sábado, março 08, 2014

E foi assim que tudo começou...



A 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada em Nova Iorque, fizeram uma grande greve.
Ocuparam as instalações e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho - redução na carga horária para dez horas, trabalhavam dezasseis horas por dia, equiparação de salários com os homens, chegavam a receber um terço do salário de um homem, realizando o mesmo tipo de trabalho e tratamento digno dentro da fábrica.
A manifestação foi violentamente reprimida, as operárias foram trancadas dentro das instalações que foram incendiadas, tendo morrido carbonizadas 130 tecelãs.
Em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem a essas heroínas.
Mas só em 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU.
E foi assim que esta data passou a ser comemorada, continuando a haver um longo caminho a percorrer.
Datas não servem para nada se as mulheres continuarem a ser o elo mais fraco!

Nota: a foto é da net e mostra o estado em que ficou a fábrica depois do incêndio criminoso.

30 comentários:

ematejoca disse...

Ah! quando todas quisermos, lutarmos por pão e rosas...!

Anónimo disse...

Agradeço-te o post que me relembrou o que já se me apagara das origens do "Dia da Mulher",pois que, na indiferença em que navego,tudo se me esfuma no cinzento da memória.Só via a celebração como mais uma comemoração com flores e chocolates.Assim lancei um olhar novo ao ramo de tulipas que a minha Amiga ucraniana me veio entregar às dez da matina.O marido,depois do dia de trabalho duro nas obras, vai levar 2 raminhos das flores.Um para a mulher e outro para a filha que já tem 14 anos.Não deixa passar data festiva sem flores.

Rogerio G. V. Pereira disse...

É assim mesmo!
Amarremos as datas à História, antes que a memória se perca!

Anónimo disse...

Estas mulheres de Nova York , foram heroinas e percursoras; ainda há muito trabalho a fazer , mesmo em locais ditos civilizados.
M.A.A.

Jardineiro do Rei disse...

É hoje o dia Internacional da Mulher.
Bom seria que todos os dias fossem o Dia Internacional da Mulher, o Dia Internacional do Homem, o Dia Internacional da Criança. Talvez até o Dia Internacional do Ser Humano! Criassem até o dia Internacional dos Direitos Humanos, tão violados neste nosso mundo e nesse nosso pequeno país!
Mas é bom lembrar e homenagear as Mulheres que todos os dias lutam, trabalham, choram, amam. Principalmente as mal amadas que não têm voz. As que vivem a vida, ou gastam a vida, na fila do atendimento e morrem ser conseguirem chegar ao guichet!
Para ti, Rosa, um bem hajas por partilhares connosco este espaço!

Um beijito e um sorriso

João

Janita disse...

Tudo tem uma origem e esta data só poderia estar ligada a um feito heroico feminino.

Já muito se conseguiu na equiparação dos direitos das mulheres em relação aos homens. Mas ainda há muito caminho a percorrer.
Na área profissional: trabalho igual, salário igual, há empresas onde isso ainda é uma miragem.
Esperemos que haja uma evolução nesse aspecto e em muitos outros, onde a mulher ainda é explorada.

Um abraço, Rosa e obrigada.

Majo disse...

~
~ Segundo a Wikipédia, o incêndio teve lugar a 21 de Março de 1911 ~

~ Diz a mesma fonte que o dia passou a ser assinalado pelos partidos socialistas, mas acabou caindo no esquecimento.~

~ Em 1960, a ONU comemorou o Ano Internaional da Mulher e, em 1977, constituiu Dia Internacional da Mulher, não para chorar o passado, mas sim para lembrar todas as conquistas obtidas pelas mulheres no âmbito dos seus direitos e incentivar as que ainda não os alcançaram.~

~ Sendo assim, amigas, devemos, sim, homenagearmo-nos, por tudo o que passámos como profissionais e como orientadoras e responsáveis pela nossa família, por todos os sacrifícios que fizemos e fazemos pelos nossos filhos e a bem do equilíbrio e harmonia familiar. ~

~ ~ ~ A B R A Ç O S ~ ~ ~

Rosa dos Ventos disse...

Não consultámos as mesmas fontes porque a que conheço de há muito refere o 8 de março de 1857 mas isso não tem qualquer importância, Majo!
O pior mesmo é vermos ainda tanto caminho por percorrer!

Abraço

ematejoca disse...

FELIZ ANIVERSÁRIO, ROSA DOS VENTOS!!!

Continua a ser a lutadora de sempre pela nossa causa.

Foi uma luta pelo pão o 8 de Março de 1857, esse Março que reproduzimos simbolicamente todos os anos.

Agora é altura de lutar pela libertação de todas as nossas irmãs.

Um longo a percorrer...

Rui Espírito Santo disse...

O que terá a Mulher, ainda mais, para provar o seu real valor ?...
Ainda não bastaram os mais de 2 séculos da sua luta pela emancipação e pela paridade ! :(((

Abraço, Rosa e mais uma vez, os meus Parabéns ! :)))
.

Justine disse...

Muito importante dizer a razão por que este dia é comemorado, para que não se transforme numa data folclórica e esvaziada!
Abraço feminino :-))

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

No primeiro ano do CR, escrevi uma série de posts sobre a evolução dos direitos da mulher e, no final, cheguei à mesma conclusão que a Graça neste post.
De qq modo, espero que tenha desfrutado o Dia da Mulher

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Queria dizer Rosa, evidentemente...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Acabo de saber, pela Ematejoca que hoje é dia do seu anivesário. Muitos parabéns e um grande beijinho.

Laços e Rendas de Nós disse...


Rosa, dia de anos? Por ele um abraço de parabéns. Atrasado? Pois, mas Dia da Mulher é todos os doas e, assim, também o teu dia de anos. :)

Beijinho especial

Teté disse...

Também já li outras versões e datas para os acontecimentos, mas isso não importa nada: o que interessa é que as mulheres trabalhavam em condições absolutamente inqualificáveis, por salários muito inferiores aos dos homens. Não se pode dizer que fossem escravas, mas a situação andava lá perto... basta ver a retaliação ao seu protesto! :P

Mesmo assim, concordo que para a igualdade entre homem e mulher ainda há um longo caminho a percorrer, se bem que felizmente muito já foi feito nesse sentido. À conta da carolice de algumas mulheres corajosas, que algumas outras mulheres hoje em dia até subestimam: pudera, agora que já têm os direitos pelos que as outras lutaram, até lhes fica mal dizerem-se "feministas"... Porque os homens não gostam? Burras!

Bom, mas hoje era só para dar uma passadinha e enviar um beijinho de parabéns, desejando um ano muito feliz, com tudo de bom! E já me alonguei... :)

FELICIDADES!

São disse...

Em primeiro lugar, enorme abraço de parabéns e votos de estupendo futuro!

Quanto ao que aqui lembras sobre a luta das Mulheres , pois só te posso dizer que fui, sou e serei sempre feminista!!

Bom resto de dia junto aos teus e não te esqueças de ser feliz!

Mira disse...

Rosinha, as mulheres já têm a vida
muito mais facilitada, mas algumas
ainda sentem na pele a sua condição
de mulher, beijos

Lilá(s) disse...

Infelizmente a maior parte das pessoas nem sabe o que se comemora neste dia!
Bjs

Tétisq disse...

gostava que o dia fosse Dia Internacional da luta pelos direitos das mulheres, e não fosse esta coisa consumista em que se tornou e a história está esquecida

heretico disse...

todos os dias são (podem ser) de emancipação social - como bem referes.

beijo

AFRODITE disse...

Ontem foi o dia de nos lembrarmos das mulheres em geral...
Mas hoje é o dia de nos lembrarmos de uma muito especial!

Parabéns minha Querida :)
Mais um abraço ♥

Catarina disse...

Chego atrasada, mas chego! Aqui ainda é 9 de março, 20:30 – a hora mudou ontem à noite!

Muitos parabéns! Many happy returns of the day!!!
Bjs

Pedro Coimbra disse...

A data é simbólica.
Mas deve ser lembrada todos os dias.
Boa semana!!

mlu disse...

A História faz-se também de histórias tristes que são marcos definitivos e indispensáveis!
Obrigada pela partilha deste!


Um abraço

AC disse...

Rosa,
Há memórias que não se podem apagar, são demasiado preciosas.

Beijo :)

Flor de Jasmim disse...

Rosa os meus sinceros parabéns, embora atrasados. Beijinho Rosa.

Rosa no teu texto tens 1875 em vez de 1857.
Excelente forma a tua de homenageares o dia internacional da mulher, é arrepiante ler a história do dia 8 de Março de 1857, mas é bom não esquecer a mulher todos os dias.

Beijinho e uma flor

redonda disse...

Muitos Parabéns (também fiquei a sabe pela Ematejoca)
um beijinho
Gábi

Rosa dos Ventos disse...

Já corrigi!
Obrigada, Flor! :)
Foi mesmo um lapso!

Abraço

Duarte disse...

Excelente documento, que convém recordar.
Parabéns.
Abraços