segunda-feira, abril 09, 2012

Breves notícias do meu jardim...

Eu sei que não sou muito profunda nas minhas postagens mas cada qual faz o que pode e como pode!


A rosa albardeira transplantada da serra, há muitos anos, continua a florir. Também existe uma branca mas essa atrasa-se sempre um pouco...


Como podem ver a minha glicínia é ainda uma criança que tenta chegar à flor de jasmim que desponta um pouco mais acima!


E a cerejeira abre-se em flor, inclinando-se para as roseiras e a flor de jasmim...
O espanta-espíritos preso num arame lá vai dando uns toques pouco convincentes para os ditos espíritos, sempre que o vento ou a roupa estendida lhe perturbam o sossego!
Um canário, que apenas se adivinha, espreita o quintalito na esperança de não ver nenhuma gata por perto.
E é tudo!

37 comentários:

Patti disse...

E é tudo e muito! As imagens são belíssimas, como sempre.

ematejoca disse...

Profunda ou não profunda, eu adoro este teu cantinho sempre tão florido, minha querida Rosa dos Ventos!!!

goiaba disse...

Há muito tempo que não vinha "cá" - e pûs-me em dia!
Também aconteceu poder fazer um "retiro" nesta altura - coisa que não acontecia há muitos anos.
Tenho de me organizar porque a Paz da distância das rotinas e de não lembrar que há TV, é uma benção.
Abraço

Catarina disse...

Rosinha, o teu tudo é sempre muito! Não conhecia a rosa albardeira – e é muito bonitinha. Gosto muito da flor de jasmim... e do espanta-espíritos. Há algo de muito especial neste último.
Abraço

São disse...

E muito é, rrss

Interessa que aquilo que se dá , se dê com autenticidade e nada mais,Rosinha.

Bem haja!

Cont(R)a Corrente disse...

Uma explosão primaveril! E que outra coisa haverá mais poética e profunda do que um jardim em flor?

acácia rubra disse...

BANALIDADES, diz a etiqueta.

Que boas!, porque vividas e sentidas...

Beijo

Pitanga Doce disse...

Trouxeste a Primavera inteira pra dentro do blog, Rosa. Obrigada.

beijos pitangueiros

trepadeira disse...

A rosa-albardeira ou pionia é uma beleza,pena durar pouco.

O que é isso de profundidade?
Uns individuos enfatuados a dizer coisas que não querem que os outros entendam?

Um abraço,
mário

Graça Sampaio disse...

Que lindo está! Isto de ter jardineiro privado sempre dá frutos... Ou melhor: flores...

Beijinhos floridos.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pode não ser profunda, mas as imagens são sempre de uma beleza muito sedutora. E isso também é profundidade...

Rogério Pereira disse...

Gostava de ter um jardim
assim

(a profundidade também está
da parte de quem chega
e lhe enxerga a beleza)

Dalma disse...

RV, acabou de me dar uma ideia fantástica! Vou comprar três espanta espíritos, não para espantar os espíritos mas para espantar os pardais e os melros quando as minhas cerejeiras tiverem cerejas maduras! Depois darei conta dos resultados mas parece-me que será uma excelente ideia!

Luis Eme disse...

até parece que a blogosfera é um "mar profundo". :)

abraço Rosa-fotógrafa

Dalma disse...

RV, esqueci-me, com a alegria de me ter dado uma ideia, de comentar "Eu sei que não sou muito profunda..." Mas que tolice. Estes blogues de "faits divers" pelo menos para mim é que são interessantes. Os outros , os longos, são como as espadas"chatos" e está tudo dito! Adoro os blogs de trivialidades como são os nossos!

Flor de Jasmim disse...

E tudo é muito! E muito bonito o que vi a glicínia é uma criança linda mas linda, a flor de jasmim não comento sou suspeita. A roseira também tenho uma dessas mas não a conheço por esse nome. Sou doida por espanta-espíritos.
Boa semana.

Beijinho e uma flor

Eva Gonçalves disse...

Lindíssimo jardim! E adorei o preâmbulo às fotos, :)beijinho

Anónimo disse...

Tem um jardim muito bonito e florido. Parabéns ao jardineiro.Eu não conhecia a rosa albardeira e é muito bonita. Parabéns .M.A.A.

maria disse...

Pode não ser profundo, mas é bonito de se ver :)))

Não conhecia essa rosinha, mas gostei muito :)

( )jinho :)

mlu disse...

As frases mais simples são, tantas vezes, as mais profundas porque as entendemos bem e ficam connosco! As muito complicadas vão-se num instante, pelo menos comigo!
Este jardim está um espanto! Adoro a glicínia e a rosa albardeira!

Um abraço!

Teresa disse...

Rosa, não percebo. Pões as flores a conversarem com o espanta-espíritos, sob a supervisão do canário, e dizes que isso é banal? A beleza e a simplicidade nunca são banais.
Beijinho.

Turista disse...

Querida Rosa, tens aí um jardim todo catita, mesmo! Ah, pois... tu tens jardineiro privado! Lindo :)
Beijinhos.

Anónimo disse...

Bem que esta Rosa é dos Ventos.Sempre bem orientada traz-me o que de mais preciso:prazer de olhar a Natureza,nomeadamente a colorida e perfumada.Kinkas

Rui Pascoal disse...

Não tenho flores assim tão bonitas mas... as primeiras favas do ano, cá do quintal, já eram.
:)

as-nunes disse...

Gostei mesmo foi da rosa albardeira!

Tenho que ver se planto uma aqui no meu quintal/jardim.
Quanto às outras flores, tudo muito bonito, a condizer com a qualidade dos registos neste sítio a que já me acostumei.
-
Rui
O meu vizinho também me tem andado a fazer inveja com umas favas que ele semeou! E não é que me estão mesmo a mandar às favas?!

Abraço

Jardineiro do Rei disse...

Rosa...

É sempre um prazer estar um pouquito no teu cantinho...
Dizes que os teus posts não são muito profundos... Mas as coisas mais lindas da nossa Mãe Natureza são simples. Nós, seres humanos é que, do alto da nossa arrogância e vaidade, nem reparamos nelas.
Quando caminho pelos campos do meu Alentejo, extensões imensas cobertas de flores, dou comigo a pensar na beleza que milhares de minusculas flores emprestam. Repara, Rosa, na simplicidade de cada pequenina flor... e como é bela.

joão

Lilá(s) disse...

Que bem vai a glicínia! para o ano vai estar um espectáculo.
Bjs

maria mar disse...

Tens aí o teu espaço todo colorido e florido. Aqui na "cedadi" não tenho muitas hipóteses de usufruir dessas benesses. Tenho uma plantinha em casa que, quando cá tenho um hóspede de 4 patas faz questão de se deliciar a tasquinhar-lhe as pontas das folhas...

Tite disse...

Rosa amiga,

O teu cantinho, tal como a rosa albardeira, não se colhe, desfruta-se.

Beijossss

Justine disse...

A tua "Pasárgada" está lindíssima:-))))

bettips disse...

É muito, Rosa!
Muita flor, muito viço (há que tempos não escrevo esta palavra!).
(e porque ando desalentada, a falta de ver e visitar os meus lugares de preferência...)
Que os "maus" espíritos se espantem, que os bons sejam harmonia suave no "jardim do fiel", é tão boa e confortável a serenidade.
O Palácio de Mateus... há que anos o sabia e nunca lá tinha entrado. A estátua coaduna-se com o meu estado letárgico, um pouco.
Beijinhos, obrigada pela tua "consistência"!

Sam Seaborn disse...

Gosto mesmo muito das tuas fotografias… sempre belas, sempre de uma “simplicidade” de olhar, ou seja, “uma pequena coisa” com cheiro a felicidade….
As glicínias deslumbram…
Abraço

Duarte disse...

Não conhecia esta ROSA, que linda flor!
Um ambiente bem florido, como tanto me agrada.
Está bem contado e vi despontar a tua sensibilidade...
Abraços de vida

Sandra disse...

Lindo cantinho. Lindas flores, lindo jardim. Parabéns. Bom final de semana.
Sandra

Alberto David disse...

Parabéns Rosa pelo colorido do teu Quintal fruto da tua imensa sensibilidade. Bom Fim de Semana.

Abraço amigo

Anónimo disse...

E se fosse o meu Gui a comentar-te diria, certamente"Queria que a nossa casa fosse ali!":)
Um grande abraço
Nina

R. disse...

A profundidade de alguns "posts" é frequentemente aparente e ensaiada. Aqui, pelo contrário, tudo é genuíno. E isso é muito!

Um abraço e uma boa semana