domingo, dezembro 29, 2013

Em contagem decrescente...



No Tempo Dividido

E agora ó Deuses que vos direi de mim?
Tardes inertes morrem no jardim.
Esqueci-me de vós e sem memória
Caminho nos caminhos onde o tempo
como um monstro a si próprio se devora.

Sophia de Mello Breyner Andresen

In  No Tempo Dividido

26 comentários:

Lilá(s) disse...

⋰ ♬♪ ⋯ ✰ ⋯ ♬♪ ⋰
No alvorecer de mais este ano trago votos de paz, saúde e muitas alegrias.
Bom ano de 2014
Beijinhos

Catarina disse...

Quero caminhar os caminhos onde o tempo não acaba, onde há tempo para tudo aquilo que desejo… Eu quero...

mlu disse...

Gosto da poesia de Sophia! Este poema tem verdades em que se devia pensar melhor!

Bom Ano Novo, RV, com muita paz, saúde e muitas alegrias que os seus dois duendes hão-de proporcionar a todos!

Um abraço.

Dalma disse...

RV , o que eu lhe desejo é que possa caminhar no 2014 lado a lado com o seu "fiel jardineiro" e que ele possa cuidar da sua ROSA!

Graça Sampaio disse...

Kronos no seu melhor (ou no pior?)

Bom Ano, Amiga! E seja o que Deus quiser...

Rogerio G. V. Pereira disse...

Sophia era minha irmã.

Só conto badaladas, mesmo se as não oiço... e falta ainda tanto para quem, como eu, devora o tempo...

Lídia Borges disse...


Sophia em desalento, por um Tempo perdido da inteireza primordial.


Bom Ano!
Lídia

lis disse...

Grande poeta portuguesa!
sabia bem colorir o mundo com suas poesias,
Que os 'deuses' nos guiem por caminhos mais suaves,
abraços e lindos dias em 2014

Majo disse...

Amiga, um grande abraço solidário.

Não perca a Fé na Vida! Peço-lhe!

Beijinhos.

Mar Arável disse...

Bom ano
de preferência com um pauzinho
na engrenagem

São disse...

Bom resto de 2013 e um 2014 bem mais feliz!

Abraço grande

Patife disse...

Tão intensas as palavras da Sophia e esse sentir. ;)

AFRODITE disse...


Este poema de Sophia hoje encaixa mesmo bem neste triste dia de Inverno.
Que possa ser sempre Primavera nos nossos corações!


E com um abraço apertadinho venho trazer-te votos de um...


……………¨♥*✫♥,
………,•✯´………´*✫
…….♥*……………. __/\__
.….*♥…………….....*-:¦:-*..
…¸•✫…....… FELIZ ANO de 2014
...*♥...........................¨♥*✫♥.......
.,•✯´................................,•✯´........
•♥............................Muitos beijinhos
✯...................................Afrodite (^^)

heretico disse...

beijo

votos de Bom Ano

Janita disse...

O tempo a si próprio se devora e nos encurta o caminho, Rosa!
Nos jardins, temos de apreciar tudo o que de belo nos rodeia. A inércia nos mata suavemente...
Grande Sophia!

Feliz Ano Novo, Rosinha. Esperemos...

Grande abraço e até 2014.

Teté disse...

Sophia dixit!

Feliz 2014, por bons caminhos... :)

Abraço

maria mar disse...

Um feliz 2014 com muita saúde e paz, o resto virá por acréscimo como diz o povo.
Abraço

Anónimo disse...

Que 2014 lhe traga tudo que deseja , sobretudo saúde , paz e amor.
Um abraço.
M.A.A.

Rosa dos Ventos disse...

Agradeço e retribuo com amizade, M.A.A....já que não tem blogue, tem que ser por aqui! :)

Abraço

Tite disse...

Agora que a minha Mãe se debate entre a lembrança e a falta dela e eu começo a falhar as memórias do conhecimento, só posso desejar que o futuro, na sua renovação natural, se compadeça de quem tanto ama a Natureza.


Beijos e votos de Feliz Ano minha amiga

ematejoca disse...

Uma poema da Sophia é sempre um prazer lê-lo, Rosa dos Ventos.

Desejo-te um excelente 2014 com muita saúde e alegria na companhia dos teus netos.

Se o meu 2014 for como o meu 2013 já eu fico muito satisfeita.

maria disse...

Feliz 2014 Rosa :)))

Abracinho :)

Pedro Coimbra disse...

Votos de um Fenomenal 2014!!!

Ricardo Santos disse...

Excelente Sophia de Mello Breyner!
Bom ano Rosa dos Ventos!

Duarte disse...

Boa eleição, gosto imenso deste poema, até me atrevo a dizer que de tudo aquilo que nos deixou.
Abrazos e um Feliz 2014

Justine disse...

Hibernando, RdV, é como me sinto...