terça-feira, junho 26, 2007

À espera...

À espera...

24 comentários:

Luisa Oliveira disse...

Não esperes! Corre para ele, pendura-te nos paus da vela, ganha balanço e... voa!

=)

Maria P. disse...

Que lugar! Onde é?

Não esperes, ganha asas.
Beijinho*

F F Moniz disse...

Se esperas coisa boa, então td bem... rsrs... linda foto!

Luis Eme disse...

Acredito que seja Açores...

Quando o vento chegar, apanha a boleia...

AnaG. disse...

No alto do monte....
A espera será sempre curta, se quisermos....

Deve... tem uma vista linda....

O que se avista ao longe?

Beijinhos

Um Momento... disse...

Bem se esperas k te peça a foto...
Já pedi...Máxima (",)

Um bom dia (*)

A.S. disse...

As esperas são sempre angustiantes...


Um beijo!

TsiWari disse...

the windmills of your mind...


***

Esplanando disse...

De quê?

Rosa dos Ventos disse...

Querido Esplanando
O moinho à espera de velas e eu à espera de vê-las! ;-))

Bartolomeu disse...

espero...
a espea desejada,
contida no momento
da chegada...
espero...
enquanto lamento,
que não apareças,
na estrada...
imenso...
vontade de regresso
encontro do teu olhar
desejo intenso
de te encontrar...

:)

Rosa dos Ventos disse...

Luís e Maria P.

Este moinho tão singular, uma vez que, além de ser de madeira, tem um corte no seu corpo cilindríco, as velas não se movem mas ele próprio é que tem rodas para girar, procurando o vento favorável,fica situado no Massiço Calcário Estremenho, concretamente no Planalto de S. Mamede, uma das unidades geomorfológicas do referido Massiço.
As restantes unidades são as Serras de Aire e Candeeiros e o Planalto de Sto. António que pertencem ao Parque Natural que é conhecido pela sigla PNSAC.
Até pareço geógrafa! ;-))

Rosa dos Ventos disse...

Cara Anag.
Com boa visibilidade vê-se:
para o Sul a Serra d´Aire, para Nordeste a Serra de Sicó, para Este Fátima e o Castelo de Ourém e para Oeste os "moinhos" eólicos do Alqueidão da Serra, no concelho de Porto de Mós.
No dia da foto via-se nevoeiro! ;-))

Rosa dos Ventos disse...

Embora seja um moinho de vento,a todos os que "trouxeram água ao meu moinho" um abraço! ;-))

Mel de Carvalho disse...

Talvez de velas ...
Talvez de vento ...

Descobri este espaço (decidi fazer uma longa viagem para além das fronteiras onde normalmente navego)
e gostei.

Por isso tomo a liberdade de te linkar, ofereço uma passagem para as minhas modestas casinhas

Um abraço
Mel
www.noitedemel.blogs.sapo.pt
www.maresiademel.blogs.sapo.pt

alfabeta disse...

Á espera do quê?

Carla Martins disse...

linda imagem...não esperes vai atraz do que desejas, rsss

Eyes wide open disse...

Diz-se que quem espera sempre alcança... vamos esperar que tenha razão. Gosto muito de moinhos... especialmente de moinhos de água.

Bom fds

*

Luis Eme disse...

Eu percebi logo que não podia ser nos Açores, porque a paisagem era pouco verde, muito seca para o arquipélago.

Mas que o Moinho é giro é... e não fiques à espera, avança Rosa...

Beijinhos

LB disse...

Quem espera, dizem, sempre alcança...

Beijinho

pin gente disse...

que lindo, porque esperas?

Maria disse...

É lindo, este moinho... eu também ficava à espera, aqui....

Beijinhos

Oureana disse...

O PNSAC surpreende-nos! Eu desconhecia este moinho.Já visitei o parque com um grupo de professores,o cicerone era um biólogo, e valeu a pena!

Rosa dos Ventos disse...

Cara Oureana
O Planalto de S. Mamede fica, inexplicavelmente, fora do PNSAC.
Mas o tal biólogo é capaz de conhecer este moinho...