domingo, outubro 26, 2014

Casamentos


(foto da net)

Chega esta época e eu não consigo resistir a estes "casamentos" como era nomeada a junção de figos secos com nozes lá na aldeia onde nasci.
Os meus avós paternos tinham muitas figueiras e algumas nogueiras e desde sempre essa "iguaria" fez parte dos meus outonos.
Embora o tempo ainda não convide à lareira, eu já iniciei o ritual de passar o serão com uma cestinha de figos secos e outra de nozes ao lado e, armada de quebra-nozes, toca de fazer "casamentos" e comê-los...acompanhados com vinho do Porto ou ginja ainda são melhores mas isso só o faço muito de vez em quando!
Os figos tenho que os comprar porque não me calhou em herança nenhum figueiral mas as nozes são duma nogueira plantada pelo meu pai e que resiste no quintal duma velha casa que era do meu bisavô paterno, do lado do avô e que a minha irmã, co-proprietária, me faz chegar já prontas a partir.

31 comentários:

Catarina disse...

Figos com nozes! Que bom! Eu estou mais habituada (ou estava) a estrelas de figos torrados que também pensei em fazer esta semana (e não fiz) para oferecer a uma amiga que me ofereceu doce de tomate.
Hmmm… mas olhando para estes “casamentos”, talvez os faça tb!

Rosa dos Ventos disse...

"Casamentos" destes nunca dão em divórcio, Catarina!
São tão reconfortantes! :)

Abraço

Anónimo disse...

É um casamento muito bom , também usado por aqui. Não dão divórcio nem direito a prenda nem vestido a condizer ...
M.A.A.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Nunca comi assim juntinhos não, deve ser uma delícia.

Sonhadora disse...

Adoro figos e nozes! Não sabia era que, assim juntos, se denominavam "casamentos"!
Este ano não me posso tentar. Estou a fazer dieta.
Beijinhos

Flor de Jasmim disse...

Humm os casamentos perduram por aqui nos meus serões, algo que vou ter que adiar, não casam com extração de dentes! Vinho do Porto não gosto, já Ginja só para provar mesmo, não gosto de doces.

Bom restinho de domingo.

Beijinho e uma flor

marina maia disse...

Eu e o meu marido amamos este casamento, eu como tudo me engoorda imagina o que fujo dele....
Beijinho
E agora apetecia-me....e não tenho.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Esses casamentos?
Trinco-os!

Ó minha amiga
vai uma jeropiga

Rui Espírito Santo disse...

Curioso que sempre lhes chamamos "Casadinhos" e não "casamentos" !
... mas para o caso, tanto faz ! eheheh

Habitualmente fazia-os com meia nós em cada figo. Esses são mais ricos ! rsrsrs
Seja como for, fantásticos no paladar e para a saúde (atenção, Marina)

Abraço ! :))
.

Mar Arável disse...

Bela comunhão de bens

Rui Pascoal disse...

Tenho uma nogueira no meu quintal (casca mole) plantada pelo meu pai há um bom par de anos, mais tarde plantei uma figueira "Pingo Mel". Quanto "ao casamento"... tem tudo para dar certo, assim que a figueira atinja a maioridade.
:)

Rosa dos Ventos disse...

Claro, Rui pascoal!
Nada de fundamentalismos! :)
Tudo se quer a seu tempo!

Abraço

redonda disse...

Não conhecia estes casamentos. Tenho de experimentar :)
um beijinho e uma boa semana
Gábi

Teté disse...

Há casamentos... made in heaven! Continuação de bons serões à lareira... :)

Abraço

Graça Sampaio disse...

ADORO!! Mas devo contentar-me apenas com a imagem porque me fazem muito mal aos intestinos...

Ce n'est pas juste....

luisa disse...

Por cá é mais figos com amêndoas. Mas essa versão parece-me deliciosa. Vou experimentar. :)

Majo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janita disse...

Adoro esses deliciosos casamentos, que, por aqui, só se celebram por alturas do Natal.

Figueira tenho, mas ainda sem figos e o fruto das nogueiras, só no supermercado!
O acompanhamento é me deixou a suspirar! Há quanto tempo não provo uma ginjinha com elas!

Que te saiga bem o casório! :)

Abraço

Majo disse...

~
~ ~ Como a Luísa referiu, tradicionalmente, no Algarve, os figos casam com amendoas.

~ ~ São casaditos deliciosos se forem bem confecionados, levemente aromatizados com especiarias e boa aguardente de medronho.

~ ~ ~ Uma semana muito serena, querida amiga. ~ ~ ~

Pedro Coimbra disse...

Uma união duradoura.
E muito doce.
Boa semana

Maria disse...

Adoro esses casamentos e nunca falto...:)!
Beijinhos
maria

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Estes casamentos são maravilhosos.
No Verão também temos figos frescos. Não sobra nada para o Inverno ou Outono

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, na minha região come-se o figo cheio com amêndoas, ambas maneiras são deliciosas.
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Rosinhamiga

Saíste-me uma boa casamenteira...

Tenho o fundilho rasgado
e as calças cheias de figos
olá nogueira sem fado
olho nos olhos os amigos
perante tais casamentos
vou só sair um bocado
não tenhas maus pensamentos

Olha, com tantos casórios, hoje deu-me pró fado...

Qjs

Pitanga Doce disse...

Já tentei fazer esses casamento aqui mas as nozes não eram muito receptivas aos figos e vice versa. Adoro estes ajuntamentos, Rosa. Vou pensar no assunto, este ano.

Justine disse...

Pronto, lá estou eu a salivar! E tenho de comprar os dois componentes do "casamento", mas celebro-o como sobremesa de quase todos os jantares!

Bartolomeu disse...

Olá Rosinha!!!
;))
Bom proveito te façam essas nozes, esses figos e esse Porto!
Aqui, também tenho umas quantas nogueiras e duas figueiras pingo-de-mel e também já pensei organizar-lhes o casamento mas, ainda não aconteceu. No entanto, vou papando as nozes, os figos já "marcharam", e acompanhando com um moscatel que também resulta.
;)

jorge esteves disse...

A minha querida amiga que me desculpe, mas não resisti à lembrança dos louva-a-deus com essa de 'fazer casamentos e comê-los'! Ups!...
Do mais, figos e nozes não sabia, mas a minha avó dizia que queijo e marmelada (também nesta altura outonal) sabia a casamento.
Enfim, doçaria...
Abraço!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também gostava muito desses casamentos, que me provocavam sempre fortes dores de barriga. Agora, olho para eles, lá como um ou dois e mais não posso...

Rosa dos Ventos disse...

Há casamentos que provocam indigestões, Carlos B. de Oliveira! :)
Desses temos que nos distanciar ao primeiro sinal de alarme! :)

Abraço

papoila disse...

Finalmente, consigo entrar aqui!!!
Aleluia!
Deve ter sido obra dos figos que eu adoro de todas as maneiras casados e solteiros.:)
Beijinhos