terça-feira, fevereiro 19, 2013

Em choque



Pensei re-editar o post anterior com mais imagens de Setúbal onde dei aulas no meu 2º ano de actividade profissional, precisamente no Liceu que ficava ao cimo do Estádio do Bonfim, mas com  a ida ao banco para verificar o depósito da minha nova pensão fiquei em choque e saiu-me este palavrão!
Cada qual faça a tradução que entender aplicável no contexto em questão!

24 comentários:

Mariposa Colorida disse...

Eu nem quero ver o meu recibo de vencimento...

Catarina disse...

Decifrar “códigos” não é a minha especialidade mas este foi fácil:

Chatice!

: )))))

Teresa disse...

Só vejo o meu no dia 23. Veremos que palavrão me sai!

São disse...

Tu deste aula no meu Liceu?! rrrsss

Em que ano e em que disciplina?

Beijinhos, sem palavrões ainda...porque só agora vou ver quanto me roubaram!!

Anónimo disse...

Em choque estou eu desde ontem , quando abri a carta da CGA.Descontei 37 anos 2meses e 2 dias , o meu marido 42 e o respeito pelos mais velhos está à vista. Não estou decepcionada , não levaram o meu voto, nunca confiei neste gado bravo.M.A.A.

Graça Sampaio disse...

Boa, M.A.A.! Gado bravo! Sem ofensa para os touros que são majestosos e luzidios...

A mim levaram-me 500 euros, estes FDP (sem enigma, nem nada!) Foram 40 anos a trabalhar; fiz tudo o que foi preciso na escola para além de ter tido centenas de alunos que me cumprimentam hoje com grande deferência (isso não me podem tirar!!!) Fui professora, orientadora, formadora, presidente da escola e do agrupamento, fui coordenadora de área educativa; sou licenciada e tenho três pós graduações e passo a receber por mês menos que o porco do Relvas gasta em meio dia de férias num hotel com gajas boas! Estou POSSESSA!!!

E ainda me vens com eufemismos de "enigmas"... FDP! E cito o escritor «vão tomar no cu!»

Rui Pascoal disse...

Reformei-me há seis anos e pouco. Entre a primeira pensão e a última, a diferença "é pouca" (são quase setecentos euros/mês a menos)...
Tenho duas casa pagas, não possuo empréstimos, mas com este agravamento fiscal qualquer dia "ofereço" uma.
Se isto que nos andam a fazer não é um roubo, então o que é?
Quando a Justiça não funciona... tudo pode acontecer.

Nina disse...

Darei também um palavrão ao ver o meu recibo?:(
gatunos!
Aquele abraço, Rosinha

Teté disse...

Este mês vão sair muitos palavrões desses da boca que (quase)todos os portugueses, por é agora que as pessoas vão notar os ditos cortes! E o "quase" refere-se apenas a 1% da população... :P

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Não é um enigma, Gracinha!
É o meu jeito de desabafar por aqui!
Mas soltei mesmo um palavrão coisa pouco habitual em mim!
Cada um dirá aquele que for mais expressivo! :-))

Abraço

Rogério Pereira disse...

Não se ouve outra coisa...

Jardim Gonçalves (que não foi excepção) comentou em jeito de gratidão:

"§%#&£€!"

Justine disse...

O meu palavrão foi muito mais "cabeludo" do que o teu...
Olha, e vivá amizade e a vida sem ladrões!

quem és, que fazes aqui? disse...


Só de pensar no que irei receber no dia 23, até me arrepio...

Já esgotei o rol de palavrões. E o pior é que, de há uns tempos para cá, são as primeiras palavras que me ocorrem...

Beijo

Laura

as-nunes disse...

E ainda por cima nem sequer nos demonstram, num documento escrito, as contas que fazem ...

Estamos em guerra contra os Absolutistas, ainda lhes chamam neoliberais!? ...
Depois admirem-se das ações de guerrilha que já se estão a manifestar cada vez com mais intensidade... e nem são precisas pistolas ou metralhadoras reais, por enquanto são as palavras (e palavrões) e os gestos !

Rui da Bica disse...

Eu não compreendo bem a razão de ser dos pagamentos das mensalidades ser feita em dias tão diferentes, conforme os casos.
No meu caso, reforma (sector privado) acontece que recebo ao dia 10.

Em 10 de Janeiro, recebi exactamente o mesmo que em 10 de Dezembro, porque, como tinha sido avisado, não haveria tempo de processar esses pagamentos já com as alterações (reduções), em Janeiro.

Ora em 10 de Fevereiro, aconteceu que recebi muito menos, porque estava incluída a redução correspondente a Fevereiro, mas também a não processada, de Janeiro, ou seja, a redução foi a dobrar.

Calculo eu que em 10 de Março essa diferença seja atenuada para metade !
Não se passará o mesmo com os vossos casos ? …

Se assim for, acontecerá que quem receba o 14ª mês em duodécimos, receberá quase o mesmo, embora menos.
Dado que no ano passado não me foram pagos os 13ª e 14ª meses, a diferença não é assustadora e por isso não me saiu nenhum palavrão nem entrei em choque! :)))

... Talvez por ganhar pouco ! eheh
.

Anónimo disse...

A quem o dizes!!
Quando vi a coluna de descontos fiquei com uma cara parecida à do S. na última foto do aniversário.
Quanto a palavrões, bem podes imaginar. Já me conheces!
Bjs e vamos esperar por Março para ver como ficam as contas acertadas.
Aí penso que já não andam retroactivos "em jogo". Mas no fundo vai ser a mesma porcaria.
Pombalense

Rosa dos Ventos disse...

O pior é se em vez de acertos vêm desacertos em março! :-((
Em abril será a hora de fazermos contas a sério!

Flor de Jasmim disse...

Também eu disse um palavrão ao receber os 393 € que me dão de subsidio de desemprego, desde os 14 anos a descontar, agora com 56 recebo esta fortuna.

beijinho e uma flor

redonda disse...

Acho que até eu, que tenho falhado os outros enigmas todos, consigo acertar neste...
Esperemos que não demore muito para a situação do País começar mesmo a melhorar
um beijinho
Gábi

maria mar disse...

Eu fiquei assim ontem, amiga, depois de entrar na CGA on line e ver as contas deles. Quando chegar ao fim do ano, em vez de 13 vencimentos recebo 11. Chamei-lhes tudo o que me apeteceu por todo o lado. Processem-me e metam-me na prisao, assim talvez consiga poupar algum. FDP de degovernantes!!!... Gatunagem!!!....
beijinho e desculpa ter conspurcado o teu blogue

Rosa dos Ventos disse...

Este blogue aceita todos os palavrões
que sejam ditos contra o Desgoverno...embora eu tenha dificuldade em escrevê-los aqui! :-))

Abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por estes dias é que as pessoas vão perceber verdadeiramente a dimensão do roubo, mas entretanto, o Gaspar já veio avisar que, como se enganou nas contas e a recessão em 2013 vai ser o dobro da que ele previra em Outubro, as pessoas vão ter de continuar a amouxar. Até quando?

Anónimo disse...

Este palavrão é que é bom: cada um pode traduzi-lo pelo que apetecer chamar aos autores desta roubalheira! Tenho pena de não saber algum maior do que os que sei! E, como diz Carlos Barbosa de Oliveira, acho que não ficam por aqui. O estúpido do ministro começou a avisar...


Um abraço.

mlu disse...

Até este (computador) está contra mim: não sei por que razão o comentário anterior, que é meu, saiu anónimo!

Um abraço