sexta-feira, março 26, 2010

Sul II

Nomes muito originais


Imagens captadas na praia do Cavoeiro

13 comentários:

Maria disse...

Arrelias... há muitos anos havia uma pastelaria na minha terra que tinha um bolo chamado 'arrelia'...
Era uma fatia de torta, muito especial, que íamos comendo, comendo... pagava quem desistisse primeiro. Era deliciosa.

:)))

Um abraço

Anónimo disse...

Quero crer que há mesmo coincidências.Não é que estou mesmo a subir as escadinhas do burro e com cada arrelia?
E tu Rosinha,tens cá um olho clínico que nada te escapa nada.
(só o "r" do Carvoeiro,não?
Abração
Kinkas

Isa GT disse...

Arrelias já senti, mas nunca comi, só me lembro de ter comido Arrepiados, sempre são iguais no Arre... que fica bem com burro ;-)

fj disse...

Arrelias... do Povo!!!

abraço e bom fim de semana!

NOBITA disse...

Por trás de cada nome há uma sempre uma história ou acontecimento que justifica o nome, por vezes as pessoas já nem se lembra porquê mas tem sempre uma história.
Beijos
Bom fim de semana

Há.dias.assim disse...

O povo do burro e as arrelias estão o máximo.

Maria P. disse...

Bem apanhado! Curioso mesmo:)

Beijinho, bom fim-de-semana*

Luis Eme disse...

muito bem apanhadas...

espero que esses dias pelo Sul estejam a correr sem "arrelias"...

abraço Rosa

Justine disse...

Excelentes apontamentos de pormenores deliciosos, Rosa! Há tanta coisa interssante por aí, é só preciso olhar com olhos de ver como os teus:))
Beijinhos

mlu disse...

Cá em Ourém havia o "Não te Rales", um convite a esquecer as... arrelias, não era?
Um dia, telefonaram-me, por engano,mas sempre foram perguntando se não era do restaurante..."Não te irrites"! Gargalhada, claro.

Bjs.

legivel disse...

Pois a mim cheira-me a esturro
e por favor não te rias
que o povo que é do burro
só pode ter arrelias.

Abraço e sorrisos.

Idun disse...

este de cima é casmurro
mas eu também não me calo
há burro que sendo burro
é mais esperto que um cavalo

*

nas escadinhas do povo
beijar-me tu querias, querias!
ficavas com amor novo
e eu com as arrelias

que nas noites de luar
eu te dava prendas minhas:
isso havias de contar
ao povo das escadinhas

havias, se eu te deixasse
beijar-me, mas não deixei.
que eu na escada escorregasse
era o que querias, eu sei!

NOTA: só a primeira quadra é que se dirige ao comentador legível. nada de confusões!!!


marradinhas da bicharada do "pequeno jardim"

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos
Desculpai mas estas quadras do Idun
estão de cinco estrelas!(de realçar a resposta ao Legível)... :-))

Abraços