domingo, fevereiro 11, 2007

Referendo

A intempérie vai, provavelmente, favorecer a abstenção!
Eu acabei de chegar da Assembleia de Voto.
Votei SIM!

10 comentários:

Xaralito disse...

Também acabei de votar SIM. Mas a abstenção vai ganhar com mais de 50%. O referendo ficará sem efeito.

Mais uma vez o povo português vai dar uma prova da sua PLENA IMATURIDADE (COBARDIA), se assim acontecer.

Não por votar SIM ou NÃO, mas se, pura e simplesmente se alhear do problema.

Salazar ainda manda; não pensem, não queiram decidir, não queiram tomar partido - voem sempre baixinho, porque alguém há-de decidir por vocês, sua cambada!

Rosa dos Ventos disse...

Eu creio que desta vez é vinculativo, independentemente do valor da abstenção.
Então andamos aqui a brincar aos referendos?!
Este ficou em 9 milhões de euros, salvo alguma falha da minha fonte.
Saudações mindericas! :))

Rosa dos Ventos disse...

Que a abstenção seria elevada já eu previa!
Os portugueses ainda precisam de crescer muito em termos de cidadania, mas a este ponto?!
Pensei que seria vinculativo, fosse qual fosse o resultado mas estava enganada...
À força de tanto ruído à volta do tema este pormenor passou-me despercebido!

vmcs disse...

~Cardeal Cerejeira + Salazar ganharam o referendo!

(33 anos após o 25 de Abril)

Luisa Oliveira disse...

E eu roída de inveja por não poder votar, a ver quem pode arranjar desculpas mais esfarrapadas que em 98 a "da praia".
É uma vergonha.
Como é que alguém pode ficar indiferente a um tema destes? Como é que conseguem não se manifestar?
Sinceramente não percebo.

vmcs disse...

Bem, enganei-me. Cerejeira e Salazar (abstenção) ficaram em 2º. Melhorámos um pouco :-)

Luis disse...

Pois eu creio que é vinculativo

Já ouvi comentaristas a desvalorizar a vitória do SIM argumentando com o valor da abstenção.
Na sua perspectiva, o resultado seria vinculativo se fosse >= a 50% e ganharia a opção que tivesse mais de 50%.
No entanto, uma abstenção de 44% e um SIM de 61%, resultados considerados de acordo com a previsão da Católica, significam que mais de 27% dos eleitores votaram no SIM, valor superior ao produto dos dois valores mínimos anteriores. Por outro lado, isto significa que, mesmo que tivessem votado 50% dos eleitores e os votos que faltam para chegar aos mesmo fossem para o NÃO, este não conseguiria ganhar.
Portanto, o que há a fazer é respeitar os resultados e actuar de acordo com eles: despenalizar, não vexar, assistir...

Ida disse...

Sra dos ventos, nem maus ventos, nem abstenções suficientes... venceu o teu (nosso) sim! Parabéns aos portugueses!

Luisa, é muito fácil ficar indiferente ao tema. Basta fechar os olhos, e fazer de conta que alguns rosários rezados e meia dúzia de impropérios resolvem a vida das pessoas. É assim que deve pensar uma porcentagem enorme de representantes da igreja católica, para ficar-me em conclusões inocentes e nada cruéis.

Abraços!

Anónimo disse...

Mesmo debaixo da intempérie, da Covilhã até Leiria, ainda cheguei a tempo de dizer SIM. Desta vez valeu a pena.
Chefe

Rosa dos Ventos disse...

Há que manter a esperança!
Até o distrito de Leiria está a mudar! :))