sábado, janeiro 17, 2009

Claridade

Porque amanheceu um dia claro, porque gosto de Miguel Torga e faz anos que morreu, aqui vos deixo um poema que nos pode deixar mais iluminados, mais leves, mais limpos.


.

.
Clareou
.
Vieram pombas e sol,
E de mistura com o sonho
Pousou tudo num telhado...
Eu destas grades a ver
Desconfiado.
Depois
Uma rapariga loura
( era loura )
num mirante
estendeu roupa num cordel:
roupa branca remendada
que se via
que era de gente lavada,
e só por isso aquecia...
E não foi preciso mais:
Logo a alma
Clareou por sua vez.
Logo o coração parado
Bateu a grande pancada
Da vida com sol e pombas
E roupa branca, lavada..
Miguel Torga

10 comentários:

Maria disse...

Este poema tem cheiro... eu sinto.
Bom fim-de-semana, com sol, pra ti.

Um abraço

Rosa dos Ventos disse...

Cara Maria

A sua mancha gráfica não está correcta, de vez em quando o meu computador, mesmo novo, faz destas coisas, os espaços surgem no texto e depois não surgem no produto final.
O poema não é formado por uma única estrofe...
Sorry!
E tem cheiro mesmo, que olfacto tem o Cheiro da Ilha!

Abraço

Justine disse...

Que encanto, este poema do Torga. Não o conhecia.
Obrigada, Rosa, e que clareie sempre na tua alma...

tulipa disse...

TENHO ESTADO AUSENTE...
Os problemas com a m/sobrinha têm sido a causa do meu afastamento.

Mas, hoje decidi visitar alguns dos blogues amigos e cá estou.

Fiquei sabendo essa notícia de Miguel Torga. Adorei o poema!

Aquando da minha viagem à Índia (estava lá há 2 meses atrás) houve tempo para aventuras, turismo e Solidariedade, como podes constactar no meu ultimo post.

Bom fim de semana.

NOBITA disse...

Este poema faz-nos pensar, que realmente quando o tempo está bom, nossa disposição também é melhor.
Agora é só esperar pelo clarear do tempo.
Beijos

Duarte disse...

Se a claridade te inspira assim, surpreende-me sempre. Não conhecia e gostei.

Abraços

Luís disse...

há pequenos nadas que tornam tudo mais claro e cintilante, Rosa...

e o poema de torga é bonito.

abraço

Su disse...

bela escolha

gostei

jocas maradas ............sempre

Arabica disse...

A alegria do alvor da roupa estendida ao sol...

Miguel Torga, esse sábio descobridor dos prazeres mais simpes...


Um beijo, boa semana

pin gente disse...

as palavras belas e simples de miguel torga

gostei muito!
obrigada