sábado, setembro 29, 2012

A praça da minha vida


Quem tem a gentileza de me visitar já me conhece o estilo a dar para o lento, quase retardado!
Foi assim que demorei tanto a responder ao desafio do Carlos Barbosa de Oliveira que a minha praça saiu num prolongamento que ele, gentilmente, arranjou para mim.
Todos os e as visitantes dele identificaram a praça mas eu ainda a deixo aqui como enigma caso apareça alguém que não o conheça, ao texto, obviamente!

Tinha vinte anos quando desemboquei nela pela primeira vez, vinda de uma das ruas estreitas que caracterizam o bairro. Estava acompanhada por colegas da faculdade e o deslumbramento aconteceu.
Sempre gostei de praças, pracinhas, pracetas e a sua harmonia, simplicidade mas ao mesmo tempo um charme muito especial não podiam deixar-me indiferente.
Voltei lá várias vezes e sempre com diversas companhias mas para a considerar a praça da minha vida não bastava isto.
Levei o meu filho mais velho à cidade onde ela se situa como prenda da conclusão do 12º ano e entrada na universidade com uma excelente média.
Repeti a visita quatro anos mais tarde com o meu filho mais novo, pela mesma razão.
Consegui que o meu "compagnon de route" me acompanhasse até lá uns anos depois.
Gostaria de ainda poder desembocar nela, um dia, com o meu neto e sentir nele o mesmo encantamento que senti nos restantes homens da minha vida.
Falta-me apenas dizer que foi graças ao meu pai, o primeiro homem da minha vida, que lá pude ir quando tinha vinte anos e me apaixonei por esta cidade.
É fácil identificar a praça da minha vida, não é?

Nota: Um pedido de desculpas ao Carlos Barbosa de Oliveira por não ter seguido as suas instruções quanto à data da publicação no meu blogue mas nem na 5ª nem na 6ª feira tive tempo psicológico para isso!

30 comentários:

AC disse...


Esta praça, para si, só pode ser masculina. Já reparou que, nos diversos rituais que aponta, está sempre acompanhada de homens? :)
Rosa, gostei muito do seu texto.

Beijo :)

ematejoca disse...

Que sortuda que tu és, Rosa dos Ventos, que estás sempre "acompanhada de homens"!!!

Quase que gostei mais do teu encantador texto do que da famosa praça.

Desejo-te um fabuloso fim-de-semana com tempo suficiente para te divertires.

Anónimo disse...

É um deslumbramento esta praça , ou foi assim que os meus olhos a viram. Só fui lá duas vezes. A 1ª , foi para ir ao nª 6 conhecer a casa de VH , com visita guiada.A 2ª vez , não se faz a tal visita , estavamos muito cansados , deu para ver a praça , os edifícios , o jardim etc , descansar um pouco e seguir a pé , de metro e ver o mais possível desta cidade que conheço relativamente bem embora gostasse de lá voltar e ver duas coisas....um castelo famoso numa terra ligada ao INSEAD e um jardim- casa de um impressionista famoso que ficou pintada na obra do dito....Já falei demais ?A paixão por este local é muita.M.A.A.

redonda disse...

Não sei qual é a Praça :(
Gostei muito do texto, das recordações que tornam a Praça especial e depois vou voltar para descobrir onde é :)
um beijinho
Gábi

Tite disse...

A Praça é... em Paris :-)
O Quartier é... :-)
e o nº 6 era a casa de... um grande escritor francês que li e reli desde a adolescência até à idade adulta.

Ah! Esquecia-me de dizer que o grande evento que levou à sua construção foi a comemoração do casamento de Luís XIII e Ana de Áustria.

Só falta mesmo o nome da Praça mas isso fica para ti Rosinha LOL

Catarina disse...

Com as dicas da Tite consegui identificar. Que boas recordacoes. Abraco

Dalma disse...

Place des Vosges em Paris evidentemente.Não era para adivinhar?

mlu disse...

Não conheço "pessoalmente" esta praça maravilhosa mas fiz umas pesquisas na net e cheguei lá! Ao mesmo tempo, aprendi ou recordei coisas da história! Quando voltei aqui já tinha sido decifrado o enigma mas eu fiquei a ganhar com ele, como é costume!
Bom fim de semana.
Um abraço.

Ovelha Flor Guerreira disse...

Não conheço a praça. Mas adorei o texto!

Lídia Borges disse...


Não é a beleza das praças, dos lugares, mas os momentos e as emoções que a elas nos ligam que os tornam especiais para nós.
Este aspecto importante está bem claro neste belo texto.

Lídia

Graça Sampaio disse...

À Paris oui, mais je ne sais pas où...
É uma cidade LINDA...

Bisosu

Mery disse...

Bonito o texto!
Concordo com o comentário da Lídia Borges "são muitas emoções vividas em praças que nos trazem "lembranças; mas eu pensei que fosse uma praça* de Portugal .
Fica pra próxima...
Beijus e ótima noite de sábado; parabéns pelo texto.

Rui Pascoal disse...

Voltarei onde guardo especiais sensações, i.e., a Paris...
:)

Luna disse...

existem lembrancas que agregadas aos locais ficam para sempre na recordacao
bjs

Evanir disse...

Fico feliz em perceber que certas pessoas,
como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar.
Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o
melhor de todos os passageiros.
Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem,
e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado,
com certeza,o vagão é o mesmo.
Com saudades desejo um feliz Domingo,
beijos na sua alma carinhosamente,Evanir.
A Viagem..

São disse...

Dalma já disse e a Praça é realmente encantadora e quem me levou lá foi o meu irmão-de-coração.

Beijinhos

Rui Pascoal disse...

Acertei?
:)

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Há lembranças que ficam agrafadas na nossa memória e presas a lugares que de algum modo nos marcaram...lindo sempre ler-te.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

luisa disse...

Uma praça com história em que também viveste várias histórias. Bonito post.

Nina disse...

Je connais cette place:))

Aquele abraço, emocionado com este texto e a alusão aos homens da tua vida (também uso a expressão, desde o meu avô:))

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não tem problema nenhum, Rosa! O importante foi que, mesmo atrasada, participou e agradeço-lhe por isso.
Uma boa semana

Rosa dos Ventos disse...

A maioria viu logo que era "La Place des Vosges à Paris"!
Agradeço que tenham aderido a um enigma que já vinha de outro lado!


Abraço

Isa GT disse...

Eu ainda sou mais retardada lol mas fiquei a saber agora porque não conhecia esta praça... o mais longe que fui... foi a Madrid, mas até tenho uns primos que vivem lá perto.
Aliás, tenho pena de não ser pendura, com tanta família espalhada... ainda dava a volta ao mundo ;)

Bjos

Rosa dos Ventos disse...

Também tenho família de sangue andarilha, Isa GT mas é mais para as Américas...
Em França tenho família por via conjugal e só me pendurei uma vez! :-))

Abraço

Teté disse...

Estas perspectivas aéreas são mais difíceis de adivinhar... mesmo quando se conhece bem o local, mas a nível "terreno"! Mesmo assim, quando cheguei, atrasada, já tinham adivinhado... :)

Boas recordações, que ficam para sempre na nossa memória!

Abraço!

Justine disse...

A Place des Vosges também é um dos meus lugares favoritos em Paris. E todo o Marais! E também já lá levei o meu filho...
Para além dos gatos, ainda temos muitos mais pontos em comum, Rosa:))))))
Bjinhos

redonda disse...

Só fui uma vez a Paria, mas com apenas 2/3 dias não deu para passar por lá. Perguntei à minha irmã que esteve em Paris quando casou e ela conhece-a e adorou também essa Praça.
um beijinho

maria mar disse...

Está o enigma decifrado Rosa,mas gostei mesmo a sério foi do teu texto, que é um pedaço de ti.
Beijinho, amiga

Alfacinha de Portugal disse...

A mim parece-me que já escolheste o local para o "eterno repouso"! LOL

Profª Lourdes disse...

Olá! entrei para conhecer teu blog, achei maravilhoso e já estou seguindo. Convido você a conhecer o meu, se gostar participe. Abraços uma linda noite.