sexta-feira, novembro 02, 2007

Cansaço

Assim como estas folhas estão cansadas com a dança do vento, assim estou eu cansada com a dança da vida!

16 comentários:

Maria disse...

Quem se cansa perde batalhas, Rosa.....
A fotografia é fantástica.

Abraço

AnaG. disse...

A dança da vida cansa-nos, mas não nos devemos deixar abater...
Vá lá Rosa....Têm estado uns dias tão bonitos....
:)

Beijitos

Marinha de Allegue disse...

Eu hoxe erginme tam�n algo cansa, pero nada que non pase cun T� ben quentinho.

Bos d�as e unha aperta.
:)

Maria P. disse...

No Outono as folhas vão caído, e fica presente a força que liga os troncos aos ramos. Só no Outono se vê essa força.

Um beijinho*

Kincas disse...

A vida não é uma dança.A vida é um circo em que todos somos actores embora poucas vezes possamos escolher o papel(ou nunca,quem sabe?)e em caso algum nos podemos cansar pois o público espera-nos no nosso melhor,especialmente o que nos é mais próximo,e não os podemos desiludir (nem a nós próprios)
Beijinhos kincados

zambujal disse...

Pois é... às vezes cansa. Mas a dança continua! E vale a pena.
Obrigado pelos teu apontamentos gráficos sobre a dança da vida.
E força.
Olha uma valsa!... a menina dança?

Abreijos

Luisa Oliveira disse...

É normal. Depois de algum tempo, as pernas ficam cansadas, doem (aposto que abusaste dos saltos altos!). Nada que não se resolva. Senta-te um bocadinho (queres umas massagens?).

E voilá, está na hora de voltar a dançar com a vida, para a vida. *

Fernanda e Poemas disse...

Olá Rosa, Este Outono renova-se todos os anos.
Nós só temos um.
Por isso alegria amiga.
Beijinhos,
Fernandinha

justine disse...

Cansa, pois, mas nós sentamo-nos, só um bocadinho basta, e lá ganhamos força(onde, como) para continuar.
Vamos a isso Rosa, que por este andar não tarda aí a primavera!

Luis Eme disse...

Não dances todas as músicas, Rosa...

escolhe as que mais te agradam, se puderes, claro...

Eyes wide open disse...

:(

*

samuel disse...

Para se animar um pouco, tome lá do Ary:

"Rosa dos ventos abrindo caminhos
Na rota dos tempos não estamos sozinhos
... ... ...
... ... ...
Cantarei com a voz com que só canta o gaio
Cantarei sem descanso a cantiga de Maio"

Gostava de me lembrar de todo o poema desta cantiga do Tordo que cheguei a cantar "assaz".
Abraço.

MC disse...

Folhas Caídas traz ressonâncias garrettianas , de vida,amor e algum sofrimento,pois claro, como ninguém se gaba de ter dançado sem que tenha pisado o par! As folhas caem de qualquer maneira, com ou sem dança, sopre ou não o vento ...

Rosa dos Ventos disse...

A todos os amigos virtuais ou menos virtuais agradeço as palavras de ânimo!
Não passa mas abranda...

Abraço

pin gente disse...

parecem-te cansadas de uma dança
que em breve vai recomeçar
as folhas só descansam pra de novo
ao vento se entregarem a voar

juntas no seu canto de aconchego
para o calor umas das outras receberem
na força da união de todas elas
está a vontade de não perecerem

a dança da vida que tu falas
temo-la todos nós também
junta-te a nós e ao nosso aconchego
e verás que tudo segue bem

um abraço
luísa

Ida disse...

Linda foto! Ainda que por maus motivos... mas o cansaço pode ser portador de renovação e mudança. Temos é que saber lidar com ele. Beijo de mudança de ventos...