sábado, novembro 20, 2010

Desafio literário

Para variar um pouco os meus enigmas e ajudada pela minha amiga Kinkas que não tem blog mas devia ter, deixo-vos com o extracto de uma obra  para identificarem a sua autoria.

      "Na floresta viviam elfos, fadas e velhos gnomos, sábios, que tinham construído sob raízes palácios onde meditavam acerca da vida e de todos os outros assuntos em que convém meditar para se ser sábio.
(...) Era também naquela floresta que habitava a velha rainha das fadas com as suas quatro filhas; a mais jovem era a mais alegre, a mais bela e a mais audaciosa. Era muito pequena e a cabeça delicada, coberta por uma onda de anéis prateados parecia uma flor de lis, amplamente desabrochada.
Percorria a floresta durante dias inteiros; quando se sentia fatigada sentava-se nos ramos de uma velha faia que se erguia perto da orla(...) Era o seu lugar preferido; dali, através da cortina espessa de ramos verdes e perfumados que, como o mar, ondulavam ao menor sopro de vento, via a imensidade infinita de(...)
(...) Sentava-se no alto dos ramos, o vento balançava-os amenamente, e ela cantava, sob a carícia do sol, a felicidade de ser fada e viver numa velha floresta sombria.
      Era amada pelos pássaros, pelas borboletas e por todos os que com ela viviam; era feliz, muito feliz!"

?

24 comentários:

AC disse...

Para não estragar o enigma, apenas direi que o primeiro nome do escritor é Máximo.

Beijo :)

Rui da Bica disse...

Entram fadas e pastores pequenos !
Este conto deve ser o maksimo... ! vich ? Há um, pseudónimo ! ...
.

JPD disse...

Não consigo identificar o conto.
Não arrisco o Autor.

Dir-nos-ás quem.

Bjs

Catarina disse...

Sophia de Mello Breyner Andresen?

goiaba disse...

Desta vez sei mas deixo prolongar o enigma - uma ideia bem interessante !!
Abraço

Isa GT disse...

Sei mas, pelos vistos, não posso dizer... mas, cá vai só um bocadinho... O p.p. e a f. ;)))

Bjos

Luis Eme disse...

não sei...

feliz "boneca" com tão boa companhia na floresta.

abraço Rosa

carol disse...

Não sei, mas sugere-me:(...) "Antigamente estes lugares estavam todos cobertos por uma espessa floresta solitária e selvagem da qual agora só restam alguns carvalhos e castanheiroa centenários que ainda vês neste parque. Pessoas havia poucas. Ao todo moravam nestes sítio dez lenhadores e três frades." (...)
Muito lindo também.

tsiwari disse...

Fadas,elfos, mar, floresta e imensidades infinitas.... só podia dar em felicidade.

:)***

Tite disse...

Rosa,

Passo... ou antes... passa-me pela cabeça tanta história e até me parece que estou a ver todo o enredo e não consigo ligar o nome à pessoa rsrsrsr

Será porque já li a história/ou vi o filme há muito tempo?

Eu volto cá para cuscar que é o que mais gosto de fazer.

Beijossssss

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Rosamiga

Devia saber... mas não sei. Seria mais fácil refugiar-me no não me lembro, tenho-o debaixo da língua - mas não era verdade.

Mas, deixa-me que te diga que é uma excelente ideia. Eu sou meio ribatejano (o meu Pai era do Cartaxo estudou em Santarem e foi pegador de touros), frontal portanto e acho que devo aplaudir-te por ela.


Amiga

Chego aqui por intermédio do nosso Amigo AC do INTERIORIDADES e estou muito satisfeito por te ter encontrado. O teu blogue é muito interessante, e bem escrito. O que, para mim, que sempre ganhei a vida a produzir prosa tão honesta quanto possível, (sou jornalista e dizem que também escritor, dizem…, e aos 69 anos não me sinto velho) é motivo acrescido de satisfação. Mas sou também alegre, bem disposto, brincalhão, adoro viver assim, adoro a minha família.

Espero que me retribuas a visita e deixes comentários na Minha Travessa. E, já agora, que te tornes minha (per)seguidora. Não é pedir muito… Obrigado

Qjs = queijinhos = beijinhos

NB – Peço-te desculpa por este comentário ser tão longo; mas tenho de referir que é um texto base, ainda que com algumas apreciações individuais e específicas. Infelizmente não sou dono do tempo, e a sê-lo seria uma chatice… Para que não haja dúvidas. Mas, é sincero.

ÚLTIMA HORA: Há fado na Travessa. Se quiseres lá ir... não pagas impostos (ainda) nem doi nada

Anónimo disse...

Para dar mais umas pistas,aqui segue um pouco mais do conto .""calou-se e foram para a boda do arganaz...uma enorme multidão de grilos e cigarras formavam a orquestra(...)elfos e borboletas...cantavam e dansavam .A rainha e as filhas estavam sentadas num...trono de tulipas...e serviam-nas...ora orvalho com seiva de violetas(...)Chegaram a casa....deitou-se na sua (...)cama de muguet"
Não acham as semelhanças impressionantes ?Por isso o conto termina assim."E pronto contei a minha história.É certo que não é nova (...)mas diz-se que não há nada no mundo que não tenha já sido.E eu tinha tanta vontade de a contar!"

Catarina disse...

Mas que suspense, Rosa! Ainda bem que chegou o Anónimo para me ajudar a desvendar o mistério. : ) Errei redondamente.

Rosa dos Ventos disse...

Vale a pena esperar...
Vão sempre aparecendo contributos!:-)
Além do mais, se desvendar o mistério lá fico eu outra vez com a cabeça às voltas para uma nova postagem... :-))

mlu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mlu disse...

Ora aqui está um enigma bem giro!
Todos os dias cá venho ler os comentários, também para concluir qualquer coisa...!
O texto fala de uma árvore que me deixa uma pista mas não tenho certezas, não li o conto todo! Vou continuar a "bisbilhotar".

Um abraço

Anónimo disse...

Para Miu:
E...se falasse em estepe?

Rosa dos Ventos disse...

Não é Miu, Dona Anónima!
É Mlu, mas parece...tal e qual como o texto! :-))
Há cada semelhança que a gente se põe a pensar! :-))
Vou esperar mais um pouco...

Justine disse...

Rosa, acho essa ideia fantástica, a dos enigmas literários!!
Mas ainda é cedo para o desvendar, não é? Vais fazer render um pouquinho mais o "suspense"??

Tite disse...

Rosa,

Estou em pulgas para saber qual é o livro/a história/o autor, pois com tantas princesas adivinho que, se tivesse as minhas netas por perto, já teria o nome na ponta da língua (ou dos dedos)rsrsrs.

jinhos

carol disse...

Então, ainda não podemos saber? Bó!

Bartolomeu disse...

Floresta... elfos... fadas... velhos... princesas...
Não ha dúvidas, trata-se do livro 'Eu, Carolina' (escrito?) por Carolina Salgado...
;)

H.B. disse...

Tmabém não sei , nem com as dicas ...

Rosa dos Ventos disse...

O Bartô faz-me sempre rir!
E é esse o seu objectivo, ele sabe que eu preciso de me rir! :-))
Vou desvendar o mistério hoje...
Prometo!