quinta-feira, novembro 25, 2010

Lareira


Na sala silenciosa ergue-se o cheiro da enorme cozinha da avó e, subitamente, o silêncio é estilhaçado pelas gargalhadas que dávamos no pátio! 

24 comentários:

AC disse...

A nostalgia dum tempo que foi ontem, em que o mundo parecia um local seguro...

Beijo :)

HB disse...

Que grandes toros , e que grande lareira. Agora são mais pequenas e a lenha cortada á medida.
Lembrei-me tb duma lareira destas na minha aldeia (Ousilhão/Vinhais/Bragança)

Rui da Bica disse...

Faz lembrar a casa de Ramalhete duma família das Beiras, com a grande sala, junto à cozinha e a lareira, onde em Maio, o Carlos come as cerejas ao borralho. (???)
.

trepadeira disse...

A lareira,tantas recordações,tenho a sorte de ainda me poder sentar frente a uma,com burras e tudo.Burra era um suporte em ferro onde se penduravam,em vinhais,os potes,na Beira,as panelas de ferro e que se podia rodar para fora da lareira ou para cima do lume controlando assim a temperatura de cozedura e,também,a temperatura da comida já feita.
Um abraço,
mário

carol disse...

A atracção do fogo! E a cor. E o cheiro. E aquecer da alma.

tsiwari disse...

Moram comigo lareiras assim.


:)*

Justine disse...

A força das memórias! A vida vivida que permanece em nós. Muito belo, Rosa!

Raquel Alves disse...

bonito e nostálgico. Beijo

Maria disse...

Aconchegante. Como o colo das avós.

Abraço.

Vieira Calado disse...

Já vai fazendo falta...

uma boa lareira...

para aquecer as almas!

Saudações poéticas

Tite disse...

Rosa,

Não me digas que este é o pedaço de um texto dum livro da tua autoria?

Pronto, pronto! Percebi que se trata apenas de uma invocação da tua infância que é muito parecida com a da nossa geração.

Os nossos netos, mesmo os que vão ter recordações dos Avós, lembrar-se-ão de lareiras parecidas com as que eles têm nas suas casas da cidade.

Outros tempos!!!!

Lilá(s) disse...

Tão aconchegante! lareiras com história...
Bjs

Catarina disse...

Mesmo a propósito! Já me aproximei e já sinto o calorzinho ... : )

Luis Eme disse...

sinal de vida e de alegria, mesmo que momentânea...

abraço Rosa

mlu disse...

Tão quentinho!!! E o lume a "falar" connosco! Sensação boooa!

Bom fim de semana.

Pitanga Doce disse...

Nem me fales em lareira que a saudade vem.

beijos brasilienses.

Duarte disse...

Imagens que possuem o dom de fazer reviver um passado cheio de boas vibrações. Obrigado, querida amiga, por proporcionar-me este reencontro com uma das etapas mais felizes da minha vida: a presença dos meus e o cheiro inconfundível a lenha queimada...

Abraços

Maria P. disse...

Tão bom...

:)Beijinho*

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

O frio, uma lareira... e um par. Seria melhor ainda. Beijos

Isa GT disse...

Que saudades de tudo... do cheiro da lenha, de ser criança, da avó... da família junta...

Bjos

avezinha disse...

Era assim na casa da minha avó. Uma grande lareira e muitos tios e tias a contarem histórias de encantar...
Hoje no Porto está um frio de "rachar"...

Beijos.

Rosa dos Ventos disse...

Por aqui também!
Está difícil de sair da lareira...:-)

JPD disse...

Oh, estas lareiras ancestrais.

Belíssima recordação.

Bjs

Há.dias.assim disse...

que bem que hoje me sabia uma lareira...