domingo, março 04, 2012

A "espuma" dos dias...

(Nocturno de ramo de magnólia)

O que vejo, o que leio, o que ouço, o que sinto, o que pressinto, a dor que me habita há anos mergulham-me, por vezes, num estado de alma pouco dado à comunicação.
Com a idade que tenho já deveria ter aprendido que isto passa e torna a voltar para depois voltar a passar...
Mas  por impulso, por me ter habituado a que desse lado, ao longo destes quase seis anos, há gente que me vai conhecendo e que me "escuta", de vez em quando lá surge um desabafo!
Deixo-vos uma quadra de António Aleixo que sintetiza bem a "espuma" dos meus dias...

Após um dia tristonho
de mágoa e agonia
vem outro alegre e risonho
são assim todos os dias!

26 comentários:

Catarina disse...

Há apenas dois anos que te “conheço”. E aprendi a “escutar-te”. Dizem que sou boa “escutadora”, não sei... O sol brilha aí nesse momento? Aproveita e deixa-o que te aqueça. Vou fazer o mesmo. Aqui são apenas 8:56 da manhã. Faz frio mas o sol brilha já com muita intensidade. Sei que daqui a poucas horas a sua luminosidade irá desaparecer. Vou aproveitar e talvez a ligeira nebulosidade que me rodeia se desfaça num ápice.

A magnólia está espetacular. Muito fotogénica, como sempre.

Quanto ao António Aleixo, que poderei dizer?! António Aleixo, é António Aleixo!

Abraço

acácia rubra disse...

E mantém-se, assim, a roda dos dias, girando...quer tenhamos a alma ensolarada ou sombria.

Boa semana!

Beijo

São disse...

Rosinha, a dor e a tristeza são coisas a que nunca nos habituamos, não é?

Um apertado abraço

Rui da Bica disse...

Então, querida amiga ?! ...
Como disse António Aleixo,
Após um dia tristonho
vem outro alegre e risonho ! :)))

Vamos antecipá-lo ! :)))
.

Lídia Borges disse...

Uma lágrima, um sorriso
Eu bem sei, já nem me queixo
P'ra falar assim da vida
Só mesmo António Aleixo

Um beijo

Linda, a magnólia!
Também tenho uma que sempre me deslumbra.

Observador disse...

Um dia de cada vez, certo?

:)

Turista disse...

Querida Rosa, e amanhã é um novo dia, verdade?
Isto, já dizia a outra, a Scarlet de E tudo o vento levou! E deve ser verdade, pois ganhou um Oscar e não é toda a gente que o tem. ;)

Anónimo disse...

Digo só que passei por cá mas que continuo com problemas a nível de receber resposta aos meus comentários, isto é, nada!

Espero que arrebites já na 2ª -feira já que o Sol vai regressar.

Beijarokas
Tité

redonda disse...

Vou só deixar um beijinho e o desejo que dias alegres substituam os tristonhos.
Gábi

Rosa dos Ventos disse...

Esta postagem pretende demonstrar que que os dias de neblina estão para trás.
O ramo de magnólia à noite é significativo, uma vez que há um predomínio do branco sobre o negro!
Já quebrei o silêncio aqui e junto de vós.

Abraço

Graça Sampaio disse...

E assim tem de ser, querida Rosinha. A vida é feita de altos e baixos e nós não temos outro remédio senão adaptar-nos às circunstâncias.

Beijinhos muito solidários.

Rui da Bica disse...

Ótimo, Rosa !
Sabes que queremos sentir-te "barulhenta" a quebrar silêncios ! :)))

Passa uma semana ótima ! :))
.

Anónimo disse...

Menina ...respire fundo , levante a cabeça , pensamentos positivos, haja saúde e amanhã é outro dia e Deus queira que melhor.M.A.A.

Rui Pascoal disse...

"Rosinha" (desculpe-me a ousadia)
Não se esqueça que há mais a pensar como eu.
:)
http://tintacompinta.blogspot.com/2011/06/rosa-dos-ventos.html

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Que sejam muitos os dias risonhos que aí vêm, Rosa.
Uma excelente semana

luisa disse...

Conheço esse sentir... mas como diz o povo, depois da tempestade vem a bonança e... nada como um dia atrás do outro :))

mlu disse...

Beeem! Acho que nunca vi uma fotografia de flores tão linda!
Mais uma vez A. Aleixo tem razão e ele sabia do que falava. O tempo ajuda a dor a dar-nos alguns momentos de folga, mesmo quando não é fácil!

Um abraço!

Humana disse...

sim, rosa dos ventos, tudo na vida tem o seu contraponto.
mas é sábio quem, mesmo em dia tristonho, sabe captar a beleza das magnólias e aspirar o seu perfume.

abraço grande, marradinhas da bicharada.

trepadeira disse...

Melhores virão.

Como poderiamos apreciar os risonhos se não foram os tristonhos?

Um abraço,
mário

maria disse...

Desabafar faz bem, liberta-nos.

Saber que a tristeza que sentimos agora, um dia vai embora já é meio caminho andado para nos fazer sentir melhor...

Melhores dias virão :)

( )jinho :)

Pitanga Doce disse...

Ah Rosa! Quem não tem dias assim? Independe da idade. A sorte é que são como dizes. Vêm e vão. Vou te mandar algo que vai te alegrar. Quanto à pergunta do "face": JÁ!!!

Dalma disse...

Rosa, até parece que Spenser Jonhson leu o António Aleixo antes de escrever " Quem mexeu no meu queijo?"!!
Rosa, já leu o livro? Se não recomendo-lho, se sim que tal rele-lo?
Ajuda a sentir o tal "nevoeiro" menos denso!

Justine disse...

Pois é, minha amiga, o Aleixo e tu têm razão! Mas enquanto não vem o dia alegre, ah como nós precisamos de um ombro, um colo, uma mão...
(a foto é um espanto!)

Flor de Jasmim disse...

E assim vou sobrevivendo Rosa!Apenas a sobreviver.
Hoje não sou muito boa para da animo. Força minha amiga.

deixo o meu beijinho e uma flor

cantinhodacasa disse...

Como uma Rosa ao sabor do Vento... que leva as tristezas e traz as alegrias de todos os cantos do seu ser.

Maria

Lilá(s) disse...

A minha esprença nessas alturas, é que logo o dia seguinte seja melhor...
Beijinhos