quinta-feira, julho 24, 2008

Há sempre uma primeira vez

Estava eu, ontem à tarde, deitada num dos sofás da sala a descansar as pernas, quando decidi fazer mentalmente o inventário do recheio do frigorífico. A tarefa não era difícil uma vez que está quase vazio.
No visualizar das prateleiras lembrei-me que numa delas se encontrava uma caixa com ameixas, dadas pela minha irmã. Se ainda lá estavam é porque a sua colocação na mesa não tinha dado grandes resultados.
E travei então um sério diálogo com os meus botões ou mais fechos.
- Por que razão não te levantas e vais dar um caminho às ameixas, tu que detestas que se estrague alguma coisa?!
- Pois é, mas nunca fiz sozinha nada na área do possível aproveitamento da fruta em questão...
- Mas tu tens tantos livros de culinária, bem bonitos por sinal, cheios de cor, com páginas cheias de imagens que quase deitam cheiro e apetece lamber!
- Tenho receio de não sair coisa de jeito e ainda por cima ir gastar gás, açúcar e perder tempo...
- Tu és mesmo uma enormíssima preguiçosa! Não queres é sair do sofá.
Perante esta acusação completamente infundada, levantei-me e mesmo descalça fui até à cozinha.



Tirei as ameixas do frigorífico, procurei o livro adequado, abri nas receitas de doces de Verão e mãos à obra.
Depois de descascadas e limpas do caroço as ameixas só deram 750 gr. e como a receita se aplicava a 1 kg tive que fazer as minhas adaptações.

Foi este o resultado final!
A compota está ligeiramente acre, mas deve ser da qualidade das ameixas ...

20 comentários:

Bartolomeu disse...

Rosinha... 750grs. só produziram 2 tacinhas de doce?
Oh pá, afinal a crise é maior do que eu pensava.
;)
Olha preguiçosa, tens um recado naquele blog que vai avançando (quando não está parado).

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Maria disse...

Que bom aspecto....
E gostei do diálogo que travaste contigo... sorrio-te...

Um abraço

sendyourlove disse...

Uma tarde bem passada, portanto...faz bem para descomprimir :)

Lóri disse...

Minha boca encheu-se d'água, querida Rosa! Aproveita bem o doce e pensa nestes pobres que têm que se resignar com aquelas desemsabidas misturebas que se encontram nos supermercados com lindos nomes e embralagens e nada do gosto das tuas.

E ainda por cima, enm mencionaste o cheiro que deve ter ficado pela casa, do cozinhar da fruta com especiairias... Bem hajas!

Eyes wide open disse...

Minham minham... ;)


*

dona tela disse...

Voltei!!

Já tinha saudades.

Átila disse...

Belíssimo aspecto , faz-me lembrar as compotas que a minha mãe fazia , eram tão boas e deliciosas ... Parabéns por teres mandado a preguiça ás ameixas.

Fevereiro disse...

Eu tenho, pelo menos 80 livros de receitas! Alguns feitos por mim, receitas que passei para cadernos quando vivia com os meus pais e achava que seria sempre uma boa coisa ter muitas receitas por onde escolher! Bem, praticamente, não faço nada na cozinha.
A verdade é que raramente abri um único livro sem ser para matar saudades de quando eu achava que ia precisar de muitas receitas.
Apetitoso o doce!
Beijinho.

pin gente disse...

como os olhos também comem, eu diria que está delicioso... hum!

Justine disse...

Parabéns , fizeste uma coisa que eu ainda não tive coragem de fazer: compotas. Mas um dia hei-de tentar!E tem um ar delicioso, a tua:))

P.S.:o que será mais grave - dialogar com o nosso gato ou dialogar connosco próprios????

Teresa disse...

Que bom aspecto...Bem precisava de um doce para adoçar a minha alma... Abraço

Anónimo disse...

Atenção à navegação

Estou sem acesso à net, por isso encontro-me em casa da minha amiga Teresa para consultar documentos que tenho que estudar até 2ª feira.
Aproveito para agradecer as visitas e dizer que a compota está uma delícia.
Sinto-me orgulhosa com este feito e furiosa com a net.

Abraço

Rosa dos Ventos

NOBITA disse...

Devem estar muito boas, só pelo aspecto dá vontade de agarrar numas bolachas de água e sal e barrar com o doce.
Ainda bem que aproveitaste as ameixas.
Beijos

Pitanga Doce disse...

Ah, mas isto com umas torradinhas e um chá, ao fim da tarde...
Se estiver um pouquinho amarga, umas gotinhas de adoçante e já está.

beijos de sábado

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Rosa dos Ventos, que belo aspecto tem e o sabor deve estar delicioso... Parabéns pelo texto, magnífico!!!
Bom fim de semana e muitos beijinhos,
Fernandinha

Rosa dos Ventos disse...

Finalmente voltei a ter acesso à net sem ter feito nada por isso - tipo milagre...
A ideia das bolachas de água e sal ainda não me tinha passado pela cabeça, mas também já lá vai a tacinha da esquerda!

Abraço a todos

Sérgio Ribeiro disse...

O teu comentário no "quarteto" fez-me vir aqui. E trazer-te um abraço - para ti e para o teu companheiro de tanta vida - daqueles que nunca chega tarde.
Abraços

Oris disse...

Que belo aspecto.....
Realmente, com uma bolachita de água e sal....ia saber bem.

Nunca fiz compota de ameixa, mas fiz muita de tomate e abóbora. Como era uma perdição deixei de a fazer, mas às vezes, tenho saudades daquele sabor de limão e canela.

Beijitos

redonda disse...

Tem um óptimo aspecto e deu-me fome!