segunda-feira, junho 23, 2008

Estranha virose

Fui atingida por uma virose que me está a afectar a capacidade de ler, escrever e teclar...
Não me reconheço!

23 comentários:

Anónimo disse...

Isso é devido à chegada calendarizada do Verão.Como julgo conhecer-te BEM,sei que é virose de pouca dura e nem vai precisar de fármacos,antes um chazinho perfumado de cidreira ou talvez de lúcia-lima(agora sinto-me tão enrascada com o hífen...),não frio,antes deliciosamemte morno,e talvez com um arremedo de "madeleine"É só dares um
sinalzito.Abraço Kincas

Justine disse...

Seja a virose física ou metafísica, desejo-te as rápidas melhoras!!
Beijo rápido, por causa do contágio:))

Àtila disse...

Isso com um "Queijo da Serra" vai passar...

DuarteO disse...

Não é nada que um escutador de almas não possa ajudar a vencer!
Boas e rápidas melhoras...

Esplanando disse...

De tempos a tempos isso também me dá...

Anónimo disse...

Perdão,esqueci "le tieulle"primeiro
porque não tenho no quintalito,e depois,quem sabe?,porque Proust não deve ser aconselhávelpara a tal virose.Bisous Kincas

dona tela disse...

Quer espreitar o projecto do meu novo "profile"?

Muito obrigada, mais uma vez.

Luis Eme disse...

que seja uma virose de deitar fora pela janela, Rosa.

abraço

Oris disse...

Como te compreendo, Rosa...
:)

Não lhe dês confiança...enxota-a....vais ver que te sentes melhor.

Beijitos

Maria P. disse...

Olha que também anda lá pela Casa...

Beijinho.

Teresa disse...

Ontem pareceste-me muito bem! Ou foi das sardinhas ou já deves estar a recuperar...Abraço

pin gente disse...

mas é uma virose virtual, não é?
tipo melancolia!
acontece-me tantas vezes...

beijo e desejo de melhoras reais
luísa

LB disse...

Sim, andam por aí, por vezes, umas coisas dessas...
O que vale é que, mais cedo ou mais tarde, passam!

Beijinho

DuarteO disse...

Não há virose nenhuma que te impeça de voares e estares onde quiseres!
É vontade e desejo de estar…!
Aproveitando o vento de feição até uma rosa aprende a voar.
Experimenta…não são paroles!
Abraço cheio de desejos de rápida cura!

Deusa Odoyá disse...

Oi minha querida amiga Rosa dos ventos.
Obrigado por suas visitas ao meu cantinho.
Espero que não seja nada grave apenas uma virose mesmo amiga.
Beijo e fique na paz.
mil estrelinhas para tí e muita saúde.
beijos da amiga.
Regina Coeli.

Eyes wide open disse...

E que passe depressa...!


*

Rosa dos Ventos disse...

Agradeço os cuidados...
Tem mesmo que passar!
Com tanto apoio... ;-))

Abraço a todos

goiaba disse...

Que a virose se vá depressa.
É "botá-la" ao desprezo que às vezes resulta ...

dona tela disse...

Vou mudando o paradigma.
Beijos.

Oris disse...

Faxavor...

Ouça lá...não é já tempo da virose ter passado???

Cá pra mim isso foi desculpa....andou aí pelo meio alguma passeata!!!!
:)

Beijitos, Rosa dos Ventos.

(não se ouve nada, o vento sopra de.....)

tulipa disse...

Me recordo da minha cidadezinha como um lugar de infância chapinhada, um lugar onde o próprio tempo transpirava.
O mar não nos tocava apenas como margem do nosso pequeno mundo.
O mar vinha de baixo, fluía entre os poros da terra, como um suor imenso.
E tanto éramos feitos de líquido que ainda hoje eu creio não ter terra-natal.
A Beira é minha água-natal.

Assim escreve o Mia Couto e eu assino por baixo, concordando.

Bom fim de semana.
As melhoras da virose.

Justine disse...

Estás melhor, amiga?? Ou ainda estás a anti-viróticos??
Bom fim de semana:))

lgbolhares disse...

Está demorada a virose...! :)

Beijinho