sexta-feira, março 22, 2013

Da escapadela ao enigma...


Durante a tal escapadela que demos, viemos até aqui e ficámos bastante agradados com a beleza do local que estava primorosamente limpo!
Agora, já que o Rui da Bica meteu férias de enigmas e com ele não se pode competir, aproveito este intervalo para vos desafiar a dizerem onde fica, o que representa a escultura e quem é o seu autor.
Aceitam-se dicas bem dissimuladas!
E já agora deu para "meter água" - é o seu Dia...

44 comentários:

Nina disse...

Ora vamos a isso, então!
Mas, quer-me parecer que ainda estou enferrujada.
Se não voltar na próxima meia hora, desisto...para já.

Aquele abraço:))

Justine disse...

Minha amiga, as "dicas" não vão ser nada dissimuladas, não sei fazê-lo: a escultura "cheira-me" a Cutileiro; o que representa - um moinho de maré?; onde fica -Lagos?
Desculpa se te estraguei o jogo:((

Nina disse...

Alte lá!
Já encontrei!:))

Rosa dos Ventos disse...

Não é em Lagos, cara Justine!:-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Alto lá ou cá, Nina? :-))

Nina disse...


Foi criada por alguém com apelido de nome de ave.
Como é que eu hei de descalçar a bota,qual Leonor para a fonte, para arranjar dicas decentes?

Nina disse...

Lá e cá!
Fiquei tão perturbada por ter desvendado um segredo quase tão antigo como eu que já nem sei escrever!;)

Rosa dos Ventos disse...

Por cá há a expressão "Alto e pára o baile!"
E depois continua a lengalenga que não é conveniente avançar num blogue tão familiar! :-))

Rosa dos Ventos disse...

Vamos a ver se alguém pica na dica da Nina! :-))

Teresa disse...

Será Constância? E o nosso amigo Camões? (Aquela dica da Leonor...)

São disse...

Assumidamente não tenho jeito ...

Fico espetando, embota a estátua sugira Cutileiro

Beijinho

Rosa dos Ventos disse...

A Nina saiu-se com essa porque sabe que a minha irmã se chama Leonor, cara Teresa! :-))

Rui Pascoal disse...

Já vi que não é no Parque Eduardo VII... dissimulei bem?

:)

Teté disse...

Ufa! Também já encontrei, graças às dicas da Nina. E nem sabia que existia uma ave com o nome do escultor... :)))

A estátua é em homenagem a uma musa lá da zona, de que também desconhecia a "existência".

A foto está giríssima. Quem é que disse que não tinhas jeito para fotografar?!? :)

Um desafio que não foi um "baile"... mas com muita pica! :)

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

A Nina quase que já ultrapassou o professor Rui da Bica na arte da pesquisa...
E o jeito que tem para as dicas?!
O Rui Pascoal está a ir muito bem! :-))

Nina disse...

Rosinha, ao ralhar à Carlota (tens toda a razão, deveria chamar-se Carlota Joaquina-há dias não te respondi!:)), mas achei que Maria era fino.:)), lembrei-me da tua Nina.
Já lhe cantaste os parabéns?:))


P.S: fiquei com o ego lá em cima pelos elogios:)))

xi coração

Nina disse...

Teté, a Rosinha é uma "impostora", porque demasiado humilde.
Não sabias que tem formação recente em fotografia?:))

Rosa dos Ventos disse...

Falta-me um Gui ou por outra um Nis para me levar a fazer essas cenas ternurentas!
O Dinis identifica-se como Nis, espetando o dedo no peito!
Uma gracinha! :-))
Já não o vejo há oito dias...:-((
Vamos a ver quem aparece mais a picar a isca!

Abraço

Graça Sampaio disse...

Andaste pelas caldas? Não, não são as da rainha... São lá para mais para sul, num sítio mais «chique», não são?

Beijinhos

Graça Sampaio disse...

Afinal não foste a Montachique, não senhor! Foste a uma freguesia da concelho de Loulé que tem fontes e muita água e numa das fontes há uma quadra que diz assim:

«Porque nasci ao pé de quatro montes
Por onde as águas passam a cantar
As canções dos moinhos e das fontes
Ensinaram-me as águas a falar.»

Jorge disse...

Uma foto duma escultura que lá d[e]o alt[e]o está numa fonte pequena de informação.
Abr
J

quem és, que fazes aqui? disse...



Pois a(l)té eu já sei onde é.

(mas não digo)

Beijo

Laura

Rosa dos Ventos disse...

Viva Gracinha!
Agradeço-te o esforço uma vez que não alinhas muito nestas coisas!:-))
Exactamente!
Foste pelas dicas da Nina?
Espero que apanhes melhor tempo do que eu!

Abraço

marina disse...

Eu que sou do Ribatejo, estou completamante á nora...mas tão curiosa...

marina disse...

Quero dizer que estou a adorar as novas cores do blog, está mais alegre, mais "natureza".
Boa!!

Rosa dos Ventos disse...

Obrigada, Marina!
Estava a ver que ninguém dava pelo ar primaveril da minha "fachada"! :-))
É só seguir as pistas, já há muitas e bem declaradas!

Abraço

AC disse...

Rosa,
Confesso, não chego lá.
Fico a aguardar a resposta.

Abraço

Anónimo disse...

As cores do blog estão muito bonitas.
Quanto à fotografia , nunca vi, não sei onde é e hoje não pesquiso...M.A.A.

Rui da Bica disse...

Olá Rosa !
Cheguei há pouco a casa depois de uma tarde fora!

Mas que lindo passeio que deram ! Sabes que essa aldeia é considerada a mais típica e preservada daquela região,... com um pequeno rio que o Vitor embelezou, fazendo emergir das águas aquele belo trabalho e terra do poeta Francisco, que nasceu em 1871 !? ...

Abraço ! :))
.

maria disse...

Piquei-me, mas descobri, encontrei a imagem pequena e depois a grande...a até vi a Anica...

Lindo o local :)

Abracinho :)

Lídia Borges disse...


Já se pode dizer, já?

É melhor esperar mais um pouco. :)


Um beijo

luisa disse...

Ah... essa aldeia é cá para as minhas bandas :)

Flor de Jasmim disse...

Belissimo, muita água, a fonte não é pequena!
bom fim de semana Rosa

beijinho e uma flor

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu sou bastante mau nestas coisas, mas o local é-me muito familiar e, salvo erro fica num cenário que serviu de tema a um livro do António Manuel Venda, quando lá houve um incêndio...
Bom fds

Lilá(s) disse...

Pareceu-me que conhecia e depois com tanta dica, claro que fui lá...aliás tenho um amigo que durante muito tempo teve por lá um atelier..."Horta das Artes", não sei se ainda existe.
Bjs

mlu disse...

Com dicas da Nina e da Maria, já sei onde é mas falta-me o nome do escultor e o que representa a escultura!
Agora vou para a net pesquisar, até logo!

Um abraço.

maria mar disse...

Já sei onde é, mas nao sei o que é. Fico à espera. Já agora, o teu blogue está todo primaveril e alegre.
Bjinho

Catarina disse...

Finalmente! Finalmente sei por onde andou a Rosinha a passear SEM PESQUISAR! Com letras maiúsculas para todos verem bem!!!
: )))
Agora o que tive que confirmar foi o nome do escultor.
Estive lá no ano passado e no ano anterior. Não nadei nesta fonte. Demasiado pequena para mim!

mlu disse...

E pronto, já sei o resto! A musa pretendeu ser uma homenagem à mulher dali, mas um poeta deu-lhe nome: Naia.
A "ave" do escultor´tem um nome estranho e, com tanto picar, estraga as sementeiras?
Nunca estive neste lugar, por isso não encontrei a Tia de que fala a Maria!
Hoje, aprendi por aqui algumas coisas giras, obrigada!
É primaveril, a nova fachada do blog, é alegre mas eu gostava tanto da outra!...

Um abraço.

Graça Sampaio disse...

Ligo o computador logo de manhã (o que não é hábito para escrever uma ERRATA... Ali em cima onde se lê "Montachique", leia-se Monchique... É do Alzheimer, sabem?... Fui um pouco pela dica da Nina, fui. A princípio pareceu-me em Monchique que é lindíssimo, mas depois fui espreitar a tal freguesia de Loulé e lá estava... Ao que o Rui da Bica nos habitua, já viste?!....

Beijinhos e abraços e boa Páscoa.

Rosa dos Ventos disse...

Eu percebi o que querias dizer, Gracinha!
Embora não sejas fã de enigmas...dos outros, até alinhaste e acertaste! :-))
Para mim é uma maneira de aliviar a cabeça...gosto mesmo de andar a pesquisar, assim não penso em coisas tristes!

Abraço e dá muitas dentadas em coelhos de chocolate...

Mariinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mariinha disse...

Olá Rosa dos Ventos,
Sítio bonito esse, mas não faço ideia onde fica.

Bom fim de semana. Beijinhos

JP disse...

Ainda posso adivinhar?....eheheh


Beijinho