quarta-feira, dezembro 08, 2010

Mais um enigma literário

Nos comentários ao enigma literário que postei há uns dias apareceram incentivos no sentido do aparecimento de outros.
Assim e motivada pela temática natalícia da Catarina aqui fica mais um:

"Não havia mentido a grande cintilação das estrelas na noite de Natal.
 A manhã do dia seguinte correspondeu ao augúrio meteorológico, rompendo pura e desenevoada, com um céu azul sem manchas, e um sol de fundir os gelos dos montes e os gelos da velhice.
 O frio intenso convidava a sair, e desde pela manhã aldeões de ambos os sexos, de camisas lavadas e roupas domingueiras, atravessavam os campos, saltavam sebes e cancelos, desembocavam das azinhagas e quelhas na direcção da  igreja matriz, onde se deviam celebrar as festas da Natividade.
 Era dia santo entre os que mais o são; e os dias santos na aldeia têm uma feição solene e festiva, que mal avaliamos nós, os que passamos a vida nos apertados horizontes das cidades, fantasiando o campo por meia dúzia de pardais que chilreiam ruidosamente nas copas das enfezadas árvores das nossas praças e jardins. "

Quem escreveu este texto e como se chama a obra de onde foi retirado?


24 comentários:

carol disse...

Ó balha-me deuzzzzzzz... não havia nezezidade zzzz....

Maria disse...

Li isto há tantos anos!!!!!!!!!!!
Tem o meu apelido, em diminuitivo :))))
(se é que não estou confundida)
:))

Um abraço.

AC disse...

Rosa,
O autor é JD, e a obra é AMdC.
Espero não estar a meter água... :)

Beijo :)

Rui da Bica disse...

Já tinha passado por aqui, estive a pesquisar e enviei por mail o que penso (pela certa) ser ! :))
Se não tivesse a certeza dizia aqui.
.

Lídia Borges disse...

Eu sei! Mas se disser lá se vai a graça.
Por isso vou dar razão ao AC e dizer apenas que o autor usa pseudónimo, mas o seu nome é Joaquim Guilherme Gomes Coelho.

Um beijo

redonda disse...

Pelo pseudónimo no comentário anterior já sei quem é o autor (tem o nome parecido com o de um meu avô) e pelas iniciais do título do livro, já sei qual é.
Li esse livro deste autor a correr. Gostei mais dele, de "UFI"
e do outro de que fizeram um filme, APSR.
Gosto de enigmas como este :)

um beijinho

Luis Eme disse...

assim às primeiras não me lembro, mas já li isso.

(boa prosa...)

beijinho Rosa

Isa GT disse...

Pronto... digo ou não digo? Sei que é do Julinho e há canavial lol

Bjos

goiaba disse...

Sem as dicas só me fez lembrar qualquer coisa lida lá muito atrás. Depois, com iniciais e "canavial" pelo meio foi fácil.
Um dia hei-de reler o autor e outros que "me obrigaram" a ler na mesma época - hei-de gostar mais ...

Tite disse...

Amiga,

Se fazem parte dos clássicos que li em pequenina já não me lembro. Se é obra recente, não chego lá pois não leio nada que demore muito tempo. Dá-me o sono, talvez devido à vista andar cansadita do PC.

Tenho a certeza que a solução já anda lá por cima e, tal como eu previa, li há tanto tempo que era impossível lembrar-me desta fracção mínima do texto.

Jokas natalícias

Lilá(s) disse...

Pois, pois agora não sei se devo dizer...claro que gosto imenso de Júlio D. e li quase tudo dele...
Bjs

R. disse...

Inclino-me a concordar com AC :)

Catarina disse...

Já chego tarde (ontem por uma razão que ainda desconheço não tive acesso à net durante um montão de horas)... ora bem... fui logo ler a resposta de AC... tive um vislumbre... mas não teria lá chegado sozinha! : (

Rosa dos Ventos disse...

Pois eu só estava à tua espera, Catarina! :-))
Depois de uns afazeres, já cá volto!

Abraço a todos

Há.dias.assim disse...

Confesso que não sei...
:(

Heidi disse...

Julio Dinis? Sem ter pesquisado na net, só com as dicas dos comentadores anteriores!

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos

Um acréscimo de ocupação pouco habitual levou-me demorar a resposta.
Tive duas respostas certas por mail do Rui da Bica e da Si...
O AC adiantou rapidamente as iniciais do nome(pseudónimo) do autor e do livro,a Lídia Borges adiantou o nome verdadeiro do autor,a Redonda também identificou indirectamente fazendo referência a outras obras que leu do mesmo autor, A Isa também identificou, a Lilá(s), R.. Catarina, a Goiaba e a Heidi também lá chegaram a partir ou não de dicas anteriores.
O autor é Júlio Dinis, pseudónimo de Joaquim Guilherme Gomes Coelho e o extracto foi retirado do romance " A Morgadinha dos Canaviais".
Acho que o filão dos enigmas literários ficou esgotado apenas com duas experiências! :-))

Abraço

tulipa disse...

Ainda bem que só cá cheguei hoje...
Pois, o enigma está decifrado.

É uma bela ideia, essa dos enigmas.
Podes continuar.
Prometo vir cá mais amiúde.

Continuo "sentada" à espera da tua visita aos meus blogues...porque...
Lá diz o ditado: "Não há fome que não dê em fartura".

Tenho feito posts com mais de 1 semana de intervalo, mas...hoje, só hoje fiz 3 posts seguidos.
Tudo tem a ver com o "Momento" CINEMA e, em parte com o filme que fui ontem ver.
Daí que só é permitida a publicação de comentários, num deles; tem a sua lógica.

Bom fim de semana

Duarte disse...

Cheguei tarde,
Foi uma das minhas primeiras leituras. Uma prenda no fim do curso da Escola Gomes Teixeira do Porto...
Um estilo realista que tão bem esgrimiu na sua obra.

Abraços

rouxinol de Bernardim disse...

Só cá vim hoje e não sofri para descobrir o enigma.
Parabéns pela iniciativa.

redonda disse...

Espero que o filão dos enigmas volte a dar mais alguns!

beijinho

Gábi

carol disse...

Imagina! Tão fácil e eu não vi nada... Era daquelas leituras obrigatórias no nosso tempo de liceu. Lembrei-me quando li a Lídia Borges falar em Joaquim Guilherme Gomes Coelho que era o nome próprio de Júlio Dinis.
Podes continuar... (que eu não descubro nada... ...)
Beijo

Justine disse...

O que eu gostava de ler Julio Dinis! Foi uma ideia óptima, trazeres este autor:)))

fj disse...

pronto!!
já está tudo dito ;)
deixo apenas um abraço Ribatejano