quinta-feira, fevereiro 21, 2013

Pela boca morre o peixe...



Nunca gostei de ver miúdos com uma fralda pendurada na mão e passava a vida a interrogar-me sobre esse hábito pouco saudável, segundo o meu ponto de vista. Felizmente que nenhum dos meus filhos desenvolveu essa "dependência"!
E não é que o meu neto não vai para lado nenhum sem a "xá", nome que dá a esse objecto que chega a arrastar pelo chão? 
É bem verdade! "Pela boca morre o peixe"!

26 comentários:

Ana disse...

Sorri ao ler ... tenho uma sobrinha que até aos 6 anos não largava a fralda que dava pelo nome de humm, e só a largou no dia em que foi para a escola!

Recordei e recordar é bom.

Beijinho

Ana

Mariposa Colorida disse...

Conheço imensos casos de miúdos que fazem isso! Depois passa!

São disse...

A isso chama-se karma, linda rrss

Sabes a razão dos objectos transitivos , não sabes?

Com calma e com tempo , consegui que uma garota de dois anos e meio deixasse de andar com uma das combinações (na altura ainda se usavam, rrss) da mãe.

Beijinhos a ti e ao Dinis.

Sonhadora disse...

É engraçado que não conhecia esta "dependência". As minhas filhas e netos nunca a tiveram. Mas, a minha filha mais velha, que nunca quis chupeta, só conseguia adormecer a "mamar" numa pontinha da fralda.Isso vai passar com o tempo.

Tenho andado afastada.

Beijinhos para ti e para o Dinis.

Rui da Bica disse...

eheh... Tens que te ir habituando a muitas coisas, querida amiga ! :))
Nunca digas : desta água não beberei ! rsrs
Vais ver que é "saudável" para o teu "rei" e tão cedo não a vai abandonar, mas nada que seja mau para ele !
Sabes que eu tenho um filho que dos 2 aos 5 anos acordava de noite e víamos que estava de rabo no ar a procurar qualquer coisa ?... Dizia que era a "bolinha" (que ele fazia com os dedos, dos borbotos da manta e não conseguia dormir sem a ter entre os dedos ? ... eheheh
E esta ?... rsrsrs
.

Anónimo disse...

Cada miudo tem sua mania...O meu filho , subia a dobra do lençol, ia ao cobertor tirar uma " mémé " e dormia a coçar aquilo no nariz..Quando descobrimos era-lhe dado uma bolinha de algodão , a mémé...M.A.A.

Belle du Jour disse...

O meu filho não teve esse hábito. Não me faz confusão. Até acho ternurento quando vão dormir agarrarem-se à fralda. O que nãogosto nada de ver, é a nojice em que as fraldas estão por vezes. Os pais deviam-nas substituir assiduamente e muitas vezes nao fazem. Ficam castanhas!

Rosa dos Ventos disse...

Não é o caso, querida Belle du Jour!
São mudadas bastantes vezes e tem a de dormir, a da creche e a de andar em casa! :-))

Abraço

Chique de Bonita disse...

passei pra te fazer uma visita.adorei o blog
http://chique-debonita.blogspot.com

Nina disse...

O Gui não tem hábitos desses, mas eu acho fofinho.:))
O conselho que hoje dou aos "não pais" é que sejam cegos, surdos e mudos no que respeita os filhos dos outros.

Se te dissesse o tanto que já engoli! E olha que não dizia nada! Guardava para mim!:))

Aquele abraço!

Nina disse...

Ao reler os comentários anteriores, lembrei um hábito que tive anos, na infância: o meu cobertor e a minha almofada.
Contam os meus pais que numa das lavagens, o cobertor não secou a tempo de me deitarem. Dali a uma hora ou duas, ouviram passos. Esperaram. Foram ver e eu já o tinha, ainda húmido, em cima de mim.:)
Não sei que fim levou esse cobertor, mas ainda me lembro bem dele (era rosa de um lado e azul do outro, oferta da entidade patronal do meu pai, antes de eu nascer:))

Já a questão da almofada, ainda hoje tenho a minha própria almofada. É um martírio dormir sem ela (como o Dinis, tenho uma em cada casa:))

bji gde ao piqueno rei

Teté disse...

A minha mãe diz que eu não dormia sem um lencinho... :)

Enfim, não te preocupes que isso passa. E se pensares bem as chuchas também não são lá muito higiénicas, porque os miúdos são muito bem capazes de as deixar cair no chão da rua e pô-las na boca logo de seguida... ;)

Abraço

Turista disse...

Querida Rosa, eu acho tão ternurento! A sério! :)
devem é andar sempre a lavar a fraldinha, verdade?
Beijinhos grandes. :)

marina disse...

O meu filho teve um hábito mas não foi esse , chuchou no dedo, não levava nada na mão, nem cobertor nem fralda nem chucha, só os polegares tanto da esquerda como da direita.
E não foi dificil largar os dedos, e não ficou com marcas ou lesões como se diz por aí...

Flor de Jasmim disse...

Rosa eu também não achava piada quando se tratava dos outros, mas também me calhou, os meus dois mais novos e o que faleceu tinham esse vicio e sabes que um deles dizia que era a "naninha" o outro dizia a "Fá" o que faleceu com 6 mesinho não chegou a falar,mas quando via a fraldinha os olhinhos brilhavam.

Que continues "Pela boca morre o peixe" com muitas mais coisinhas fofas como esta.

beijinho e uma flor

beijinho e uma flor

Rosa dos Ventos disse...

Mas o Dinis ainda acumula a "xá" com a "xu", esta é só para dormir e quando vem da creche no carro! :-))
Enfim! Nda que não passe com a idade!

redonda disse...

Pareceu-me muito fofinho :)
um beijinho
Gábi

Rui Pascoal disse...

A minha filhota não usava chupeta, chuchava no dedo e isso veio a deformar-lhe o palato (mais tarde foi corrigido).
Se vier a ter netos... como será?
:)

Teresa disse...

Desde que seja limpinha, não faz mal nenhum. Os meus filhos adoravam a fralda, a que chamavam ó-ó!
Bj

maria mar disse...

Não faz mal, Rosinha. Anda feliz e isso é que interessa, de resto, são hábitos que perdem com o tempo. Jinhos pa ti e para o fofinho

Graça Sampaio disse...

Acontece a todos nós...

Beijos para o menino da "xá".

Lilá(s) disse...

Hahaha, até o meu gato se chama Linus porque com ele trouxe uma mantinha...
Bjs

Catarina disse...

: )))

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ou... "Nunca digas desta água não beberei".

mlu disse...

É gira a relação que eles desenvolvem com estes hábitos/objectos. Acho que lhes dão segurança!


Um abraço.

Duarte disse...

Sempre, se morde o anzol...
Abraços