segunda-feira, agosto 12, 2013

É escusado...

Miguel Torga nasceu a 12 de Agosto de 1907!



22 comentários:

AFRODITE disse...


Eu até nem gosto de partidos!... gosto mais de inteiros!

Brincadeirinha...
(ler com sotaque brasileiro) :)

Miguel Torga marcou-me muito na minha adolescência, quando estudei na escola os "Contos da Montanha".


Beijinhos livres
(^^)


São disse...

Eis um dos grandes escritores e Homens de Portugal!!

Boa semana

Tétisq disse...

sem dúvida!
É escusado...

Teté disse...

Também tenho o mesmo partido de Torga! :)

Abraço

teardrop disse...

Excelente homenagem!

Graça Sampaio disse...

Ui o que eu gostei de ler "A Criação do Mundo"! (E não só)

(O meu sogro também faria anos hoje, 91. Mas não foi poeta...)

Ricardo Santos disse...

Grande verdade dita pelo Miguel Torga, um dos nossos melhores escritores.

Ricardo Santos disse...

Esqueci-me da música com a qual costumo comentar os "posts"
http://www.youtube.com/watch?v=5-mIHk2rM0Q

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Esse também é o meu partido! Boa semana

marina disse...

Partilho do partido dele!!!!
Um beijinho

maria disse...

E eu vim dar uma abracinho e dizer que penso como o Miguel Torga :)

Maria Emilia Moreira disse...

Um dos meus poetas preferidos!
Como ele nunca fui filiada em partidos...

Flor de Jasmim disse...

Estou completamente de acordo!

beijinho e uma flor

Rui Pascoal disse...

Gosto da frase, da prosa e da poesia de Miguel Torga, dos partidos nem por isso...

Anónimo disse...

É uma afirmação de atitude do grande Miguel Torga que,por acaso, foi preso pela pide quando exercia clínica aqui em Leiria ( leia-se a Criação do Mundo), conduzido aos calabouços de Lisboa de camionete da carreira(!)entre dois guardas,mas contando com Amigos leirienses que viajaram anonimamente na mesma camionete para seu conforto moral e certeza de que nada de mal lhe aconteceria pelo caminho.Uma senhora que seguia viagem era a Dona Getinha que viria a ser conhecida pelas queijadas que fabricava na sua cozinha.Por ironia do comportamento humano,quando M.T. foi solto,dirigiu-se ao um GRANDE AMIGO e companheiro de pensamente(AH!AH!AH!)para lhe pedir dinheiro para o bilhete de regresso e eventualmente uma pequena estadia para repousar do cativeiro. Amigo desculpou-se dizendo que estava mesmo para sair para não sei quê na embaixada francesa...ah." se bem me lembro" o cagaço do intelectual sobrepôs-se à amizade.
Não é de admirar a atitude futura de MT Quem lhe valeu foram os tais amigos de leiria que o foram buscar ...KINKAS

Rosa dos Ventos disse...

Ainda bem que recordas aqui essa história que já me havias contado!
Se em cada esquina podemos ter um amigo também pode aparecer um amigo da onça...
Valham-nos os verdadeiros!

Abraço

Anónimo disse...

Linda homenagem ao grande Homem que começou a beber a inspiração nas serranias transmontanas que o marcaram para a liberdade e a inseparável simplicidade! UM

nobady's listen disse...

um grande escritor e um grande homem... um pensador ... um homem livre

Anónimo disse...

Sou do clube dele , na minha modéstia, sou livre , tenho a sorte de poder ser.M.A.A.

Pitanga Doce disse...

E quando ela escorre pelas mãos?

Lídia Borges disse...


E como ele merece ser lembrado, ou melhor, nunca esquecido.




Beijo

Luciana Leal disse...

Oi, li alguns posts do seu blog e achei muito interessante,com certeza você tem potencial, vi que você é uma pessoa esforçada que só quer falar e ser ouvida na blogosfera, assim como eu. Posso dizer que gostei muito do que li, sei que será um grande blog pois é de fácil entendimento e o conteúdo é gostoso de ler. Sou Luciana Shirley do blog http://coisasecoisasdalu.blogspot.com.br/ se desejar me visite e siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.