terça-feira, outubro 19, 2010

Caminhos de Outono


Com o Outono a mostrar-se tal como eu gosto, folhas douradas atapetando o chão, céu azulinho e um sol capaz  ainda de nos aquecer, não há como percorrer estes caminhos de terra batida onde o silêncio reina e nem se ouvem os nossos passos...
São os meus caminhos de solidão mas não de tristeza!

32 comentários:

AC disse...

Tem razão, Rosa, solidão nem sempre é sinónimo de tristeza. Ainda por cima a fruir a natureza dessa maneira...!

Beijo :)

Maria disse...

Caminhos solitários que percorremos e continuaremos a percorrer até ao fim.

Um abraço.

Manuela disse...

E que belos caminhos, Rosa :)

Madrigal disse...

Um belo trilho para eu fazer com a minha big trail, mas sempre devagar, claro, para não me espetar contra a primeira árvore à saída de uma curva.

:)

Abraço

Há.dias.assim disse...

mas que belos passos por tão descontraídos caminhos...

redonda disse...

Hoje também me senti a andar por um caminho assim, mas foi na cidade :)

mlu disse...

Estes caminhos, precisamente por serem solitários, dão, tantas vezes, uma paz tão boa!...

Bons passeios!

Ana Luar disse...

Tb sou fã do Outono e dos tons dourados dos tapetes naturais. Adorei ver que associas os caminhos de solidão não a uma tristeza mas a um estado de alma.

rouxinol de Bernardim disse...

Assim, valre a pena caminhar!

A natureza é sempre boa conselheira... e companheira.

Idun, a felina disse...

mas quem disse que a solidão tem de ser, necessariamente, triste?
a minha Humana tem, tal como tu, aproveitado os belíssimos dias, de sol morno e quase ausência de vento,dos fins de semana e feriados, para percorrer veredas, não sozinha mas em entendimento de silêncios, entre magníficas árvores antigas.

bons passeios, rosa dos ventos!
marradinhas afectuosas da bicharada.

trepadeira disse...

São esses os caminhos onde nos encontramos a nós mesmos.
Um abraço,
mário

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Para mim, caminhar ( ou viajar) sozinho não significa tristeza, bem pelo contrário. É nesses momentos que me reencontro e isso é MUITO BOM!!!

Rui da Bica disse...

É verdade, Rosa, agora podemos dizer que está um Outono "como nós gostamos".
... e quantas vezes a nossa melhor companhia para um desses passeios somos nós próprios ! Há momentos em que isso é tão reconfortante ! Dá-nos a calma e a serenidade, deixa-nos pensar ...
Bjs
.

Lilá(s) disse...

Como eu gosto disso, alma gémea da minha !!!...
Beijinhos

JPD disse...

São excelentes.
Gosto imenso de caminhadas.
O Outono, neste mês de Outubro tem estado admirável.
Bjs

via disse...

belos dias!

Luis Eme disse...

caminhos de tranquilidade...

abraço Rosa

Vieira Calado disse...

Cá para mim

são caminhos de eu gosto!

Saudações poéticas

sendyourlove disse...

... que vontade de voltar aos meus caminhos...

Duarte disse...

Concordo plenamente contigo, pode-se estar em solidão e ser feliz...

AO OUTONO

Sou feliz,
É Outono!
Um novo Outono...
Completa-se o ciclo.
Não faz tanto calor
E o frio ainda não chegou.
Assim é o Outono de equilibrado.
A natureza faz-se atractiva,
Ganha em colorido,
Desde o cinzento,
Ao vermelho ou dourado;
Até à cor do fogo, rubro intenso,
Parece que tudo está em chamas,
É fascinante!
É Outono!...
Os raios de sol perdem força.
Anoitece mais cedo.
As praias ficam solitárias.
Imagens para reter!...
Momentos para arquivar.
Nenhum anoitecer é igual,
Nada se parece ao Outono.
Já sopra o vento,
O céu encheu-se de nuvens,
Chove!...
Cheira a terra molhada!
Suporto a chuva,
Suporto o vento,
Suporto tudo o que é do Outono,
Como se fosse parte de mim,
Como se fosse eu.
Ó Outono!!!...

Outono de 1963

Base Aérea 2 - Ota

Abraços para TI

Rosa dos Ventos disse...

A todos desejo boas caminhadas outonais...
Ao Duarte um especial agradecimento pelo poema!
Ao Jorge/Madrigal tenho a dizer que gosto muito de o ver por aqui, também gosto de o visitar mas nem muito devagar o queria nos meus caminhos de solidão.
As motas são muito ruidosas... :-))

Abraço

O caçador de brumas disse...

"... não há como percorrer estes caminhos de terra batida onde o silêncio reina e nem se ouvem os nossos passos..."
CONCORDO e sublinho.
Aquele abraço
js

pin gente disse...

desejosa de os encontrar atapetados, rosa!
beijos

Dina disse...

Por vezes também precisamos de momentos de solidão. Eu sinto falta desses momentos. Sim eu sei que até parece estranho quando há tanta gente a queixar-se de solidão mas por vezes sinto falta de ter um dia só para mim...ou até umas horas.
Talvez ainda me queixe do contrário...

Justine disse...

A comunhão com a natureza - a força que nos dá!
Abracinhos

goiaba disse...

Que vontade de ter um caminhito desses por perto ou de poder procurá-lo! Valeu a partilha!
Abraço

Tite disse...

Eu também gosto de caminhar por tais paragens especialmente neta altura do ano em que o frio não é muito e o sol ajuda a iluminar a nossa passagem por entre verdes, castanhos e vermelhos.

Beijossss

Alberto David disse...

Cara Amiga, as minhas desculpas por tão prolongada ausência, aqui fica o meu poema escolhido.

Um abraço

Poema de Outono
Encontrados 53 frases e pensamentos: outono poema
Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.

Pablo Neruda

Pitanga Doce disse...

E um ventinho fresco a bater no rosto. O cheiro da relva molhada pelo sereno que cai. É tão lindo! E as cores? Nooossa!

beijos Rosa

Catarina disse...

Ah! Que saudades do silêncio desses caminhos! Mas sozinha..hmmm... Uma boa companhia silenciosa seria bem saboroso também! : )

Swt disse...

Seja pelo encanto da foto seja pelo encanto da blogger, está tudo menos sózinha...!

Isa GT disse...

Só tenho pena de não ter trilhos destes perto de casa... aí sim... esquecia-me, de vez, do computador :)

Bjos