quinta-feira, outubro 13, 2011

Leituras...


Embora com o tempo bastante ocupado entre conversas em família, brincadeiras com o neto, mergulhos no mar e na piscina, as mini-férias ainda deram para concluir este livro de 30 contos de José Rentes de Carvalho.
Não sou muito dada a ler vários livros de mesmo autor de seguida mas não sei o que me deu para, depois de ter ficado fascinada com "Ernestina", ter passado para "La Coca" e agora este...
Sei que andam por aqui leitores de J. Rentes de Carvalho, por isso aproveitava para perguntar a quem já leu "Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia" qual dos contos achou mais interessante...
Eu gostei muito de  "O Caderno de Hakim"...sinto uma certa atracção por profecias, sou até dada a premonições...achei-o muito bem arquitectado.
Claro que estes contos, bem como os livros anteriores que referi, além do real que descrevem também têm muito de ficcional, como é óbvio!
O engraçado do título é que foi retirado de um pequeno texto ao qual nem daria o nome de conto...é mais um breve apontamento.
Também passei a seguir o seu blog que se chama "O Tempo Contado"!
Se não leram este livro poderão falar de outros do mesmo autor.
Com isto estou a condicionar os vossos sempre simpáticos comentários!

25 comentários:

redonda disse...

Tenho o livro, mas ainda não o li, vou puxá-lo para o cima da lista e ver se ainda consigo vir a tempo de comentar :)
um beijinho

São disse...

Ainda não li nada dele.

Interessante: quando gosto de um autor, leio tudo quanto posso,seguido ou não, rss

Um abraço.

trepadeira disse...

Já consulto muito mais do que leio.
O belogue do Rentes de Carvalho vou lendo com agrado.

Um abraço,
mário

Rui Pascoal disse...

Não li nada desse autor :(
Mas já fui espreitar o blogue :)
Obrigado pela dica.

Tite disse...

Embora não tenha lido nada deste autor, devo confessar que também eu sou dada a premonições e agora, fiquei curiosa.

O meu problema é mesmo ler sem me dar o sono e cortar assim o fio da meada com muita facilidade.

Neste momento penso ter iniciado 3 ou 4 livros mas nem sei quando irei terminar a sua leitura.

Coisas da... meia-idade, ou será de quem tem a vista cansada? (nem imaginas o que me custou escrever isto da meia-idade mas a verdade às vezes dói.

Chuac!

Sonhadora disse...

Minha querida

Ainda não li nada dele, mas despertaste-me a atenção e vou passar lá.


Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Teresa disse...

Li "Ernestina",recomendado e emprestado por ti. Gostei muito.

Beijinhos
Teresa

Nina disse...

Pois eu, fã incontestável deste ilustre senhor (como bem sabes), tenho que te dizer que ainda não posso responder porque os testes diagnósticos, exames e consultas me obrigaram a parar a leitura.
Agora vou retomar tudo.:)
Também esperava que o conto que lhe deu o título fosse maior.:)

beijinhos

Flor de Jasmim disse...

Rosa
Não li nada dele, masfica a dica.
Embora eu ande um pouco afastada da leitura.
Mas tenho escrito imenso.
Beijinho e uma flor

luisa disse...

Tem graça... é precisamente o livro que estou a ler neste momento. Ainda só li quatro das histórias, mas estou a gostar bastante. Não li nada dele anteriormente a não ser o blogue que também sigo.

carol disse...

Ainda não li nada dele. Mas já comprei Coca - o que já é um princípio...

Boas leituras!

maria disse...

Nunca li nada deste sr., mas agora fiquei curiosa...mais um para a minha lista, que já vai longa :)

Abreijinho :)

Catarina disse...

Não li este (“La Coca” li) mas o título captou a minha atenção.

Rosa dos Ventos disse...

Para a Carol e para a Catarina

Achei "La Coca" menos interessante do que "Ernestina" mas não deixa de ser uma visão muito especial do tráfico de droga entre o Minho e a Galiza!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Creio que há tempos a Rosa já tinha escrito sobre este e eu disse que me despertara e iria conhecer o autor. Confesso que me esqueci ( a minha memória está em obsolescência, como o amor de um Frederico que hoje está lá no CR).
Mas agora, depois de ler este post, já apontei na minha lista de compras. Pelo menos os livros, parece que não sofrem aumento de IVA

Isa GT disse...

Este, por enquanto, não vou ler... ando um bocadinho farta de... farmácias ;)))

Bjos

rouxinol de Bernardim disse...

Ainda nao li, confesso. Mas merece...

Luis Eme disse...

sabes, Rosa, achei o livro mais fraquito que os romances que li (Amante Holandesa e La Coca).

provavelmente foram as exigências de mercado que o forçaram a publicar os contos (são muito desiquilibrados...).

querias saber de qual gostei mais, tive a folheá-lo novamente e parei no "Caderno de Hakin".

abraço

Rosa dos Ventos disse...

Caro Luís
Eu não li ainda "A Amante Holandesa", "La Coca" achei-o menos interessante do que "Ernestina".
De facto os contos não têm todos a mesma qualidade...
Como disse o meu favorito também foi "O Caderno de Hakim"!

Abraço

Luis Eme disse...

(li o teu "post" de esguelha, não reparei que também tinhas gostado do Caderno de Hakin) :)

redonda disse...

Já estou no início da página 61 e estou a gostar (talvez vá dar um salto para ler a seguir O Caderno de Hakim :)
um beijinho

irene alves disse...

Não li nada desse autor. Fiquei
com curiosidade que você despertou.
Vou ver se chego ao blogue.
Tenha um bom fim de semana.
Bj.

Duarte disse...

A leitura, essa amiga fiel que ademais nunca protesta se a deixas um dia repousar.
É um hábito adquirido, todos os dias um pouco de leitura pelo menos.
Estou a seguir as tuas dicas...
Abraços

luisa disse...

Já passou tanto tempo desde que prometi comentar aqui sobre o conto que preferi neste livro... mas o prometido é devido. Não sei se posso dizer que é o preferido, mas é sem dúvida aquele que mais me marcou e cujo desenlace não vou esquecer (eu que esqueço o que leio com tanta facilidade...). Foi A prova de vida.
um beijiho e um pedido de desculpa pela demora.

miGuel pesTana disse...

Gostei do seu comentário ao livro e do seu blogue. Parabens.