segunda-feira, abril 01, 2013

Abril




Enquanto o sol desponta e a chuva parou de cair em Abril de águas mil, deixo-vos um poema que nos lembra que já entrámos no mês da esperança!

Abril

Brinca a manhã feliz e descuidada, 
como só a manhã pode brincar,
nas curvas longas desta estrada
onde os ciganos passam a cantar.

Abril anda à solta nos pinhais
coroado de rosas e de cio,
e num salto brusco, sem deixar sinais,
rasga o céu azul num assobio.

Surge uma criança de olhos vegetais,
carregados de espanto e de alegria,
e atira pedras às curvas mais distantes
- onde a voz dos ciganos se perdia.


Eugénio de Andrade

24 comentários:

maria disse...

Parece que é sol de pouca dura, amanhã já volta o mau tempo :(

Gostei do poema :)))

Abracinho :)

Catarina disse...

Talvez as águas mil já tivessem caído quase todas em março…
Abraço

Malu Silva disse...

Adoro este mês tão serno e de temperaturas agradáveis. O poema descreveu bem este tempo. Abraços

Nina disse...

Tão bonito este poema!
Curioso! Dia 1 também me lembra ciganos...uma em particular (mistério desvendado no blogue da Teté:))

Aquele abraço, Rosinha

(p.s: gosto muito deste look primaveril. Bem sei que está aqui há dias, mas esqueço-me sempre de o dizer:))

Evanir disse...

Amigos, verdadeiros são para sempre, porque
quando dois corações se unem, formando um só,
DEUS se manifesta ali, através do amor
e o amor é mais forte que a morte,
não importa a distância,
no coração estarão sempre perto.
não importam as diferenças.
Sempre haverá um ombro para recostar,
mãos para ajudar,olhos para enxergar e chorar de alegria e dor,
bocas para expressar as verdades e sorrir.
Os bons amigos são como estrelas
você nem sempre as vê, mas você sabe que sempre estão lá.
Esta é a maior responsabilidade de nossa vida
e a prova evidente de que
duas almas não se encontram por acaso.
Por tudo isso e muito mais eu digo
Deus abençoe nossa linda amizade
Deus abençoe por estar sempre de mãos estendidas
nos momentos em
mais preciso de afago e carinho.
Linda seja sua semana beijos no seu coração
caricia na sua alma linda e generosa.
Evanir.

esquecimedeviver disse...

Parece-me que o sol veio envergonhado e vai-se esconder não tarda.
Adorei o poema.
Bjs

esquecimedeviver disse...

Ahhh é verdade, espero pela tua hilariante história no desafio do meu blog.
Beijinhos.

Rui da Bica disse...

Não se acreditem, que hoje é dia de mentiras e até o S. Pedro resolveu "entrar" connosco ! Esperem-lhe pela volta ! eheh
Lá para o fim de semana, OK ! rsrs

Abraço, Rosa ! :))
.

Dalma disse...

A planície do Pó também parecia uma piscina gigantesca

Rui Pascoal disse...

Brincar tem tudo a ver com a criança que há em mim.
:)

Observador disse...

Abril. O 4º mês do ano ou o 1º da esperança?

Boa semana.
Bjs

O meu pensamento viaja disse...

Já sonhei, já sorri, já chorei com Eugénio de Andrade.
Tive a imensa felicidade de o conhecer pessoalmente.
Beijo

Venha o tricô! Queremos ver e aplaudir.

maria mar disse...

Hoje até o S.Pedro goza connosco, está a ver se nos engana. Excelente poema, Abril traz-nos o início de uma época linda.
Bjinho e boa Primavera
:))

Humana disse...

a cada releitura, a poesia de eugénio de andrade leva-nos a novas descobertas.
um abraço grande, rosinha-dos-ventos

redonda disse...

Não conhecia e gostei muito do poema.
um beijinho

Teté disse...

É verdade, abril é o mês de todas as esperanças... e o poema de Eugénio de Andrade reinventa-a, na alegria de uma criança. :)

Abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Abril mês de esperanças ou do fim da esperança? Inclino-me mais para segunda hipótese. Com ou sem chuva...

Graça Sampaio disse...

Muito lindo o poema! Só podia: é um Eugénio de Andrade! Não conhecia e gostei muito.

(também gosto do novo look do teu blog; é bastante mais alegre, primaveril)

Beijinhos

mlu disse...

Não conhecia este poema e acho uma delícia a maneira como ele fala de Abril, da natureza e da alegria que se adivinha! É Eugénio de Andrade!

Um abraço.

Flor de Jasmim disse...

Gostei imendo do poema e desta mudança!
Mas esta de "a chuva parou de cair em Abril" só pode por ser o dia das mentiras, aqui cai torrencialmente com trovoada acompanhar.

beijinho e uma flor

Pitanga Doce disse...

"Ó mãe de água, ó mãe de chuvas mil
Já não quero o teu aguaceiro
Quero ver a luz do mês de Abril
A folia no terreiro"

Lindo, não? Gostava de ouvir Dulce Pontes cantá-la.

Abril é o entremeio do Inverno com a Primavera...ou deveria ser.

Rosa dos Ventos disse...

Não conheço, Pitanguinha!
Vou ver à net...

Abraço

Pitanga Doce disse...

Já vi que viste e gostaste.

beijos

Maria Luisa Adães disse...

Adorei o Abril cantado por Eugénio de Andrade, mas não encontro hipóteses de ficar como seguidora,
pois estão desaparecidos no blogs
e assim, se não fica nos meus "7degraus" a vou perder...Paciência
Senhor meu!

http://os7degraus.blogspot.com

Maria Luísa