quarta-feira, abril 25, 2012

O dia em que o povo veio para a rua



Éramos um país cinzento!
A cor, a alegria, a fraternidade saíram à rua e nasceu assim a Liberdade de mãos dadas com a Democracia.
Isto passou-se há 38 anos!

24 comentários:

FireHead disse...

E sem dúvida que o País hoje em dia está melhor que dantes...

Bom feriado!

Catarina disse...

Sempre admirei muito aqueles que planearam e agiram.

Bom feriado.

Flor de Jasmim disse...

Eu fui esta noite gritar e cantar bem alto para a praça principal da Marinha Grande.
Bom feriado

beijinho e uma flor

Luís Coelho disse...

Aos poucos vão tentando matar o que sobra do meu país e alguns sentam-se no poder oferecendo taças de mentiras diariamente.

acácia rubra disse...

" Éramos um país cinzento! "
E o que somos hoje, 38 anos depois?

Onde estão as cores? Onde está aquele ABRIL?

Beijo

Rosa dos Ventos disse...

Hoje não quero falar do cinzento que nos voltou a cobrir!
Hoje quero afirmar que, apesar de tudo, podemos gritar bem alto que BASTA, podemos dizer que NÃO queremos ir para onde nos conduzem!

Abraço

São disse...

Abril, sempre!!!

Um abraço fraterno.

Nina disse...

Dizia-me a avó do meu filho, há uma semana atrás "Apesar de tudo, hoje estamos bem melhor!" e que regresse esse espírito e nos tire do marasmo em que vivemos (eu vivo:( )

Aquele Xi

Anónimo disse...

Parabéns pelo vídeo oportuno que, como sempre, consegues com as tuas múltiplas energias.De facto,hoje estamos cinzentões,como diz um teu comentador,mas este documento vem agitar-nos e lembrar que, se ao cabo de 50 anos de luto cerrado, o POVO vibrou de alegria sã e esteve tanta gente feliz na rua «sem a tolerância zero»não é agora que vai cruzar os braços.Kinkas

Anónimo disse...

As pessoas hoje estão como que anestesiadas , tal a brutalidade que nos caiu em cima com este governo. São precisos muitos Mários Soares e Capitães de Abril para agitar o pessoal...Acordem, acordem , que pena me dá... M.A.A.

mlu disse...

Dentro de mim, o 25 de Abril é sempre festa! Apesar das "tolerâncias zero", dos "custe o que custar", da insensibilidade destas mentes mal mandonas ainda resta liberdade para resistir e dizer NÃO! Não deixemos morrer a Liberdade!

Abril, sempre!

Observador disse...

Antes, o país estava acinzentado.
38 anos depois, para lá caminha.

Se era espectável esta situação?
Não.
Mas é uma realidade.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Rosa dos Ventos disse...

O comentário que eliminei era daqueles SPAMs em inglês...nada que viesse perturbar os nossos desabafos!

Abraço

tulipa disse...

QUERIDA ROSA

triste realidade...
...
...
dia 19 foi o meu aniversário!
...
este ano finalmente consegui fazer o que há muito idealizava:
passar esse dia longe de tudo,
de todos,
num paraíso, no mundo
e consegui...!
...
hoje convido-a a ver o meu novo blog:
"Os meus pensamentos"
lá encontrará uma FOTO
das mil e tal que captei com a minha objectiva;
gosto daquela que escolhi para o post
é única, simples e para mim representa um momento lindo!
...
Vivenciei-o num rafting de balsa feita de canas de bambu pelo rio abaixo junto a uma floresta na Tailândia.
Indescritível.
...
Fez-me recordar os sons da floresta na "Minha África"!...
...
EU
..."Sou como as velhas árvores… preciso de silêncio, de estender os meus braços e escutar a voz do vento! Há verdes novos que vieram na viagem da luz e na visita da chuva..."

Beijos de saudade e muito carinho.
Tulipa Moçambicana (Ester)

Turista disse...

Querida Rosa, nunca mais quero voltar ao cinzento de então! Mas quero que os próximos tempos, sejam com tons mais avermelhados! Para nosso bem e dos que ainda estão para vir!

Sonhadora disse...

Apesar da situação difícil que o país atravessa, viva o 25 de Abril.

Tite disse...

Recordarei sempre esse dia como um dos mais felizes da minha vida.

Espero que tudo não passe de um sonho lindo cujos dias promissores não passem disso mesmo.

Ainda tenho, certamente, muito para viver e gostaria que os meus herdeiros sorrissem de felicidade como eu sorri por mim e pelos meus filhos que, com a Liberdade instalada já não teriam que ir fazer a guerra para longínquas paragens, matando para não serem mortos.

Que este pedaço de tempo agora vivido seja representado por um pestanejar de olhos quando comparado com os anos de noite escura vividos antes do 25 de Abril brilhar para todos nós.

Beijosssss

trepadeira disse...

A ideia está bem viva,voltará Abril,nem que seja em Maio.

Um abraço,
mário

Dalma disse...

Aqui por estes lados não dei por comemorações, se as houve foram debaixo de telhas pois choveu desalmadamente.
Muito de bom nos trouxe e coisas menos boas também. Porém quando se ouve alguém, com quase 90 anos, dizer que se sente muito feliz porque está a frequentar a escola é consolador!
Esta alentejana de Grândola teve cuidados de saúde que lhe permitiram chegar a esta linda idade e tem quem ainda se preocupe em dar-lhe esta felicidade!

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos e caras amigas

Independentemente de alguns erros cometidos e de estarmos numa terrível situação de crise não tenho qualquer pejo em dizer que estamos muito melhor!
O exemplo que a Dalma dá é bem expressivo!

Abraço

Lilá(s) disse...

Por onde andas Abril?...
Bjs

Graça Sampaio disse...

Já está na altura de voltar a ir para a rua...

Duarte disse...

O que de longe tive que viver.... mas, mesmo assim, foi lindo!

Abraços