quinta-feira, março 21, 2013

Pirotecnia

Março é um mês rico em efemérides mas, porque fui dar uma escapadela sem computador, lá me passaram ao lado o Dia do Pai, a chegada da Primavera e o Dia da Felicidade inventado este ano não sei bem porquê...
Para dar sinais de vida e para saber notícias vossas aqui fica um poema com o qual pretendo celebrar o Dia Mundial da Poesia.

Pirotecnia

Faço poemas de papel e tinta.
Sou fogueteiro destes artifícios.
Versos...
Girândolas de sonhos e de cilícios
Alinhadas no chão
Das laudas de brancura onde me iludo.
Quando a noite é demais,
E o sol de nenhum modo dá sinais,
Ardem dentro de mim, com lágrimas e tudo.

Miguel Torga

Nota: Uma saudação especial aos fogueteiros de versos que por vezes me visitam!

20 comentários:

JP disse...

Pois, foi tudo junto e nada perdura....eternamente. A felicidade também não, por isso a devemos aproveitar enquanto dura.


Beijinhos

ematejoca disse...

É como tu dizes, Rosa dos Ventos, há tantos Dias de..., que cada um de nós tem que escolher o que é importante para si mesmo, e não para os leitores.

Uma das minhas grandes paixões é a floresta, e uma delas fica a um pulo de minha casa; além disso tenho milhões de fotografias lá tiradas, e assim aproveitei a oportunidade de ser hoje o Dia Mundial da Floresta para mostrar algumas delas (nos meus outros blogues publiquei outras).

Também amo a Poesia, mas hoje não é o seu dia, embora eu ame a poesia todos os dias, a todas as horas, a todos os momentos.

São disse...

Aprecio muito Torga.

A Felicidade estreou-se este ano, foi? Só pode ser para troçar de nós...

Um abraço

Mariposa Colorida disse...

tORGA É TÃO MEU...

Teté disse...

É verdade, março deve ser o campeão de "dias de..." Só hoje é o da poesia, da árvore e floresta e do síndrome de Down. Esse da Felicidade também desconhecia a existência, mas espero que se repita todos os dias do ano, na prática... :)

Adoro Torga! :D

Abraço

marina disse...

Gostei da poesia...Eu tento neste momentos da minha vida ser feliz segundo a segundo, ás vezes é dificil...A poesia, os dias das efemérides ás vezes ajudam a andarmos distraidos e não pensar tanto...
A escapadela soube bem????

maria disse...

E a escapadinha foi boa? Nós portamo-nos bem, espero que tu também :)

Todos os dias é dia "de"...Viva o pai, a poesia, a floresta, a felicidade... :)

Gostei do poema :)

Abracinho :)

luisa disse...

E hoje também é o dia mundial da árvore. :)

Quanto à felicidade... não é o que todos buscamos? E se pensarmos bem, até a vamos encontrando por aí... :)

Graça Sampaio disse...

Muito lindo! É Torga e já está tudo dito!
É sempre muito difícil escolher um poema único para o dia da poesia.

Bienvenue!

Rui da Bica disse...

Mais um "dia de", desta vez da poesia, da Árvore, das Florestas, da Trissomia 21, tudo num só e eu sou contra os "dias de" e da sua banalização ! É como que desvalorizar os "Dias de" que já conhecíamos de há muitos anos !

Importante é hoje festejarmos o "Dia do" teu regresso a estas lides ! :)) ...Isso é que é importante ! Estares de volta, viva e com saúde. Eu estou bem ! eheh

Abraço, Rosa ! :))
.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Há tantos "dias de..." que já têm que juntar mais do que um no mesmo dia. Acaba por tirar parte do efeito inicialmente pretendido...

Flor de Jasmim disse...

Existem dias para tudo Rosa, os dias do ano já não chegam,hoje celebra-se váriase, da Trissomia 21, da poesia e da árvore, da floresta!
Quanto à da felicidade, este ano, só pode ser mesmo a gozar ainda mais com o triste.

beijinho e uma flor

(amanhã é da água)

Rui Pascoal disse...

Eu também queria escapar, mas não me deixam...
(Hoje foi dia de cortar relva, colocar paus nas ervilhas, tirar ervas nas favas... até pareço um agricultor.)
:)

Rosa dos Ventos disse...

Haverá o Dia do Vinho? :-))
Afinal se amanhã é o da Água, como lembra a Flor de Jasmim...
E a propósito, chove torrencialmente!
Esta Primavera não convence ninguém! :-((

Catarina disse...

Já venho atrasada... Espero que tivesses um feliz Dia de... de tudo isso!
Abraço

Anónimo disse...

Onde andam os teus posts que não tenho recebido as atualizações?
Já vi que já chegaste e que o sol anda meio escondido.
Por cá tivemo-lo bem brilhante, ontem...e agora também está. Resta esperar que não se esconda de novo e afaste a chuva.

Aquele abraço

(lindas fotos!)

Nina

quem és, que fazes aqui? disse...


E foi Torga e foi Dia de..., porque todos os dias são dias de.

Beijo e bom fim de semana.

Laura

Justine disse...

E escolheste muito bem, Rosa!
Que tudo esteja bem contigo:))))

mlu disse...

É só começar a ler para se identificar Torga!
É uma maravilha, este poema, obrigada pela partilha!


Um abraço.

Duarte disse...

Por aqui tivemos festa rija...
muito ruído pirotécnico!
Abraços