domingo, outubro 24, 2010

FAZ ARTESANATO 2010

Promovido pela Junta de Freguesia de Fátima está a decorrer hoje e amanhã uma Feira de Artesanato.



Quem faz um cesto, faz um cento!


Amostragem de rodilhas...


Eu fiz esta...


E posei para a foto com um cântaro vazio à cabeça!


Bonecos feitos com uma técnica mista - barro, arames e malha...

34 comentários:

Catarina disse...

Mais um nadinha e viamos-lhe os olhos... : )
Assim ficaram as mãos, mãos de artistas, por sinal.
Há muito que não via um garrafão e aqueles cestos que se vêem na mesa de cima. Eram naqueles cestos que as campesinas transportavam o seu almoço quando iam trabalhar... se a memória não me falha.
Bonita rodilha, Rosa! : )

carol disse...

Com que então de cântaro à cabeça, heim?!
Ai os cestos, tão lindos! Adoro cestinhos.

Rui da Bica disse...

Deve ser curioso ! :))
Cestos de verga: A minha mulher era doida por eles até constatar a dificuldade de os guardar. Não são facilmente empilháveis e ocupam espaços enormes.
Rodilhas : Quando estudava no Porto, vinha almoçar a Ermesinde com os meus irmãos, de comboio. Como a minha casa ainda era longe da estação havia uma mulher que me levava o almoço num daqueles cestos de verga e transportado na cabeça, apoidado nessas rodilhas !
As fotos recordaram-mo !
.

Luis Eme disse...

sim senhora, muito nos contas, Rosa equilibrista.

abraço

Anónimo disse...

Aprecio artesanato, especialmente cestas de verga. São todas lindas, no passado comprei mais do que as necessárias, o pior é espaço para as arrumar. M.A.A.

redonda disse...

Gosto destas feiras, gostei das rodilhas, mas sobretudo gostei dos bonecos.

um beijinho

mlu disse...

Gosto muito de artesanato, coisas típicas, genuínas como estas que aqui aparecem! É linda a rodilha (nunca hei-de perceber porque também lhe chamam "sogra") da Rosa, nas cores da moda e tudo! E o equilíbrio? E as mãos? As mãos são umas "calhandreiras"!...

Um abraço

tsiwari disse...

Também me pelo por uma feira de artesanato...


:)*

fj disse...

GOSTO muito de artesanato...e aprecio especialmente aquele que era usado e não deste q é feito em série, à pressa e especialmente com o intuito de ser vendido a preço d'oiro.
Dado o trabalho que executo(ei) durante anos, em vários locais maravilhosos do nosso Portugal, desde a serra algarvia às serras do minho e alto-douro. Caso na época tivesse o espaço fisico que tenho actualmente, hoje tinha um museu montado com tanta "tralha" que vi abandonada outra q me era directamente oferecida.
Isto no tempo em que as peças de "artesanato" era uma utilidade do dia a dia e as "peças" q não serviam eram abandonadas. Hoje infelizmente poucas peças guardo desse tempo.

Curiosamente, apenas um colega fez essa recolha e ESTE infelizmente nunca vai poder expôr todo o seu material encontrado, abandonado, "roubado" e/ou oferecido.

abraço

ps: gostei de ver esse teu equilibriu, pena essas mãozinhas estarem tão perto do cântaro

tulipa disse...

Gostei dos bonecos feitos com uma técnica mista: barro, arames e malha, são engraçados.
Já gostei mais de todo o tipo de feiras; tb já apreciei mais as feiras de artesanato...só que agora não aprecio nada disso, acho tudo igual, tudo sempre a mesma coisa, cansei-me.

Obrigada pela visita ao meu blog; sobre as tuas palavras...
Sorte a tua que podes partir!
Eu parto, permanecendo...

É verdade, "ainda" vou podendo "partir", não sei até quando...
mas minha Amiga, cada um sabe de si e se eu não partisse mesmo, se eu só permanecesse, já tinha enlouquecido, a minha vivência não lembra nem ao diabo, não queiras estar no meu lugar.
Esta semana as férias continuam e eu já tenho a tensão a 18, tou prestes a ter que ir p/o hospital, não dá mesmo.
Por isso...
Muitas vezes tenho que fugir e partir...até um dia!!!

Rosa dos Ventos disse...

Esta Feira tinha/tem, porque ainda está a decorrer, um aspecto diferente das outras que por vezes visito.
Tinha a vertente do FAZ!
Por isso eu fiz uma rodilha por sinal nada clássica no tecido usado, outros bordaram, outros moldaram bonecos, outros fizeram tamancos, outros usaram o tear...
Hoje são os miúdos das escolas que lá estão a "pintar a manta"! :-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Cara Catarina

Infelizmente nada tenho de artista manual.
A única coisa que faço é cantar num coro, de resto sou um horror mas tenho pena de não ser habilidosa... :-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Para as amantes de cestos

Também tenho a mania dos cestos que herdei da minha mãe!
Já não sei onde meter tantos...
É que onde se mete um cesto não se mete um cento! :-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Bem tentei tirar as mãos mas o cântaro quase foi ao chão! :-))

Swt disse...

Gostei imenso da sua rodilha. Adoro tecidos assim floridos, exactamente como esse... Tenho uma costela inglesa e deve vir daí.

Rosa dos Ventos disse...

Cara Swat
Foi a pensar numa menina que gosta muito de flores que eu escolhi este padrão!
A rodilha é para ela...

Abraço

Justine disse...

Não te sabia tão prendada, que até rodilhas sabes fazer!! Arte antiga, amiga, que sabe bem não deixar morrer...

goiaba disse...

Costumo "ir atrás" de feiras de artesanato mas esta fica longe...
Gosto da ideia : FAZ. Adorava saber fazer a maior parte das coisas que preciso - mas isso fica para outra encarnação
Abraço

Madrigal disse...

De uma coisa já não escapas, Rosa: todos ficámos a saber que és loura - no bom sentido, claro. ):

Abraço

trepadeira disse...

Que beleza.
Tive oportunidade de organizar e ajudar a montar dezenas de exposições e feiras de artesanato.
Ainda uso,no dia-a-dia da horta biológica,as encantadoras cestas.
Encantam-me os bonecos.
Um abraço,
mário

Tite disse...

Gosto muito de artesanato mas a cestaria dos vários pontos do país fazem-me estacar sempre que percorro uma feira ou exposição com artesanato nacional. O 1º impulso é comprar mas... tenho que me conter pois já não tenho mais espaço para os colocar e a crise não dá para gastar desnecessariamente, né?

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Sou fã do artesanato e creio que nem sempre é reconhecido, aos nossos artesãos o mérito que lhes é devido.

maria mar disse...

Peças muito engraçadas e típicas. A tua rodilha está um must, com umas cores... e essas mãozinhas, o que estão a fazer aí tão próximo do cântaro, hem?
Adoro mesmo é os bonequinhos, desculpa lá Rosa, acho-os tão lindos...gosto tanto do amarelinho e desta da frente...
Beijinho Rosa

Pitanga Doce disse...

Ó mulher, que andas toda enrodilhada! hehehe

DE-PROPOSITO disse...

A beleza encontra-se em todas as coisas, até no que é inadmissível ser belo.
--------
Felicidades.

JPD disse...

Lembro-me dessas rodilhas.
Da comodidade que proporcionavam a quem transportasse volumes à cabeça.
Bjs

Maria P. disse...

Eu adorei a rodilha!:)


Beijinho*

Há.dias.assim disse...

lembrei-me da minha infância...

Anónimo disse...

Obrigada pelas imagens,fez-me recordar os vários kms que fiz com cestos cheios de hortaliça à cabeça para o mercado.Bons tempos.
Abraço.
Fina.

João Videira Santos disse...

De apreciar todos estes trabalhos. Todos eles na força da criatividade do nosso povo-povo.

Rosa dos Ventos disse...

Um abraço especial para a minha "vizinha do lado" no coro, a Fina que me faz tanta falta...quando falta!:-)

Lilá(s) disse...

Adoro essas feiras, e o cantaro não se partiu?
Bjs

Rosa dos Ventos disse...

Não se partiu porque as mãos estavam a ampará-lo de muito perto! :-))

Duarte disse...

O artesanato, uma maneira de expressar-se que não requer estar no último da técnica.
Gosto imenso de perder-me por feiras e mercados entre a gente e a arte.
Abraços