quarta-feira, abril 07, 2010

Espécie de enigma...

Quem me visita quase há quatro anos sabe como gosto de água, mar, rios, lagos, fontes, repuxos e sabe que vivo em terra seca...
Sempre que não aguento mais aí vou eu à procura de águas calmas!
A vila ainda estava engalanada...

E alguns barcos também...

Posso abraçar-te? - pergunta um rio ao outro.
Claro! Venham para cá essas águas! Estou sempre à tua espera...
Fácil, não é?
Então onde é que eu fui ontem?
Por favor, finjam que não sabem, mesmo os que sabem!



32 comentários:

Teresa disse...

Não sei, embora a rua com a antiga cadeia me seja familiar. Mas é um sítio lindo, e bom para relaxar.
Bjs

tsiwari disse...

Nem preciso de fingir...

... fotos lindas!


:)****

tsiwari disse...

Nem preciso de fingir...

... fotos lindas!


:)****

via disse...

olha eu não sei mas parece-me o Alentejo, alto alentejo.será?

via disse...

olha eu não sei mas parece-me o Alentejo, alto alentejo.será?

Maria disse...

Eu acho que nem é muito longe de ti, mas não adianto mais...

Abraço.

Isa GT disse...

Adoro as fotografias e como nos é pedido que se finja que não se sabe: -Não sei onde fica! :D


e é que não sei mesmo ;))mas é segredo ;D
Só uma pergunta à autora, por acaso, o local habitado, começa por C?

Isa GT disse...

Como o enigma continua, por acaso os rios não começam, um por T e outro por Z?
Será, não será?
beijinho

pin gente disse...

eu nem preciso fingir!


um abraço como o dos dois rios

Luis Eme disse...

ontem passei por lá, mas ao largo da auto-estrada...

abraço Rosa

Maria P. disse...

Não sei!;)

Beijinho*

JPD disse...

À terra do menino Luis de «Vais a Constância» Camões!

Bjs

Repito a ida uma vez por ano.
Gosto!

mlu disse...

Linda, esta terra, aqui e lá, ao natural! Se é a que penso... Como não tenho a certeza, mais vale calar-me do que dizer asneira!

Abraço.

maria mar disse...

Eu sei,lá,lá,lá!!!
Queres qu'eu diga???
Já foi dito camufladamente pelo...
Xi

redonda disse...

Não preciso de fingir :) as fotografias são lindas, a primeira fez-me lembrar qualquer coisa, mas não faço a menor ideia de onde será :)
beijinho

Rosa dos Ventos disse...

Claro que a maioria dos visitantes sabe que vila é.
O JPD decifrou o que alguns já tinham insinuado...
Mas agora dizei-me a razão dos barcos e ruas engalanadas?

Abraço

Isa GT disse...

Como gosta de água, deixei uma prenda no meu Blogue para a Rosa dos Ventos ;)
(post de ontem)

Anónimo disse...

Pode ser que não seja,mas creio que o abraço dos rios se deve a uma atitude de solidariedade, uma tentativa para a união de "forças"e o engalanamento dos barcos não é senão uma festa contra os submarinos que,ao invés de se mostrarem sobre as águas como qualquer barco que se preza,se escondem debaixo das águas e pregam as maiores partidas !Kinkas

Bartolomeu disse...

Dizem que Luis Vaz de Camões esteve ali desterrado até se partir para a Índia...
;)

Rosa dos Ventos disse...

Caro Luis
Queres dizer ao lado de uma auto-estrada estruturante para o interior e que, por enquanto, não é paga?
Essa mesma!
Agora estou a entender a paragem no Casario, foste passear na Páscoa!

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Cara Isa GT
Já deixei os meus agradecimentos lá no teu cantinho!
Adorei o presente!

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Kincas Amiga
O pior é que todas as "partidas" e "chegadas" recaem sobre nós, humilde povo desta nação de corruptos!
Ando mesmo zangada!

Abraço como o do Tejo e do Zêzere

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos mais ou menos virtuais

Agradeço a vossa participação no jogo do fingimento...
Afinal a maioria sabia que vila era... :-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Então Bartô?
Avancei para lá e nada!
Pelo menos não esqueceste os amigos...

Abraço

carol disse...

Enigmas não são comigo! E então de lugares... "despassarada" como eu sou! Mas aprecio as fotos sejam de terra ou de água ou de flores, ou de gatos....
Claro que gostas de águas és Peixes!
Bisous (como tu dizes...)

legivel disse...

Sabes que de fingidor tenho uma costela (ou mais) e daí que finja não saber o que sei e o que não posso saber. Mas mantenho o sentido de oportunidade que é o de aqui chegar depois de se descobrir a careca à adivinha.

A propósito: segui o teu "conselho" e estive no Fluviário o passado fim de semana. Aquela cena está bem apanhada, sim senhor, mas três dias a comer e a beber "à alentejana" nem deu para ver direito o focinho aos "pêxes" ou o veneno às rãs minúsculas e coloridas. Felizmente que tirei fotografias.

Abraço.

Justine disse...

Eu também ia fingir, mas cheguei tarde:))))
Temos coisas bonitas aqui ao pé da porta, amiga! E tu sabes captá-las e partilhá-las!
Beijo

Pitanga Doce disse...

Atão? Eu não sei mesmo!

boa noite Rosa

Rosa dos Ventos disse...

Pitanguinha
Desculpa lá, mas pensei que o pessoal já estava todo esclarecido.
Cá vai então uma breve identificação.
As fotos são da vila de Constância que pertence ao distrito de Santarém e onde o Zêzere desagua no Tejo.
Reza a história (História?) que Camões viveu nesta terra à beira de água onde compôs alguns dos seus belos poemas.
A vila estava ainda engalanada porque no dia anterior, 2ª feira de Páscoa, é o seu feriado municipal durante o qual se festeja Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira dos navegantes.
É uma linda festa com actividades muito diversificadas, tendo como ponto alto uma procissão fluvial com os barcos todos enfeitados, indo Nossa Senhora no da frente, como é óbvio.
A tradição mantém-se apesar de já não haver muitos barcos a navegar...

Abraço

Pitanga Doce disse...

Rosa, aqui na Bahia, em Salvador, também se comemora a Senhora dos Navegantes, com procissão, mas é mesmo no mar e é linda! Não vi pessoalmente porque estive lá em dezembro mas vi pela tv. A procissão de barcos sai da praia da Boa Viagem.

Duarte disse...

A água um espelho, que maravilha!
Que linda a nossa Terra!

Beijos

Tite disse...

Só hoje passei por cá amiga.

O PC tem andado lento, lentinho até me cansar.

Hoje, nem sei se devido a ser dia de descanso, tive umas tréguas e estou farta de navegar.

Assim sendo, informo-te que não sabia o nome do local mas, mal vi surgir a pergunta sobre se o nome começava por C dei comigo a pensar em Constança.

E não é que aprendi imenso com tudo o que li sobre este teu post!!!!

Uma vez mais, Obrigada Stora!