segunda-feira, janeiro 21, 2008

O Repouso do Guerreiro

O Repouso do Guerreiro é um filme realizado por Roger Vadim e adaptado há muitos anos, nem sei quantos, de uma obra de C. Rochefort.
Os seus intérpretes principais são Brigitte Bardot no início da sua carreira e Robert Hossein já um conceituado actor do cinema francês.
Vi o filme ainda muito jovem, não me lembro minimamente do enredo, mas penso que há uma cena passada com o par romântico num edifício em ruínas ou talvez não.
Os da minha geração que circulam por aqui e que sejam cinéfilos talvez se recordem de mais algum pormenor.
O filme veio-me à ideia pelo título que ligo ao post anterior - um banco para repousar...

17 comentários:

Luis Eme disse...

Não conheço o repouso do cinema, só o do "post" anterior, em várias versões claro...

abraço Rosa

Rosa dos Ventos disse...

É assim que se vão descobrindo os jovens e os menos jovens...
Eu já estou numa de repouso!

Abraço

redonda disse...

Fiquei curiosa sobre o filme. Espero que alguém venha comentar mais alguma coisa! :)

Átila disse...

Devemos ser da mesma idade ou andar por lá perto . Vi muitos filmes do Roger Vadim mas desse não me lembro , mas lembro-me muito bem que a maior decepção que apanhei foi com um filme dele de 1956 que eu vi aí por 1962 intitulado " Desfolhando a Margarida"
Decepção, não que fosse mau , mas sim pela expectativa que nós Colheiteiros 63 criámos . Nos nossos 17 anos pensámos que finalmente irúamos ver a BB nua ou quase. Qual quê ? Apenas elas vestido com im malmequer que ía sendo desfolhado . Santa ignorância....

Justine disse...

E eu que tinha a mania que era uma cinéfila informada... tiraste-me a mania num instante! Não me lembro de ter visto o filme, não em 1962que aí ainda não ia ao cinema, mas mais tarde, nas sessões clássicas do velho Império! Falta imperdoável? Ainda vou à procura do DVD...

Esplanando disse...

Espero que encontres o filme e depois mo emprestes!Claro que fui à procura de informações na Net mas fiquei pouco esclarecida...ou então não soube procurar!
Abraço
Nota: Espero não ser a única "miúda" que lá para 1967/68 ia ao cinema... ;-))

Rosa dos Ventos disse...

Peço desculpa aos meus visitantes mas fui a Lisboa, servi-me de um computador alheio e deu este resultado!
As palavras de cima são minhas...

Teresa disse...

Também vi esse filme...Mas a história perdeu-se na minha memória...Vamos revê-lo um dia destes? Quanto ao banco,ainda não o localizei...

Justine disse...

Pois,eu também sou "miúda"de ter começado a ir ao cinema em 1966.
E não eram tempos gloriosos?

Rosa dos Ventos disse...

Eram mesmo..., Justine!
E vamos revê-lo como, Teresa?

Bartolomeu disse...

Pfhhh em 1966, assistia eu aos filmes do Cantinflas, do Charlot, do Abot & Costel e do Pamplinas.
http://youtube.com/watch?v=t8CKNZxvIY0
Isto foi o mais próximo que encontrei do Descanso do Guerreiro, o ppl a preparar-se para as filmagens.
;)))
Sugestão Bartolomeunesca: Eu escrevo o guião, a Rosa dirige os actores e os comentadores representam. Vamos rodar um filme?

Rosa dos Ventos disse...

E já terminaste o filme " Amélia, a vampira", Bartô?

Será que só a minha amiga Teresa viu esse filme? Provavelmente comigo... ;-))

Rosa dos Ventos disse...

Aconselho vivamente a sugestão do Bartô!
Já não me lembrava que a BB era multifacetada - também cantava... ;-))

Rosa dos Ventos disse...

Como todos os bancos "à séria" fica em Lisboa! ;-))

Abraço, Teresa

MC disse...

Se o Guerreiro é o meu amigo Zé, tenho muita pena mas já não está cá, voltou para a terra.
Quanto ao repouso, bem, tanto cá como lá, ele gosta, sem ser em demasia. Mas sem focas!!!

Zé - Porto disse...


Vi o filme e lembro da história: Um fulano que entra por engano no quarto de um Hotel (R. Hossein) onde uma miuda (Brigite Bardot) havia tomado uma dose de barbitúricos, disposta a morrer. Oactor salva~lhe a vida e ela entrega-se a ele, seguindo-o por toda a parte e ele sempre a rejeitá~la. O fim da história é justamente a cena referida acima (encontro dos 2 numa casa em ruinas em que ele se dá por vencido, entregando-se à pequena - o tal repouso do guerreiro.

cabo henrique disse...

este foi meu primeiro filme que assisti quando completei dezoito anos a cena da janela era esperança de ver uma mulher nua mas so apareceu de costa, sai do cinema decepsionado.mas quardei ate hoje o meu primeiro filme porno.