segunda-feira, setembro 19, 2011

Seia - Museu do Pão


Duas a três vezes por ano quatro primas partem pelo Portugal profundo em busca das suas belezas.
Duas das quatro turistas não conheciam o Museu do Pão daí que a nossa escolha tivesse recaído sobre Seia, neste passeio de Setembro!
Chegadas a Seia, dirigimo-nos ao Posto de Turismo para recolhermos toda a informação sobre outros pontos de interesse da cidade e ajuda na marcação de alojamento.
A manhã foi dedicada então à visita a este interessante Museu que eu já conhecia.


Casinha típica no exterior do Museu, frente a ela houve fotografia de grupo para mais tarde recordarmos.
A foto não consta desta reportagem mas foi para o FB!



A feitura do pão durante a noite para o termos quentinho, estaladiço, à mesa do pequeno almoço!


Um dos veículos de transporte e distribuição de pão que ainda se encontra nalgumas aldeias.


O Livro da Primeira Classe pelo qual eu aprendi a ler! Aqui a letra F em destaque por motivos óbvios mais acentuados na 2ª página e com vocábulos associados à temática em questão.


Pura propaganda do Estado Novo apresentando a imagem de uma ceifeira alentejana bem sorridente quando mal  ganhava para comer, trabalhando de sol a sol!


A palavra PÃO em linguagem gestual e em braille feita em massa de pão.


O bar do Museu onde pudemos descansar um pouco, refrescarmo-nos com uma bebida e aguardar pelo almoço no restaurante enquanto...


...admirávamos a paisagem!

Nota: Escusado será dizer que o almoço foi excelente e acompanhado por muita conversa e risos das quatro primas que por acaso também são amigas!

35 comentários:

Nina disse...

Não sei o que se passa comigo. Ultimamente, sempre que leio um post com alusão a comida, fico cheia de fome!:)
Não conheço este museu, mas eu pouco conheço.:)
beijinhos

HB disse...

Obrigado pela visita que me fizeste , gostei muito ...

Rosa dos Ventos disse...

E eu agradeço o teu comentário HB!
A visita não ficou por aqui!
Eu também gostei muito!

Anónimo disse...

RV ,ir a Seia sem ver o HB é como ir a Roma sem ver o Papa!!
Rico passeio para o convívio das quatro primas.
gb

Rogério Pereira disse...

Vesitei o museu há alguns anos
Fico feliz por saber que permanece
e por lá ter passado um excelente dia e o almoço em Seia. Espero que tenha igual a sua ceis...

Maria disse...

Que belo passeio! Faz tempo que não vou ao museu do pão. Mas os cheiros do fabrico do pão continuam dentro de mim...

Um abraço.

Teófilo Silva disse...

Conheço este Museu pois ainda lá estive no ano anterior. Também publiquei algumas imagens e um vídeo mostrando o exterior e também algumas imagens do interior. O almoço é composto de dois pratos, normalmente um de carne e outro de peixe. As entradas são à escolha do cliente.

O preço da refeição é de 17 euros. Mas atenção que o vinho e outras bebidas não estão incluídas e uma garrafa de vinho custa no mínimo 17,5 euros.

Mas vale a pena.

Rui Pascoal disse...

Prometi-me visitá-lo mas não marquei prazo para o fazer.
Ainda não estou em falta, pois não?
:)

Alberto David disse...

Bem Hajas, por teres visitado uma parte das mimhas costelas, decerto que o HB se portou a 100% a mostrar o melhor da região.

Um abraço

trepadeira disse...

Um lugar encantado.A paisagem,vista do bar,é assombrosa.
Ainda encontramos aquelas simpáticas senhoras a contarem a história do pão às crianças.

Um abraço,
mário

Anónimo disse...

Que belo passeio, Rosa. Que cheirinho agradável! Uma das minhas filhas, há tempos, esteve lá e trouxe-me umas miniaturas, feitas com pão, muito interessantes. Na altura formulei o propósito de o visitar, o que ainda não aconteceu. Tenho mesmo de fazer a visita, em breve! Um abraço. UM

Sonhadora disse...

Não conheço mas deve ser um passeio muito agradável, como se pode constatar pelas fotos.
Espero lá poder ir um dia.

Beijo

redonda disse...

Já ouvi falar deste Museu e gostaria muito de um dia ir visitá-lo (até porque adoro pão :) e por isso gostei muito desta visita (só faltou um bocadinho do pão para provar :(
um beijinho
Gábi

carol disse...

Afinal "quebraste a preguiça" e ainda bem porque puseste aqui fotos lindíssimas do interior beirão. Só não gostei da página do livro da 1ª classe.... Crrrrr! Faz lembrar tempos com muito pouco pão para a maioria dos portugueses.

Beijinhos

Luis Eme disse...

há lá cada acaso. :)

que o pão e a amizade não nos falte.

abraço Rosa

Anónimo disse...

Ir a Seia e não visitar esse museu , seria imperdoável. Tive a sorte ( tivemos ) de fazer a visita e de seguida um memorável almoço em casa do HB e Mira.
M.A.A.

Catarina disse...

Não conheço nem nunca tinha ouvido falar nesse museu. Estou como a Nina, oiço ou leio sobre comida e tenho logo apetite. Acabei de comprar um pão italiano acabadinho de sair do forno. Ainda está quente apesar da viagem de 30 e tal minutos.
Esses passeios com amigas ou primas são tão enriquecedores !
Pena não ter (eu) a possibilidade de ver as primas! : ( Não estou no FB. Porque se tivesse conta gostaria de fazer parte do teu grupo de amigos!
Reportagem de profissional, como era de esperar!
Abraço.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também já lá fui. Muitíssimo interessante!

Eva Gonçalves disse...

Nunca lá fui, mas abriste-me a curiosidade e o apetite... Pão é a minha perdição!! :) Pelas imagens, parece muito bonito o local. Quem sabe, um dia... beijinho

Há.dias.assim disse...

até apetece um passeio assim. O riso é essencial...

Pitanga Doce disse...

Ah eu vou chorar! Ador ir aí. Esta paisagem que se vê na sacada do bar e´qualquer coisa que se perdeu no passado e é lindo. Confesso que em um das vezes que estive aí e almocei, não consegui provar todas aquelas entradas. Não levaste nenhuma criança pois não? Um dia vais levar o Diniz e ele vai fazer biscoitos, como fez a Julinha um dia.

Beijos Rosa.

JOÃO SENA disse...

Estive lá também no último fim de semana: vejo SEMPRE o Helder, comprámos queijos, compotas, meias, pantufas, chouriças etc. só não almocei no Museu do Pão!
Estive hospedado num lugar paradisiaco: a Casa das Penhas Douradas!
Abraço

Justine disse...

Bela reportagem de um local que adorei visitar há uns tempos!
Abracinhos

Rosarinho disse...

Agora ficámos todos a sonhar com uma voltinha até ao Museu :)

Turista disse...

Querida Rosa, então a fazer de Turista?! E por terras de Seia, que esta Turista, já não visita há anos. Tenho de programar uma visita a este museu do pão, sem dúvida. :)

Rosa dos Ventos disse...

A todos os que têm crianças pequenas aconselho vivamente a ida a Seia não só pelo Museu do Pão que tem um espaço próprio para os miúdos, como refere a Pitanga Doce e o Trepadeira mas também pelo Museu do Brinquedo que irei apresentar a seguir!

Abraço

Luís Coelho disse...

Visitei o Museu há perto de um ano e gostei muito. Foi um reviver de muitas coisas feitas cá em casa.
O almoço foi servido lá e foi excelente.Éramos sessenta pessoas.
Penso que hoje em dia é uma viagem obrigatória para os nossos jovens que pensam que o pão nasce assim já feito e estaladiço...

Teófilo Silva disse...

Quando disse que uma garrafa podia custar 17,5 euros esqueci dizer que o preço estava relacionado com a qualidade. Considerei uma qualidade razoável para o preço que apresentei.

Quando lá voltar vou aprofundar melhor os tipos de vinho existentes.

Isa GT disse...

Só posso dizer que... tenho muita pena... de não ser vossa prima ;))))

Bjos

Nina disse...

Huum...
Tenciono ir a Viseu no próximo mês. Vou falar com a minha amiga para lá levarmos os miúdos.
Entretanto, venham daí as imagens do museu dos brinquedos.:)
beijinhos

goiaba disse...

Uma sugestão de visita que vou registar. Já tinha lido sobre o museu e esta "reportagem" aguçou o apetite. Obrigada.

mlu disse...

Visitei este museu há uns anos e gostei muito. Fiz algumas fotografias, não tão boas como estas, mas ainda não tinha máquina digital...nem computador!
Foi bom rever este local!

Um abraço

Rui da Bica disse...

Tanta vez já estive em Seia e não conheço nada disto ! ...
É mesmo a melhor técnica : passar no Turismo e informármo-nos sobre o que há para ver !
Aquele livro de leitura também foi o meu (curioso como me lembro perfeitamente daquela imagem dos ceifeiros !).
.

[Que]Nina disse...

estes museus dispertam curiosidade ...

Things disse...

Já estive nesse museu, numa visita de estudo..Foi magnifico. Sentir o cheiro do pão e provar alguns sabores, soube-me mesmo bem...até trouxe pão de chocolate para os meus familiares.