quarta-feira, janeiro 11, 2012

Luar de Janeiro

(imagem da net)

"Não luar como o de Janeiro nem amor como o primeiro"

Concordam?

45 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Claro que queria dizer:
Não há luar...
Desculpai lá a falta do verbo que nem tem desculpa ao abrigo do NAO! :-))

sendyourlove disse...

Concordo sim...
o luar por estes dias tem estado fantástico...
Quanto o amor... o primeiro pode nem ser o maior, mas é o mais simples, ingénuo... coisas que se perdem com o tempo.

O caçador de brumas disse...

Gosto mais do luar de Janeiro!
Com muito carinho. Saudades.
js

AC disse...

Rosa,
Depois de Einstein as certezas esbateram-se bastante. :)

Beijo :)

estrela disse...

Olá, bom dia,
Não concordo..acho que há luares bem bonitos fora do mês de Janeiro e no caso de amores acho que pode haver bem melhores que o 1º
:)
bjs

ematejoca disse...

Luar de Janeiro,
Fria claridade...

À luz dele foi talvez
Que primeiro
A boca dum português
Disse a palavra saudade...

Luar de platina;
Luar que alumia
Mas que não aquece,
Fotografia
De alegre menina
Que há muitos anos já... envelhecesse.

Luar de Janeiro,
O gelo tornado
Luminosidade...
Rosa sem cheiro,
Amor passado
De que ficou apenas a amizade...

Luar das nevadas,
Àlgido e lindo,
Janelas fechadas,
Fechadas as portas,
E ele fulgindo,
Límpido e lindo,
Como boquinhas de crianças mortas,
Na morte geladas
-E ainda sorrindo...

Luar de Janeiro,
Luzente candeia
De quem não tem nada,
-Nem o calor dum braseiro,
Nem pão duro para a ceia,
Nem uma pobre morada...

Luar dos poetas e dos miseráveis...
Como se um laço estreito nos unisse,
São semelháveis
O nosso mau destino e o que tens;

De nós, da nossa dor, a turba - ri-se
- E a ti, sagrado luar... ladram-te os cães!

Não resisti de te mandar, minha cara Rosa dos Ventos, um dos meus poemas preferidos do Augusto Gil!

Ainda temos o luar de Agosto e o último amor; pois do primeiro amor já me esqueci completamente.

Rui Pascoal disse...

Depende. Se o "primeiro" for o atual... discordo, dele e da sua política.
:(
Quanto ao luar de Janeiro... é "fixe"!
:)

luisa disse...

Esta semana tem sido lua cheia... e por acaso fotografei-a no domingo. Estava linda. E hoje quando saí pela manhã... lá estava ela, visível no céu claro da aurora, ocupando o lado onde o sol se põe. :))

Parole disse...

Por aqui nada se vê, só nuvens de chuva e como chove... A foto é linda!

Beijos, querida.

Maria disse...

Eu li 'não há luar'...
E sim, concordo! Oh, se concordo...

Flor de Jasmim disse...

Só falo perante o meu advogado!

Rosa espero que o teu companheiro esteja melhor.

Beijinho e uma flor

Rui da Bica disse...

Sem dúvida que o de Janeiro é muito especial, mas nem sempre visível por o tempo não o permitir !
Quanto ao 1º amor ser o melhor, isso é muito relativo !
Na adolescência há muitas e diversas formas de amor . É difícil fazer comparações neste campo.
Acho que a diferença está apenas em ser o 1º ! :)))

Bj
.

Justine disse...

Relativamente ao luar, concordo:))

Observador disse...

O Janeiro é frio.
Está um "briol" que nem dá para bater com os dedos nas teclas.

A lua cheia que atingiu o pleno no dia 7, estava linda.
Dia 8 de Março há mais.

Sonhadora disse...

O "luar de Janeiro não tem parceiro", mas "lá vem o de Agosto que lhe dá no rosto".

carol disse...

Sim! Incondicionalmente. Especialmente no que toca ao amor...

Beijinhos enluarados....

as-nunes disse...

Ah pois, ai as gatas em Janeiro!

A Lua cheia esteve bonita, excepcional, aliás a meteorologia também tem ajudado para estes lados.

O Observador sempre atento!...

Boas noites, com Luar ou sem Luar, mas com Luar é mais romântico!

mlu disse...

Eu ia escrever o mesmo que Sonhadora e sei o livro e o texto em que aprendi os dois provérbios! As coisas de que a gente se recorda!
Para mim, luar é luar e é sempre bonito!

Um abraço

goiaba disse...

O luar de janeiro é lindo e o de anteontem excepcional dada a limpidez da noite. E o primeiro amor tb é bom de recordar... Mas há outros luares e outros amores.
Abraço

Luis Eme disse...

o Luar sim, o amor não.

o amor vive muito da sorte, ao contrário do luar.

abraço Rosa

Anónimo disse...

Por estas bandas o luar "apagou-se" com tanto nevoeiro.Não se apaga tão facilmente o amor primeiro,se verdadeiro.
As melhoras do companheiro.
gb

Teófilo Silva disse...

O luar de Janeiro não tem parceiro. E como disse a Sonhadora, lá virá o de Agosto que lhe dará no rosto.
Este ano, infelizmente, dá para apreciar este luar magnifico.

Lídia Borges disse...

É um ditado muito antigo. Eu faço uma alusão ao poeta: "Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades". Eu diria Mudam-se os tempos mudam-se as verdades.


Beijo meu

trepadeira disse...

Também lhe fiz um retratito.

Lindo é,o mais lindo,depende de com quem e com que disposição.

Um abraço,
mário

Anónimo disse...

Aqui no nordeste....se o 1º amor estiver como o luar... não há problema , não se vislumbra só nevoeiro , gelo, frio.
Tudo de bom.
M.A.A.

maria disse...

Também li "Não há..."

Concordo :)

O primeiro Amor pode não ser o maior Amor, mas é encantador :)

( )jinho :)

Catarina disse...

Tenho andado distraída... Ainda não vi o luar de janeiro. Ainda vou a tempo, espero.
Quanto ao primeiro amor... suponho que seja fácil recordá-lo precisamente por ser o primeiro. : )

Lilá(s) disse...

Tenho olhado para ele todas as noites, hoje já não vai ser possivél...
Bjs

Luís Coelho disse...

Dizem por aí que o Luar de Agosto tem graça e bom gosto.
Menos frio e mais maduro certamente.

Quanto ao amor...será aquilo que soubermos fazer e dar...
O primeiro pode ser paixão, mas para que tenha raízes e futuro, deverá possuir razão bastante que o mantenha vivo por muitos anos...

ematejoca disse...

Esta manhã não venho falar sobre luares, nem sobre amores, minha cara Rosa dos Ventos.
Só quero saber em que blogues me é permitido comentar, porque desde ontem, que não entro na caixa de comentários de certos blogues e, no do Rui, nem no blogue entro.

Aqui entrei na caixa de comentários, vamos lá ver, se o meu comentado é publicado.


Feliz sexta-feira, 13!!!

www.amsk.org.br disse...

Já tentamos comentar, mas também não conseguimos, veremos esse de agora.
Cozinha dos Vurdóns

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos
Talvez por andar a fazer um percurso determinado sozinha e de carro, à noite, foi-me permitido ver a lua cheia de Janeiro como talvez nunca tenha visto!
Numa das noites até fiquei emocionada com tanta luminosidade!
Cheguei a escrever um texto sobre isso mas depois deu-me a preguiça e saiu este provérbio!

Rosa dos Ventos disse...

Quanto ao primeiro amor, claro que me lembro dele muito bem...exactamente por ser o primeiro! :-))

Duarte disse...

Inolvidável! Uma Lua assim... Fidelidade ao provérbio.
Gostei.
Abraços

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Rosinhamiga

Concordo; mas o por-de-sol de Goa... enche-me as medidas. E em Janeiro, com a áuga do mar a 28º...

Qjs

Pitanga Doce disse...

Este luar, Rosa, é um chamado. Socorro!

Flor de Jasmim disse...

Rosa
Não será possivel avisar a Carol visto ela não ter visivel o mail, que para além dela ter comentários a caixa dos comentários no blog dela não abre aparece uma página em branco coisa que está acontecer em vários blogs.

Bom fim de semana minha amiga

Deixo o meu desejo de melhoras para teu companheiro e o meu beijinho e uma flor

Rosa dos Ventos disse...

Vou já mandar um mail à minha amiga Carol!
Abraço para ti, Flor de Jasmim!

Anónimo disse...

Peço desculpa servir-me do seu blog para tambem eu mandar um alerta à Carol , autora do blog " picos de roseira brava " que tanto gosto de consultar e depois os comentários não entram. Aconteceu o mesmo com o blog " Rui da Bica" mas só foram umas horas e já está bem.Obrigada.
M.A.A.

Rosa dos Ventos disse...

Cara M.A.A.

A Carol já está alertada!

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Já passou a lua cheia!
A chuva cai lá fora!

Pitanga Doce disse...

A chuva também é um chamado. Socorro!

©carmen zita disse...

Gosto muito de todos os luares... Os de Setembro, por exemplo. Quanto aos amores, acho que o último é sempre o melhor :)

redonda disse...

Não sabia que o luar de Janeiro poderia ser assim e como esta imagem nunca vi outra :)
Posso concordar que não há amor como o primeiro, mas acrescentando depois que não há amor como o segundo, etc. :)

Anónimo disse...

Pessoal,
Há um poema de Carlos Barbosa e Miguel Ramos que foi imortalizado por Amália Rodrigues: Água e Mel. O segundo e terceiro verso dizem o seguinte:
"Vi o luar de Janeiro
Quando ainda havia sol".
Alguém pode me explicar o que significam? Talvez só façam sentido para quem vive no hemisfério Norte. Como estou no Brasil, fico sem saber...