quarta-feira, setembro 29, 2010

Duplamente burra...

Já desabafei em alguns blogues mas vou tentar em poucas palavras contar mais uns desaires meus.
No sábado, dia 25, por ter a mania de gostar de castelos, pelourinhos, pontes romanas, calçadas medievais e afins fui visitar as calçadas medievais que se situam no sopé do castelo de Ourém, integrada num grupo.(1º sinal de burrice,devia era ter ficado em casa a dormir).
Às tantas, no último troço, deixámos os carros num parque de estacionamento e eu, "cautelosamente", deixei a mala no porta-bagagens sem nada à vista.(2ª sinal de burrice, nada fica seguro dentro de um carro, mesmo que não esteja à vista)
No regresso, nove dos carros tinham sido vandalizados e assaltados, entre eles o meu, como é óbvio.
Fiquei sem um único documento pessoal, sem cartão de crédito, sem vinte e poucos euros, sem chaves de casa, sem óculos para ler, sem os documentos do carro e sobretudo sem uma fotografia de um valor afectivo incalculável!
Todos os outros perderam bens semelhantes, alguns mesmo ficaram com os vidros partidos.
Já apareceram alguns documentos sem grande importância, eu também já encontrei um de um outro elemento do grupo e pouco mais.
Resultado - fechaduras novas em casa, provisoriamente o carro abre e fecha, o problema do cartão de crédito também já está resolvido bem como o cartão de cidadão.
Estou cansada, sinto-me burra e ainda tenho a acrescentar que dei qualquer volta esquisita ao painel das postagens e desapareceram praticamente todos os ícones - não há imagens, não há vídeos, não há cores, não há "alinhamentos"...
Enfim, uma tristeza!
Tenho dito!

32 comentários:

Manuela disse...

Rosa dos ventos, que azar! E como um azar nunca vem só...

Isa GT disse...

Mesmo um grande azar, mas olha que em relação ao blogue, eu daqui continuo a ver as fotos e os outros posts.
Sei que não consola, mas dessas burrices já me aconteceram :(

Bjos

Rui da Bica disse...

Oh ! Rosa, tanta chatice junta !
:((
Tenho pena de não poder ajudar no blog. O meu é um template completamente diferente, não sei que te possa dizer...
Depreendo que o problema seja em relação aos posts a colocar (?) ...
Bjs
.

Luis Eme disse...

não foi burrice, talvez ingenuidade ou desconhecimento...

a vida está complicada e tudo indica que vai ficar pior.

abraço Rosa

Rosa dos Ventos disse...

Chega para lá essa boca, Luís!
Olha que tem sobrado muito aqui para estes lados!
Mas, de facto, já passei por pior e cá me vou aguentando...mal!

Abraço

Justine disse...

Rosa, tem calma! Com calma (quase)tudo se resolve. Já passei por situação semelhante e sei como a gente se sente, a impotência e a raiva. Agora é substituir cartões, andar com fotocópias na carteira por uns tempos até esquecer o trauma, recolocar os originais...e ser de novo assaltada! Comigo já vou na terceira vez!!!
Um beijo enorme e solidário

L.O.L. disse...

Rosa dos Ventos
Que horror tudo isso.
Apenas poderei deixar aqui o meu carinho e a minha solidariedade. Também já me partiram o vidro do meu carro 3 vezes (duas vezes na mesma semana). Das 3 vezes não tinha nada no carro e os ladrãozecos de meia-tigela, furiosos por não terem encontrado nada, vandalizaram-me o interior da viatura. Isto tá uma absoluta tristeza. Já perdi o gosto em viver aqui neste país mas, por enquanto, ainda vou mantendo o prazer de postar no meu blog situações (fictícias ou não) que no fundo de tudo são desabafos meus contra o sistema actual em que vivemos.
Bjs.

Pitanga Doce disse...

Vai um chazinho de pitanga? Uma sombra, um mantra entoado baixinho, um suspiro que vem lááá de dentro, uma lágrima, quem sabe? Ajuda às vezes.
Junto a isso, um carinho da amiga que já passou coisas semelhantes e piores.
Vá. Um beijinho da Mila, tá bem?

Pitanga Doce disse...

Olha, se te sumiram os ícones, podes ter clicado, sem querer, em editar em htlm.

Lídia Borges disse...

Já não é preciso ser-se "burro" para se ser roubado, infelizmente.
De facto, é um enorme transtorno ter de solicitar novos documentos para não falar dos prejuizos materiais.

Um beijo

carol disse...

Quando ficamos "todos rotos" com acontecimentos destes, parece que tudo avaria, tudo corre mal, tudo anda às avessas. é muito fácil para quem está de fora dizer "tem calma". Mas, olha, tens mesmo de ter calma...
Beijinho.

trepadeira disse...

Só posso ofereser aquela linda borboleta nocturna que hoje coloquei no belogue e um abraço de solidariedade.
mário

Rosa dos Ventos disse...

Pitanguinha, minha salvadora!
Afinal foi isso mesmo!
Lá fui a esse sítio e cliquei ao lado em Escrever e apareceu tudo de novo!
Milagre! :-))
Já deitei umas lagriminhas, já...
Não por isso mas pela foto desaparecida e por uma data que entretanto passou...
E a princesa como vai?

Abracinho

manjedoura disse...

embora sendo chato o roubo, o mais importante é que ninguem se feriu.
E como é costume do bom português dizer, anime-se porque podia ser pior.

Lilá(s) disse...

Bolas! que azar! é tão incomodo quando nos acontece uma coisa dessas...
Um beijinho

Vieira Calado disse...

Pois...

O seguro morreu de velho!

E então, nos dias que correm...

Saudações poéticas

AC disse...

Rosa,
Estas coisas são cada vez mais comuns, infelizmente. Pela forma como escreve imagino que ainda esteja afectada, mas a verdade é que tudo passa, embora isso não sirva de grande consolo.

Beijo :)

redonda disse...

Uma grande seca! Já me aconteceu algo parecido. Levaram-me uma carteira que tinha pousado pensava eu por instantes. Os documentos apareceram. Pode ser uma ideia passar pela esquadra uns dias depois para ver se aparece alguma coisa (quando fui à esquadra para trazer os meus documentos fiquei espantada com a quantidade de coisas "achadas" que lá se encontravam perdidas - óculos, malas, guarda-chuvas, etc.
um beijinho e penso que acontece a todos (e se calhar os próprios assalantes também vão acabar um destes dias por ser também assaltados)
(espero que a fotografia apareça)

Rui da Bica disse...

Òptimo, Rosa. Pelo menos uma parte (pequena) das tuas preocupações já está ultrapassada ! ... e o resto resolver-se-há, concerteza sem mais prejuízos.

Um Beijo

mlu disse...

Os vândalos estão cada vez mais vândalos, mais ladrões e mais imbecis! Até podiam vandalizar com imaginação, divertindo, mas não são capazes! Nós somos as vítimas, os verdadeiramente burros são eles! Será que este "latim" consola alguém? Ao menos, eu aprendi aqui a evitar o clique fatal ou a corrigi-lo se me acontecer! Já foi útil este "post" e os seus comentários. Obrigada!

Abraço solidário.

Anónimo disse...

Cara Rosa,isto é mesmo pandemia.
Na noite de sábado para domingo,depois de um dia bem passado,uma nossa amiga,que por acaso não tem carta,viu o marido deixar tranquilamente o carro numa rua de Cascais.Belo dia ,com reunião de amigos e família.Na manhã seguinte,vidro partido,e ausência de um GPS de topo de gama e de mais um apetrecho que dormiam no porta-luvas.Não te ajuda nada senão lembrar-te que há tantos ladróes quanto ingénuos,Abraço Kinkas

Gato Preto disse...

Passei a ser mais um visitante do seu blogue, já há algum tempo.
Pelo que li no blogue da nossa amiga comum, apercebi-me que algo havia de errado.
Estou aqui embora não a conhecendo para lhe dar aquela força solidária, que tem a pretensão de a tirar dessa raiva interior que imagino esteja a sentir.
Duas palavras aqui não fazem sentido:-Burrice, e azar!
A primeira, é que infelizmente ninguém está livre desta praga que nos assola. Somos roubados em todo o lado, a ladroagem é hoje uma instituição e protegida. E aplicar tanta vez a segunda palavra ainda nos faz ir mais para baixo.
Coragem é a palavra chave!
Minha senhora desculpe o meu atrevimento, cumprimento-a esperando que o seu bom sentido de humor que revela nas suas intervenções regresse brevemente e em força.

Rosa dos Ventos disse...

Caro Gato Preto
Agradeço a visita e se tornar a fazer comentários, faça-me o favor de não ser tão formal!
Gosto muito de gatos, acho-os uma gracinha e não estou habituada a gatos tão "formais"... :-))
Vê que já estou um pouco melhor?
De novo agradeço mas desta vez a solidariedade que manifestada!

Abraço - é assim que termino quase sempre os meus comentários...

H.B. disse...

Não foste burra , acontece . A mim já me aconteceu e mais que uma vez . Quando eles ( os vândalos , os gatunos , os marginais ) querem não há porta que resista .

Pitanga Doce disse...

Rosa, que bom que dei a dica certa! A princesa agarrou uma gripe como há muito não tinha. Mudança de ares, eu diria e mais umas tantas coisinhas difíceis de aceitar.

beijos (que pelo pc o vírus não passa)

Tite disse...

Amiga,

Tem calma e agora que os problemas vão ficando resolvidos, continua a lembrar-te deste caso para não repetires em situações futuras. Todos sabemos que isso pode acontecer mas pensamos que só acontece aos outros, né?

Beijossssss

R. disse...

Cara Rosa dos Ventos, 'burrice' seria antecipar o (des)feito e deixar lá a carteira. Naturalmente não acreditou na pior das probabilidades. O melhor mesmo é minimizar o dano e não permitir que ele se prolongue no tempo com auto-reprovações. Já bem bastou o prejuízo...
Abraço e boas feiras! (Já me tinha constado que a de Barcelos é das melhores das redondezas :))

Maria disse...

Não me fales em fotos especiais desaparecidas... roubadas...
Quero esquecer!

Rosa dos Ventos disse...

Caros Amigos
Neste momento sou uma cidadã em suspenso... :-))
Todos os documentos que tenho apenas comprovam que eu já solicitei as 2ªs vias!
Agradeço a todos a solidariedade manifestada e ainda acharem que não foi por burrice...mas foi! :-)

Abraço

Paloma disse...

Como se vê,infelizmente, não é só
nas cidades brasileiras que aconte-
ce esse tipo de violência, com as
pessoas de bem. Esta epidemia está
espalhada pelo mundo todo. Mas,ain-
da há quem ache que é só aqui.
Desejo que logo se refaça desse sus
to,pois sei o que é isso e o trauma
que fica.
Abraços.

Patti disse...

Imagino a raiva, a frustração e a impossibilidade de fazer alguma coisa...
Um episódio destes dá mesmo conta de qualquer semana!

maria mar disse...

Rosa:
Com tanto crápula por aí, temos que ir todos pondo "as barbas de molho". è uma dor de cabeça dos diabos ter que se tratar de tanta coisa. Lamento muito a perda da tua foto mais querida, mas nesta altura penso que já apareceu, não? Compra um saco para trazeres a tiracolo, que é como eu faço nos passeios e caminhadas. não fica nada de interesse no carro. Grande beijinho, e ânimo amiga.