quarta-feira, fevereiro 14, 2007

A herança de Eszter


Li ontem de um fôlego, em três horas, esta impossível e estranha história de amor, da autoria de
Sándor Márai que já conhecia de " As velas ardem até ao fim".
Se gosta de histórias de amor, mesmo mal sucedidas, leia estas.

7 comentários:

Maria P. disse...

Mesmo mal sucedidas?!... então passo.


Beijoca*

Luis Eme disse...

Fiquei curioso Rosa...

"As Velas Ardem até ao Fim", também é uma história de amor?

Rosa dos Ventos disse...

É, sem dúvida!
É uma história de amizade que se cruza com uma de amor e traição.
Se não leste, talvez gostes.
Nas últimas páginas de " A herança..." também surge esta expressão:
"Ali ficámos, esperando que a vela ardesse até ao fim..."

Xaralito disse...

Numa história de amor, com ou sem final feliz, 2arde-se" sempre.

É bom "arder", mesmo que a chama se apague. Outra se indendiará a seguir.

(Muito profundo estou eu hoje)

Xaralito

Ler por aí... disse...

Onde se passa a história? Quero colocar este livro na minha lista (http://www.lerporai.com/pesquisa.htm)
Margarida Branco

Rosa dos Ventos disse...

Cara Margarida
Fiquei surpreendida com uma entrada num post de Fevereiro mas agradeço a visita.
Quanto à localização da história no espaço é um pouco difícil de determinar.
Posso dizer-te que o seu autor, Sándor Márai, é um escritor que nasceu em 1900, em Kassa, uma pequena cidade húngara que hoje pertence à Eslováquia. Foi um ser errante que acabou por se suicidar nos Estados Unidos, S. Diego, Califórnia em 1989, poucos meses antes da queda do muro de Berlim.
Já coloquei o teu blog de livros nos meus favoritos.
Abraço

ler por ai... disse...

Obrigada pelo link, e pela resposta.
MB