quinta-feira, janeiro 23, 2014

Livros e Leituras

Todos nós temos critérios que nos guiam na compra de livros e ou na sua leitura.
Sugestões de amigos, prémios e conhecimento dos autores, críticas literárias, "obrigações" decorrentes da frequência de Clubes de Leitura, títulos e ou capas sugestivas, género literário, etc.
Penso que já segui todos estes critérios.
Os dois últimos livros que li não foram escolhidos pelas mesmas razões.



"Fugas" de Alice Munro foi escolhido pelo facto de a autora ter recebido o Prémio Nobel, por ser um livro de contos e porque achei o título interessante.
Gostei bastante destas oito histórias de mulheres de todas as idades e de origens diferentes, da sua interacção com amigos, amantes, pais, filhos, maridos e das escolhas que ocorrem num ambiente que reconhecemos como real.
Deixo-vos uma pequena transcrição.

"Está tão feliz. Antes nunca ficava feliz ou infeliz com as coisas que podia fazer, era uma coisa que dava por garantida. Agora tem os olhos a brilhar como se os tivesse lavado de sujidade, e a voz soa como se tivesse refrescado a garganta com água doce."



A compra de "A Irmã" de Sándor Márai apenas se prendeu com o conhecimento que tinha do autor por já ter lido do mesmo "As Velas Ardem até ao Fim" e " A Herança de Eszter" no âmbito do Clube de Leitura que frequentava e dos quais gostei bastante. Penso que cheguei a falar aqui deste último.
Mas aconteceu-me algo de inusitado.
Consegui ultrapassar mais de metade do livro sem me entusiasmar com a sua leitura, teimei e, às tantas, começou a prender-me a atenção mas, precisamente, pelo facto de explicar/falar da doença do protagonista a partir de uma perspectiva com a qual nunca concordei mas que me alertou para a possibilidade de o meu juízo de valor sobre o tema poder não estar certo...
Depois, a caminhar para o fim, a narrativa voltou, segundo o meu ponto de vista, a ser pouco interessante, terminando de uma forma estranha. 
Devo acrescentar que é uma narrativa dentro de outra.
Penso não voltar a insistir na leitura de obras de Sándor Márai, considerado um grande escritor húngaro que se suicidou em 1989, em S. Diego, na Califórnia, USA onde se exilou em 1948.
Deixo também uma pequena transcrição:

"No fundo da vida há uma espécie de preguiça, derivada do nihilismo que causa a doença. Eu só posso tratar o doente."

15 comentários:

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Todos esses critérios e mais alguns, mas no meu caso o critério costuma ser apenas sobre o livro que tenho à minha frente, a sinopse, o titulo... e depois... sim ou não ;) Obtêm-se óptimas leituras assim, e a novidade não eixa de entrar (e o ocaso também)...

Beijo amigo

ematejoca disse...

Estou a escrever do computadoe da Biblioteca Central, mas antes verifiquei, todos os livros da Alice Munro não estão disponiveis.

Depois de ela ganhar o Nobel, todo o mundo quer ler a sua obra.

Tenho na minha mesinha de cabeceira o livro traduzido em alemão em 2013, que penso ler em breve.

O Puma disse...

Boa partilha

Majo disse...

O comentário, está perfeito e muito oportuno.
Estou com muita curiosidade e vontade de "mergulhar" nos contos da Alice Munro.
Fico muito desconfiada dos livros publicados após o Nobel, nem sempre são os melhores, mas livros antigos que são reeditados.
Gosto de bons contos e é raro este género ser valorizado!

Abraço.

São disse...

Ofereceram-me "As Velas Ardem Até ao Fim", mas tenho uma lista longa até chegar a ele...Só se me der na cabeça e começar a lê-lo, rrss


Bom serão.

marina disse...

Exactamente os meus critérios, e depois os dos autores que já nem ponho a hipótese de não gostar, mas desses autores que referiu não li nada ainda, mas tenho ainda muita coisa para ler...
Beijinho

maria disse...

Os meus critérios são iguais ou parecidos com os teus...

Fugas já está anotado, parece-me interessante :)

Quanto ao "As velas ardem até ao fim" não me entusiasmou, sei que na altura andava a ler por ler, talvez fosse por isso...

Abracinho :)

luisa disse...

Continuo sem ter lido nada da mais recente Prémio Nobel. Mas lá chegarei. :)

Flor de Jasmim disse...

Não tenho lido nada ultimamente, tenho As Velas Ardem Até ao Fim foi-me oferecido, mas ainda não o li, assim como muitos outros que tenho para ler.

beijinho e uma flor

Graça Sampaio disse...

É bom ler opiniões sobre livros. Ainda não comprei nada da Munro porque não gosto muito de ler livros de contos; prefiro o romance.

A tua segunda opinião é que me espanta porque gostei imenso de ler os outros dois livros desse autor que me emprestaste .

Beijinho

Mar Arável disse...

Sempre a voar minha amiga

na qualidade

Pedro Coimbra disse...

Registo as sugestões e desejo-lhe um óptimo FDS!!

Teté disse...

Também tenho alguma curiosidade de ler a primeira autora, mas ainda não calhou apanhar nenhum livro a jeito. De Sándor Márai li "as Velas Ardem até ao Fim" e gostei. Mas com esse tema também não me parece que vá ler esse livro agora... ;)

Abraço e boas leituras!

Lilá(s) disse...

Este Inverno está a ser tão estranho e complicado que até me tenho esquecido de ler! as, vou registar as sugestões, o tempo vai mudar...
Bjs

Rui Pascoal disse...

Desses livros apenas li "As velas ardem até ao fim".
Em lista de espera está "Nome de Guerra", de Almada Negreiros, sugestão de Orlando Cardoso.