terça-feira, agosto 24, 2010

Pelos caminhos de Portugal II - sem enigma

Do Lorvão subimos até Penacova e aí pudemos desfrutar de uma bela paisagem do Mondego, a partir de um miradouro-pérgola que tem o traço de Raul Lino.
Em baixo uma simpática praia fluvial.

Esta é a famosa formação geológica de quartzitos que se assemelha a uma estante cheia de livros de pedra e que se encontra na margem sul do Mondego quando caminhamos para o Porto da Raiva. Por isso é chamada de "Livraria do Mondego".
Esta visibilidade só é possível a partir do IP3, onde não podíamos parar, daí ter "roubado" esta imagem da net.
A que fiz na tal estrada é a que se encontra em baixo e que não mostra a originalidade deste conjunto.
Um incêndio tinha deflagrado há dias neste local e estão bem visíveis as marcas da destruição de muitas árvores. O fogo atravessou o IP3, desceu a encosta, atravessou a estrada e só parou à beira do rio!

17 comentários:

Rui da Bica disse...

Um pouco depois de Penacova a IP3 atravessa o Mondego da margem Norte para a Sul. Imediatamente a seguir existe ainda a antiga estrada nacional paralelamente à IP3.
Aí, na EN parei eu a apreciar a "Livraria" - espectacular !
.

Maria disse...

Belíssimas imagens do teu passeio, Rosa!

Um abraço.

Alberto David disse...

Obrigado Rosa pelas bonitas imagens deste nosso Portugal.

Um abraço e boas fotos

AC disse...

Com que então o enigma do post anterior referia-se ao Mosteiro do Lorvão...! Não conheço, confesso, embora, quando seja mencionado esse nome, me venham logo à memória umas iluminuras daí procedentes que ilustram alguns manuais de História quando se referem à formação de Portugal. De resto, essa é uma zona com bastantes vestígios de interesse, mas de difícil acesso de carro devido à construção das novas vias. Talvez seja um bom pretexto para se programar uma caminhada, quem sabe...?

Beijo :)

L.O.L. disse...

Fica aqui esta curiosidade. O meu pai é de Penacova e eu adoro as magnificas paisagens das Beiras

R. disse...

É uma belíssima montra. Ainda bem que os 'livros' não arderam. E tomara que todas as árvores tivessem a mesma sorte.
Magnífica escolha e excelente sugestão!
Abraço.

R. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Há.dias.assim disse...

Há sítios tão belos no nosso país!

Luis Eme disse...

sim senhora Rosa, que belas fotos.

continuação de boas passeatas.

abraço

Justine disse...

Várias vezes passei à Livraria, mas nunca estive em frente da formação...tenho de voltar, com as tuas indicações.
Obrigada, Rosa:)))

carol disse...

Lindas fotografias! Especialmente a da dita livraria! Belos passeios!

tsiwari disse...

Das mais bonitas "livrarias" que vi...


;)***

rouxinol de Bernardim disse...

Os incendios é uma tragedia...

Vá lá que a natureza faz chover nas alturas mais apropriadas...

Em Sevilha... FOI BCHUVA DE GOLOS!!!

trepadeira disse...

O Mondego sonhador tem recantos magníficos.
Tenho-o aqui mesmo ao lado.
Embala-me para as fotos dos bichinhos.
Cordial abraço,
mário

Lilá(s) disse...

Temos paisagens tão belas!
Bom passeio.
Bjs

mlu disse...

Lindo, lindo de verdade! Os livros de pedra também se lêem! E as coisas que contam!
Obrigada.

Abraço

bettips disse...

Pronto: se te der para tal, vai ao perfil da bettips que lá está outro blog "de coisas soltas", tipo apontamento de passeios e fotos por aí - e assim vemos o mundo... Gostei foi da coincidência!
Bjinho