o outono ainda não precisa de me trazer a lembrança da minha avó.
gostei muito destas maçãs e das suas cicatrizes da vida pura, ao ar livre.
cheira-me a maçã assada com canela.
bom apetite!
beijo
luísa

Su disse...

ai o cheiro.....recordações...sim

jocas maradas

Luisa Oliveira disse...

hum, que cheirinho bom!

Belisa disse...

Essas maçãzinhas devem ser uma delícia....pois são as originais....
eu que o diga...pois gosto de as comer...até não poder mais...

Beijos estrelados

Maria P. disse...

O cheirinho que perfuma a casa!

Beijinho e bom fim-de-semana*

maria carvalhosa disse...

Enternecedor, minha amiga. Falas de um sentimento que também me é comum... ainda hoje consigo sentir o cheiro da fruta no chão do sótão da minha avó... as belíssimas uvas, dependuradas no tecto, até se transformarem em passas.

Beijos.

justine disse...

Feias, bichosas, descalibradas, mas a saber a maçã!! Só as maçãs dos nossos quintais sabem de facto a maçã,nos arrancam da memória vivências e emoções, as outras são assim uma espécie de coisa virtual!
Pró ano vamos à troca? Tu provas das minhas...

Eyes wide open disse...

Aposto que têm aquele saborzinho divinal, ligeiramente ácido, mas frutado, a saber a maças como poucas.

*

NOBITA disse...

Tens razão quando dizes que não podemos avaliar fruta pelo seu aspecto.
E tal como a fruta, tudo o resto, o que se vê por fora pode não corresponder ao que tem dentro.
Beijos

Ida disse...

Minha querida Rosa,

Pelos vistos, somos muitos a ter lembranças coincidentes. As tuas maçãs tão lindas e ao olhar pra elas consigo sentir, na minha memória afetiva, o perfume da grande sala da casa que um dia foi da minha avó e depois do meu tio favorito, em Vila Real. A sala servia de sala de convívio e de refeições, tinha uma lareira rústica, com um caldeirão perenemente a aquecer água, daqueles com pézinhos. E, ao lado, havia outra sala, como uma despensa, de porta sempre entreaberta, onde jaziam montes de maçãs a exalar esse perfume e as uvas penduradas de que falas. Sempre me perguntei como nunca havia aroma a fruta podre ainda que algumas estivessem com partes amassadas e já se estragando. Ai as mágicas que a vida simples pode conter... mas aquele perfume, nunca mais. Obrigada por esse presente precioso, muito obrigada!

Bichodeconta disse...

Acredite, só de olhar prás maçãs senti o perfume que tão bem conheço..E dizem os entendidos que as maçãs são o sabão da alma, eu pessoalmente acho-as nem saudaveis..um abraço, ell

Bartolomeu disse...

Pois é Rosinha linda, são os aromas e os sabores que as gerações actuais nunca conhecerão, a menos que os resistentes como tu se lembrem de criar o museu dos cheiros e sabores.
Olha minha querida Rosa, e aquelas maçãnitas assadas em tabuleiro de barro no fogão da lenha, ou no forno, depois de cozer o pão de milho?
Ai que ainda tenho um orgasmo gastronómico!!!!

Cândida disse...

as verdadeiras são as melhores mesmo feias eheheh