terça-feira, julho 03, 2012

Isto é como andar de bicicleta...

"Isto é como andar de bicicleta, quem aprendeu não esquece!" - é uma frase que ouço muitas vezes a propósito de tudo e de nada.
Acontece que a mim não se aplica.
Como, não digo a maioria, mas muitas crianças da minha geração, aprendi a andar de bicicleta. Parte das férias grandes, que eram mesmo grandes, eram passadas em casa dos avós maternos, no coração do planalto de Santo António, no actual Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros onde me esperavam dias e dias de brincadeira com primos e primas que se fartavam de rir com as meus problemas de adaptação à vida em total liberdade.
Era quase considerada como prima da "cidade"!
Foi com eles que aprendi a pedalar em caminhos de terra batida, não havia outros, à custa de muita queda e de muitas esfoladelas de joelhos, cuidadosamente desinfectados pela avó Emília.
A minha grande dificuldade estava em voltar atrás sem parar...tinha que descer da bicicleta, virá-la no sentido contrário, montar de novo e seguir em frente!
Com o tempo não me tornei grande ciclista mas desembaraçava-me bem.


Agora, quando passo frente a esta simpática esplanada do meu novo bairro em Lisboa ou quando lá me sento, fico com os olhos presos na bicicleta que faz parte do "mobiliário".
Tenho mesmo que voltar a treinar já que também há uma ciclovia no bairro!

27 comentários:

Catarina disse...

Confesso que nunca fui uma grande ciclista mas dava umas pedaladas em superfícies planas. Não gostava de subidas ou descidas. Aqui em Toronto, isso é relativamente fácil. A cidade é praticamente plana.

Quando toda a família dava os passeios pela cidade em direção aos parques, todos se queixavam que eu os atrasava... como se tivessem um horário a cumprir! Francamente!

Apesar de tudo, foram dias muito divertidos. Hoje dispenso a bicicleta. Prefiro andar a pé.

Vais, então, a começar a andar de novo de bicicleta? Bons passeios.
Na quinta já estarei em Lx... assim espero! Vou olhar para todas as ciclistas. Talvez veja uma senhora loura e de mãos delicadas. As únicas características físicas que captei no teu blogue!!!!! Aposto que nem te lembras onde/como vi as tuas mãos! : )

L.O.L. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
São disse...

Nunca me ensinaram a andar de bicicleta, mas sim de patins de quatro rodas(eram os únicos na época).

Um abraço

Rosa dos Ventos disse...

Sei bem onde viste as minhas mãos "delicadas" e os meus cabelos louros pintados, Catarina!
Foi uma vez, numa Feira de Artesanato,em que coloquei uma foto com uma rodilha na cabeça e só se viam as mãos e a franja, além da rodilha às florinhas...:-))
Foi a única que me "denunciou" um pouco!
Ainda não me vais ver a andar de bicicleta para a semana!

Abraço e boa estadia por cá

Catarina disse...

Boa memória!
Abraço : )

trepadeira disse...

A bicicleta sempre me seduziu pouco,tinha vontade própria e raramente coincidia com a minha.
Continuo a preferir a pé e devagar.

Um abraço,
mário

Nina disse...

A bicicleta e eu temos uma relação de amor ódio, Rosinha. Juro!
Uma vez, ia eu toda lampeira a descer a rua principal da aldeia e...catrapum! Dei tamanho tombo que não houve sítio que não ficasse marcado.lol
Ora, tendo eu irmãos radicais, sempre fui o patinho feio nestas coisas de desporto. Hoje, pago bem, com excesso de peso, esta minha fobia.
Enfim.:)
Boas pedaladas, moça loira de mãos delicadas.:))

P.S: nada sei do nosso amigão, para além do que lá deixa no blogue. Está a recuperar, se Deus quiser.:)

Aquele abraço

quem és, que fazes aqui? disse...

Pouco andei de bicicleta, apesar de ter uma. Sentia-me insegura, vá-se lá perceber...

Agora que ando com vontade de comprar um triciclo, ando. Pelo menos tenho estabilidade.

Cuidado com as quedas!

Beijo

Laura

Flor de Jasmim disse...

Rosa
Ao contrario de ti eu sei bem andar de bicicleta, mas não é tarde para fazeres uns treinos, tenho uma de montanha, gosto imenso de andar de bicicleta, mas minha filhota no verão vai nela para o trabalho troca o carro por ela.

Beijinho e uma flor

Turista disse...

Querida Rosa, é engraçado... eu acho que já não sei andar de bicicleta.
Tenho uma novinha em folha, mas já me tentei colocar em cima dela e para não cair, desisti.
E eu que fazia 6 Km, com uma perna às costas, quando era teenager "inconciente"!!
Portanto, a frase parece que também não se me aplica! ;)
Beijinhos.

mlu disse...

Já andei muito de bicicleta mas agora, só se comprar uma de roda 20 é que volto a andar! Tenho um medo enorme de me despencar daquela coisa abaixo e partir-me toda...:(

Boas pedaladas!

maria disse...

Pois eu deu uma queda tão grande, que fiquei como o LOL, traumatizada para sempre...tenho pena, mas só volto a andar quando colocar duas rodinhas atrás eheheh

Eu não vi a menina loira e com mãos delicadas, mas já vi esta esplanada em qualquer lado... :)

Beijinho :)

Lilá(s) disse...

Confesso que a teoria de nunca mais se esquece não se aplica a mim! ainda o Verão passado dei uma valente queda ao tentar o equilíbrio...a bicicleta era grande demais, só pode....
Bjs

maria mar disse...

Então que não te falte a coragem! Arranja uma bicicleta "maneirinha" para poderes pôr logo os pés no chão e...força!....

Rui Pascoal disse...

Bicicleta é coisa que não pode faltar, principalmente no Verão. Daqui nada pego nela e vou até ao Pedrogão, regresso à tarde de carro e no dia seguinte faço o contrário.
Vantagem de estar perto. Se o apartamento estivesse no Algarve...
ficava por lá.
:)

Anónimo disse...

Bicicleta,eu?Só sentada no quadro na bicicleta dos meus irmãos e cheia de medo.E mesmo assim estou feita num OITO!Olha se eu tivesse algum vez conduzid?,Andei numas de rodinhas de apoio alugada no picadeiro na Nazaré e,para prazer de meus pais,não fiquei freguesa porque sempre foram uns tostões que pouparam.

Rui da Bica disse...

Olá Rosa !:))) Finalmente, uma visita aos grandes Amigos !
Hoje, apenas para te agradecer a tua Amizade ! :)))
Um beijinho grande ! :))
Fizeste-me lembrar as minhas primeiras "pedaladas", com o meu pai a empurrar e a segurar no selim, nos jardins do Palácio de Cristal, no Porto, onde se alugavam bicicletas !
Algumas pequenas quedas pelo meio, mas deu para aprender e mais tarde poder usar a rua ! :)))
.

Rosa dos Ventos disse...

Como estou feliz com o teu regresso, querido amigo Rui da Bica!
Ainda há dias perguntei à Nina se sabia alguma coisa de ti!
Boa recuperação!
A blogosfera não é a mesma sem ti!

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Deduzo que a anónima seja a minha querida amiga Kinkas! :-))

Abraço

Teté disse...

Pois também estou decidida a treinar "ciclismo" este verão! E conforme decorrer a experiência, logo vejo se posso tentar ou não dar umas voltinhas de bicicleta aqui na zona, que também tem ciclovias! :)

Boas pedaladas para ti!

Graça Sampaio disse...

Aproveita! Agora até está na moda andar de bicicleta... É... ecológico...

Eu é que não posso andar à moda: nunca aprendi a andar de bicicleta. Menina da cidade, nada a criada num andar...

vieira calado disse...

Olá, boa noite!
Problemas várias fazem com que só agora regresse aos blogs.

`* E eu que nunca aprendi a andar de bicicleta!...

Saudações minhas!

Rosa dos Ventos disse...

No que diz respeito a andar de bicicleta pude verificar que a maioria ou está como eu, totalmente enferrujada ou então nem aprendeu...
A pé ainda é mais ecológico e menos perigoso...por isso não sei se valerá a pena o esforço de tirar a dita cuja da arrecadação do meu filho! :-)

Abraço

luisa disse...

Nunca fui muito dada à bicicleta. Prefiro caminhar. Mas acho giro.

Justine disse...

É verdade, Lisboa já tem muitas ciclovias, o que é extremamente agradável. Só há um pequeno problema para mim(mas não digas a ninguém): nunca aprendi a andar de bicicleta:(((

Tite disse...

Pois comigo aconteceu mais ou menos a mesma coisa mas não na Serra dos teus Avós. Porém, as quedas não me deixaram fan desse meio de transporte. Caso contrário ainda hoje aproveitaria para ir à compras à cidade pois pouparia bastante combustível e a linha, essa estaria nos "trinques" certamente.

Vai dizendo se de facto te aventuraste e ficaste fiel, sim? (aqui para nós, que ninguém nos ouve, acho que não mas...)

Beijos

Ana Pereira disse...

Olá,

Estou a ver que há aqui uma data de gente que ou nunca aprendeu a andar de bicicleta mesmo, ou que aprendeu só o básico e não chegou ao essencial, ou que até sabe andar mas precisa de uma reciclagem, de ganhar confiança, ou mesmo de ir mais além e aprender a andar na estrada.

Para quem não sabe, há uma escola em Lisboa dedicada a isto. :-) E às vezes vamos a outros sítios, como Porto ou Algarve!

Para saberem mais, visitem a página aqui: http://www.cenasapedal.com/escola

Abdicar da fantástica ferramenta de mobilidade pessoal e lazer que é a bicicleta é uma pena...