sexta-feira, agosto 22, 2008

O verso e o reverso da medalha...

Sabemos que o verso e o reverso das medalhas olímpicas de Vanessa Fernandes e de Nelson Évora são iguais, quer dizer que nas duas faces só está presente o lado solar.
Mas o termo "o reverso da medalha" aplica-se normalmente ao lado lunar dos acontecimentos ou, generalizando, da vida.
É neste lado lunar que se inscreve a notícia desta manhã que nos dá conta que, durante o ano de 2008, já morreram mais mulheres em consequência de violência doméstica do que durante todo o ano de 2007.
Não vou adiantar causas sociais ou outras, vou apenas pedir-vos que imaginem 31 mulheres assassinadas por homens que lhes foram queridos, muitas vezes pais dos seus filhos, retratadas todas na mesma foto, deitadas em fila.
-Que horror! 31 mulheres mortas!
Mas à média de uma por semana já não incomoda tanto, pois não?

15 comentários:

NOBITA disse...

A violência domestica é ainda uma realidade silenciosa, pois ainda existem muitas mulheres, jovens ou idosas, que preferem remeter-se ao silêncio, com medo de vergonha, pois sentem que foram elas que falharam, ou de preconceitos que a nossa sociedade ainda impõe.
É sempre bom que se venham a conhecer casos, para prevenir e salvar muitas pessoas que são vitimas de violência.
Beijos

Maria P. disse...

Incomoda sim, e muito!
31 mulheres mortas...


Um abraço*

Átila disse...

Se incomoda....

Anónimo disse...

Como poderemos contribuir para acabar com este horror??
GB

Luis Eme disse...

não percebo como é possível isto acontecer, Rosa...

embora se ouça que a violência começa logo no namoro...

há uma questão que me aflige, como é que as mulheres não se apercebem da possibilidade de serem vitimas mortais nas mãos destes animais e não os largam de mão?

amor não será de certeza. provavelmente dependência...

abraço

Escutador de Almas disse...

A violência começa com os pais! Herdam-se os genes, medra com o exemplo familiar e solidifica com a experiência social.

Chegou a altura da mulher se revoltar...e começar a retribuir os "mimos"!

Que sociedade estamos a criar para os nossos netos!

Bom fim de semana.

goiaba disse...

São notícias que parecem passar ao lado e ainda bem que há quem chame a atenção para elas. Nesse e noutros casos,é boa essa sugestão de parar o tempo e "alinhar" acontecimentos em vez de os deixar fluir. Visualizar ajuda a tomar consciência.
Para além dessas que morrem deve haver muitas, muitas outras que "morrem" psicologicamente. Claro que a violência de toda a ordem também atinge os homens. Somos uma espécie que comete barbaridades com muita facilidade!
Abraço

pin gente disse...

acho que entendo o que querias dizer!
mas incomoda, sim... a mim incomoda-me.

beijo, rosa

Anónimo disse...

Esta tua "escapadela"foi fundo,mergulhou na carne,na alma e
tirou-me da libelinha que beija a superfície luminosa de um regato que teima em continuar seu trilho e proporciona bela foto.E... quando
esses casais se amaram,se confiaram?Quantos não vivem calados
por causa das famílias,do diz-que-diz-que debaixo das traulitadas diárias em frases e gestos ...
Minha Rosa,esmagaste-me esta manhã.
ABRAÇO KINCAS

Justine disse...

Violentíssimo, o teu post de hoje, Rosa! Mas tão necessário gritar essas verdades, muitas vezes, muito alto!
Bem hajas por tê-lo feito.
Um beijo

redonda disse...

É muito triste que isto aconteça.

NOBITA disse...

Obrigada pelo teu carinho.
Beijos

Patti disse...

O mais triste e grave de tudo isto, é que só se sabem estas notícias de violência doméstica, quando a vítima já está morta.
Fica sempre no ar, aquilo que se podia ter feito para o impedir.

redonda disse...

Incomoda sim. Uma já seria demais.

Su disse...

incomoda.........muito.......sempre


jocas maradas