terça-feira, setembro 16, 2008

Outono

Tarde pintada
Por não sei que pintor.
Nunca vi tanta cor
Tão colorida!
Se é de morte ou de vida,
Não é comigo.
Eu, simplesmente, digo
Que há tanta fantasia
Neste dia,
Que o mundo me parece
Vestido por ciganas adivinhas,
E que gosto de o ver, e me apetece
Ter folhas, como as vinhas.

Miguel Torga, in Diário X


Nota: Finalmente consegui introduzir uma imagem, mas é da net, não é minha.

28 comentários:

gotico disse...

Eu estava para sugerir que o melhor era enviar o computador para o museu, mas pelos vistos ainda vai dando.

As segundas e sextas já não vais ter a minha companhia, contudo sempre que poder venho-te visitar.

OBRIGADA PELO COMPANHEIRISMO
BJS

Rosa dos Ventos disse...

Querida filha adoptiva

Mal tive tempo de falar contigo na segunda-feira, desapareceste logo.
Tenho pena que tivesses desistido...
Devias desligar de certos pormenores.

Abraço

mc disse...

O Outono, pé ante pé, vai-se instalando. E até este verde da vinha parece agreste pela monotonia do conjunto...

Duarte disse...

Sacaram-lhe a uva aos vinhedos
a folha amarelei-a e cai; credos!
Alegrai-vos que é São Martinho,
teremos castanhas e vinho?

Feliz outono, a estação do ano que mais gosto...

Abraços

Anónimo disse...

Afinal há sempre alguma coisa a fazer...
Ainda bem que as dificuldades se vão resolvendo.Sou uma admiradora das suas fotos.
Abraço
GB

Zira disse...

upssss já ta ´
Bonita imagem
vinhas e tempo de vindimas
abraço

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos
A nota diz que que a foto não é minha!
Infelizmente continua o "bloqueio" às minhas imagens...

Abraço

LB disse...

Grande Torga!

Beijinho

pin gente disse...

pintaste a tarde (neste caso a noite) com belas palavras.

um beijo, rosa

Maria P. disse...

Como é possivel?! Censura as tuas fotos?!:))

Beijinho*

Pitanga Doce disse...

Pois olha que ontem quando saí daí nem me pareceu Outono. Tens a certeza?

beijos

gotico disse...

Admiro-te por isso.
Mas o saco já estava muito cheio.
Agora quero abraçar outros projectos.

Quem sabe se um dia não volte,
não esqueço que foi lá que conheci
grandes pessoas que me ajudaram a ver mais além.

mais uma vez obrigada pelo companheirismo.
bjs

Rosa dos Ventos disse...

Cara Maria P.
Desconfio que sim...
Sou membro de um site de fotografia e lá acontece o mesmo, não consigo introduzir qualquer imagem que seja da minha autoria.
O problema deve estar no meu arquivo fotográfico!

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Cara Pintanga
Com que então já estás desse lado?
Como este "é um imenso Portugal" tem vários micro climas! :-))
Ontem , por aqui estava um doce dia de Outono...

Abraço e força para não sentires stress pós-férias! :-))

Rosa dos Ventos disse...

Pois é, amiga Justine, daqui a pouco temos aí o Natal!
Por que razão o tempo passa tão depressa para umas coisas e tão devagar para outras?
O tempo psicológico tem que se lhe diga...

Abraço

Luis Eme disse...

cheiro a Outono, com o perfume das uvas e da poesia de Torga...

abraço Rosa

Patti disse...

E que saudades que eu tenho dele. É a minha estação preferida.

(E estou a falar baixinho, porque ainda me expulsam daqui, com tanto amor que toda a gente tem ao Verão).

redonda disse...

ieeeeeeeeeee :) conseguiste!
E a imagem é lindíssima.

Su disse...

bela escolha.........foto/poema/cor


jocas maradas

Justine disse...

Mas já há fotos, é um passo em frente!
E Viva o Outono:))

instantes e momentos disse...

bela foto, lindo post. Parabens
Maurizio

Rosa disse...

Gostei da foto, apesar de não ser tua. O mesmo já não digo da poesia de Torga que, decididamente, não aprecio. Para quando a tua poesia?

Um beijo,

Rosa (sem ventos)

r_ogeri_o disse...

grande miguel t. às voltas com o pastor..

Vieira Calado disse...

Miguel Torga! Sempre!
Bem haja.

Rosa dos Ventos disse...

Cara Homónima sem Ventos
Diz-me de quem gostas, dir-te-ei quem és!
Estou a brincar, como é evidente, mas se tiveres um gosto especial por um poeta português talvez se arranje qualquer coisinha! :-))
Não prometo nada...

Abraço

Rosa disse...

O'Neill, Eugénio de Andrade, Pessoa, Mário de Sá-Carneiro,Sebastião da Gama, Florbela Espanca, Al Berto, Ary dos Santos, Cesário Verde, Cesariny... Arranja-se alguns poeminhas deles? O meu obrigado desde já.

PS. Tb leria um poema teu.

Abraço,
Rosa

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga, belíssima foto e extraordinário poema... Obrigada pela linda postagem... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Rosa dos Ventos disse...

Cara Rosa sem ventos
Fica então combinado!
A minha próxima postagem poética irá contemplar um dos teus poetas favoritos.
Quanto a poesia minha já fiz algumas tentativas, não muito bem sucedidas, que cheguei a postar há uns tempos atrás...

Abraço